PLACAR

Nadal: “Em uma perspectiva geral, a linha é ascendente”

Foto: Internazionali BNL d'Italia

Roma (Itália) – Depois de muitas semanas sem competir, o espanhol Rafael Nadal está conseguindo disputar três torneios seguidos. Depois do retorno no ATP 500 de Barcelona, ele disputou o Masters 1000 de Madri e nesta semana iniciou a campanha no Masters 1000 de Roma. Ele chega ao Foro Itálico com um balanço positivo do que tem feito até então.

“Passei vários dias em casa descansando depois de Madri, vim para Roma e pude treinar. Estou animado para jogar aqui, onde tive momentos inesquecíveis. É o meu terceiro torneio consecutivo e isso é uma boa notícia. Tenho que continuar observando o dia a dia, mas estou feliz pelo que sinto”, declarou Nadal em entrevista coletiva antes da estreia contra o quali belga Zizou Bergs.

Mesmo que não tenha brilhado, ele vê com bons olhos o que fez nos torneios anteriores. “É um bom momento, embora os resultados não sejam bons. Estou gostando de jogar, feliz por fazer isso. Quando falo em aposentadoria, não é porque não estou mais feliz ou porque não me sinto suficientemente competitivo. É que o meu corpo não foi capaz de jogar durante semanas seguidas”, disse.

O espanhol comemora a resposta física que tem mostrado, embora não seja a ideal. “A minha evolução não é a mesma todos os dias. Mesmo depois de Barcelona, ​​​​tive alguns momentos difíceis em Madri. Mesmo aqui no primeiro dia. Em uma perspectiva geral, a linha é ascendente. Estou feliz porque há um mês era quase impossível pensar em jogar Barcelona Madri e Roma”, comentou Nadal.

Lamentação pelas ausências de Alcaraz e Sinner

Com a carreira marcada por ausências devido a lesão, o ex-número 1 do mundo lamentou que o compatriota Carlos Alcaraz e o tenista da casa Jannik Sinner não possam competir em Roma neste ano. “Perdi muitos torneios importantes na minha carreira por causa de lesões. Como jogador, você não pode reclamar disso, apenas aceita o que acontece e segue em frente”, pontuou Nadal.

“Se você se machucar, terá que se recuperar bem. Eles são jovens, terão muitas oportunidades de jogar em Roma. Não há drama, o torneio sobreviverá mesmo sem Carlos e Jannik, que são jogadores super importantes para qualquer evento hoje. Não ter o Jannik jogando aqui depois de tudo que representa para o país é uma péssima notícia. Como espectador e colega dele, fico triste por ele”, finalizou.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
persivaldo
persivaldo
11 dias atrás

triste fim de um moribundo…lamento muito.
espero que ao menos tenha a última oportunidade de ser surrado pelo goat.

Zan
Zan
10 dias atrás
Responder para  persivaldo

Caro persivaldo, certamente vc está tentando ser um “playful ironic”. Nadal está competitivo tecnicamente. Problema é o desgaste de várias horas semanas a fio, como ele mesmo disse. Rolanga deverá ser problema se ficar muito tempo em quadra, caso contrário, deverá fazer despedida honrosa… afinal, quem está no auge dificilmente se retira, a não ser por falta de motivação, como pareceu ser caso da Barty ou outro problema. Quem acompanhou Sampras, sabe que ele se superou no último USOpen, pois não vinha de bons resultados. Guga ficou anos pouco competitivo até se retirar, e nem por isso é lembrado como “moribundo”, mas sim lutador. Provavelmente, será assim que Sir Andy Murray será lembrado tbm quando se retirar, apesar de muitos o criticarem… E indo até noutro esporte, o lendário Senna não vinha de bons resultados nos últimos 2 anos antes do acidente, mas ainda assim, é hoje uma lenda, e daí entra tbm o ser humano respeitoso que era. Alguma semelhança com Nadal? Então, apesar de zoar fazer parte das brincadeiras, vamos ter respeito a esses incríveis esportistas, caríssimo persi, como diz nosso colega Sr SR.

Balbino Neto
Balbino Neto
11 dias atrás

Parece que o circuito virou show e espetacularização. O jogo começa com todos já esperando ele perder e os compadres fazerem comemorações. Coisa feia e chata.

evandro marcelo siqueira crispim
evandro marcelo siqueira crispim
10 dias atrás

Que goat? Djocovice.rssss

Antonio Brasil
Antonio Brasil
10 dias atrás

Persivaldo, se queres enaltecer o teu ídolo tens todo o direito de faze-lo, mas faça isso sem desrespeitar os outros, mesmo porque o Nadal, já aplicou até um pneu no seu ídolo e nesse mesmo torneio. Ademais, na hipótese de um improvável encontro entre o teu ídolo e o Nadal, o resultado poderia ser o contrário do que tu imaginas.

Sergio
Sergio
10 dias atrás
Responder para  Antonio Brasil

Verdade.
Ele deve ter algum complexo de inferioridade em relação ao monstro sagrado que é o Nadal.
Deve ser porque o Nadal é super bem visto e muito querido por todos os fãs mundo afora enquanto que o ídolo dele nem tanto.

Ana
Ana
10 dias atrás

Guerreiro

Osvaldo
Osvaldo
10 dias atrás

isso aí, Nadal ! o homem tá com tudo de novo ! Vc vai voltar mais forte do que nunca ! rumo ao 15º RG !
#rumoaos25slams #euacredito

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE