PLACAR

Musetti sai feliz de Miami: “Semana positiva e inesperada”

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – Visto também como uma das boas promessas do tênis italiano, o jovem Lorenzo Musetti conseguiu no Masters 1000 de Miami enfim quebrar uma incômoda sequência negativa e vencer duas partidas consecutivas, algo que não acontecia desde setembro do ano passado, quando chegou à semifinal do ATP 250 de Chengdu.

De lá para cá, o jogador de 22 anos e atual número 24 do mundo disputou 23 partidas no circuito e venceu apenas oito, chegando a cair as mesmas oito vezes em estreias. O período também coincidiu com a notícia de que ele se tornaria pai pela primeira vez, e o bom resultado na Flórida, alcançando as oitavas de final, veio justamente após o nascimento do filho, Ludovico, no dia 15 de março.

Até por isso, Musetti vê na chegada do seu primogênito uma fonte de inspiração para dar a volta por cima na carreira. “Ludovico me deu uma bela surpresa e recebi uma bela surpresa aqui em termos de tênis”, afirmou o italiano após a derrota para Carlos Alcaraz na última terça-feira.

Ainda segundo ele, a campanha em Miami foi surpreendente e servirá de espelho para a sequência do ano. “Foi uma semana positiva e inesperada. Cheguei aqui com poucas expectativas, só esperava conseguir jogar e aí se transformou no melhor resultado do ano, tanto em resultado quanto em performance. Estou feliz, este esporte me ensinou que as coisas podem mudar a qualquer momento. Agora a esperança é poder trazer este Lorenzo nos próximos meses e no resto da temporada”, disse.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Sobre a partida com Alcaraz, Musetti diz que jogou com boa atitude e sai do Hard Rock Stadium de cabeça erguida. “Lamento o resultado, pois o objetivo é sempre vencer, mas jogando contra o principal cabeça de chave, um jogador com total confiança e vindo de título em Indian Wells, obviamente não foi fácil. Foi uma partida muito disputada, Carlos teve que suar e o placar enganou. Em algumas situações me apressei um pouco e fiz escolhas erradas, graças também ao seu jogo e ao seu físico. Foi um bom jogo, mesmo que eu pudesse fazer algo melhor”, analisou após a derrota por duplo 6/3.

De volta à Europa, o italiano deverá ter um curto tempo de descanso antes de iniciar sua participação na temporada de saibro. “É a gira que mais anseio, é como voltar para casa. O meu primeiro torneio em terra batida será em Estoril, depois em Monte Carlo terei um grande desafio para defender as quartas de final, mas me sinto em casa e sempre me saí bem por lá. Depois vou para Barcelona, ​​Madri, Roma e por fim Paris. Será uma bela turnê no saibro, mas primeiro quero ir para casa e depois começar de novo com novas motivações e estímulos”, finalizou.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Vinícius da Silva Reis
Paulo Vinícius da Silva Reis
3 meses atrás

Torcendo muito para que ele encontre o seu melhor no tênis e faça boas façanhas

Gustavo M.
Gustavo M.
3 meses atrás

Não sei como pode estar contente como o nível que vem apresentando. O backhand dele está sem consistência nenhuma, tanto que na foto ele tá batendo caindo pra trás, sem apoio. Apresenta um tênis muito abaixo do que esperavam dele há 2 anos. Eu nunca achei tudo isso.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE