PLACAR

Monteiro vira sobre Rune e anota sua maior vitória

Foto: Divulgação/CBT

Hillerod (Dinamarca) – Na partida que abriu o confronto entre Brasil e Dinamarca, válida pelo Grupo Mundial I da Copa Davis, o cearense Thiago Monteiro fez uma grande apresentação contra o atual número 4 do mundo Holger Rune, e conseguiu uma grande vitória, batendo o dinamarquês de virada, com o placar final de 6/7 (4-7), 7/6 (7-5) e 6/2, depois de 3h de batalha.

Esta foi a maior vitória da carreira de Monteiro, que nunca havia derrotado um top 5. Ele tem agora duas derrotas e um triunfo contra rivais deste porte. Já contra top 10, ele soma duas vitórias em oito jogos. Na sequência, o paranaense Thiago Wild tentará ampliar a vantagem contra August Holmgren, de 25 anos e atual 412 do mundo. O número 1 do Brasil vem de 10 vitórias seguidas e dois títulos de challenger.

Começando a partida com o saque, Monteiro levou uma quebra logo no primeiro game e passou quase todo o set inicial lutando para se recuperar no placar. Apesar da desvantagem, ele jogou muito bem e conseguiu pressionar o dinamarquês com dois break-points no quarto game e mais um no oitavo, todos eles evitados por Rune, que também deixou escapar uma chance de quebra no sétimo.

O tenista da casa manteve a dianteira até a reta final, quando sacou em 5/4 para fechar a parcial e então levou a quebra de volta para ficar tudo igual. Sem novos breaks para qualquer um dos lados, a definição foi para um equilibrado desempate, definido com um mini-break apenas de diferença. Rune venceu um ponto no serviço de Monteiro para abrir 5-4 e dois saques, fechando logo em seguida.

Na segunda parcial, a história foi parecida, novamente com o dinamarquês largando na frente com uma quebra no quarto game. Depois dela, vieram mais três breaks, dois para Monteiro e um para Rune, que mantiveram a igualdade até mais um tiebreak, no qual o dinamarquês chegou a abrir 4-1, mas depois disso venceu só mais um ponto.

Aproveitando o grande momento, o brasileiro foi com tudo para o terceiro set, que começou parelho, mas a partir do 2/2 acabou dominado por Monteiro. Se aproveitando de aparentes problemas físicos de Rune e do nervosismo do rival, o canhoto cearense anotou duas quebras seguidas e concretizou uma brilhante vitória de virada sobre o número 4 do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE