PLACAR

“Não me sentia uma tenista top”, revela Rybakina 

Foto: AELTC

Viena (Áustria) – A cazaque Elena Rybakina revelou recentemente sentir que sua conquista em Wimbledon no ano passado foi um lance de sorte e também que não conseguiu se ver como uma jogadora top nesta temporada. A ausência de pontos no All England Club em 2022 podem ter contribuído um pouco para essa situação.

“Não foi fácil superar essa vitória porque, é claro, depois de ganhar o título, você fica tipo: ‘Uau, espero que não tenha sido apenas por engano, por sorte ou o que quer que seja’. No meu caso, foi um pouco diferente porque não consegui os pontos, então no resto dos torneios e em outro grande Grand Slam, não me senti uma jogadora de ponta”, falou a cazaque para o podcast Mind Set Win.

“São muitas expectativas e muitas pessoas olhando para você esperando para ver o que fará em seu próximo torneio. Mas ao mesmo tempo você não é tratada como uma jogadora de ponta porque não conquistou os pontos. Então eu diria que esse período não foi fácil, com certeza”, acrescentou a tenista de 24 anos, que mesmo sem os pontos de Wimbledon chegou a 3 do mundo.

Rybakina provou para si mesma e para todo mundo que é uma das principais estrelas do momento neste ano ao alcançar a final do Australian Open e conquistar dois títulos de WTA 1000, em Indian Wells e Roma. “Logo no Aberto da Austrália joguei mais uma final, o que me deu muita confiança para o resto do ano”, afirmou a cazaque.

“Fizemos uma ótima preparação para esta temporada e foi muito boa, especialmente no início. Foi então que pensei que poderia fazer isso de novo. Depois que joguei a final do Australian Open, as dúvidas sobre repetir o que aconteceu em Wimbledon desapareceram imediatamente”, complementou a atual número 5 do mundo, que tem 14 finais na carreira e cinco títulos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE