PLACAR

Muguruza: “Hoje o tênis não tem lugar na minha rotina”

Foto: Women 's Health

Málaga (Espanha) – Ex-número 1 do mundo, a espanhola Garbiñe Muguruza não tem planos para voltar tão logo ao circuito. Afastada das competições desde a queda na estreia em Lyon, no começo do ano, ela diz sentir falta de compartilhar a união e os momentos de apoio, mas por enquanto não pensa em retomar a carreira de tenista profissional.

“Estou vivendo essa pausa com muita alegria, pois era algo que meu corpo e minha mente precisavam, então estou aproveitando muito esses momentos. Neste momento eu não tenho intenção (de voltar). Meu plano agora é dormir, descansar, estar com meus entes queridos, recuperar o tempo perdido”, disse a espanhola em entrevista à Women ‘s Health.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Não penso além do que estou fazendo hoje, amanhã e esta semana. O tênis não tem lugar na minha rotina. Ainda presto atenção aos meus companheiros e de vez em quando posso jogar, mas não intensamente, mais por diversão. Não ocupa minha mente, meu dia ou minhas rotinas, estou realmente fazendo uma verdadeira pausa e tentando ficar longe das quadras”, afirmou Muguruza.

Se o tênis ficou em segundo plano, pelo menos as atividades físicas seguem no cotidiano da espanhola, que embora não tenha a mesma exigência, segue se movimentando. Uma das atividades preferidas de Muguruza no momento é a Zumba, mistura de movimentos aeróbicos com ritmos e coreografias latinas

“A minha forma física mudou porque não estou em competição, mas procuro manter-me em forma sem ter que treinar até ao limite. Vou à academia regularmente, no máximo uma vez por semana. Adoro fazer musculação, completar minha parte de cardio com Zumba, aulas de Pilates, yoga, boxe. Aproveito para fazer todas aquelas coisas que quando estava treinando para tênis não tinha tempo”, contou.

Muguruza garante ser muito diferente fora das quadras. “Lá dentro sou muito séria, intimidadora, concentrada, um pouco rígida, mas fora sou o oposto: muito descontraída, falante e gosto muito de fazer piadas. Sou uma versão bem diferente”, afirmou a espanhola de 30 anos, dona de dois títulos de Grand Slam (Roland Garros 2016 e Wimbledon 2017).

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE