PLACAR

Monteiro, Heide e Sakamoto vencem e vão às oitavas

Foto: AAT

Montevidéu (Uruguai) – A rodada desta terça-feira pelo challenger de Montevidéu teve três vitórias brasileiras, com Thiago Monteiro, Pedro Sakamoto e Gustavo Heide, que avançaram às oitavas do torneio em quadras de saibro no Uruguai.

Monteiro, de 29 anos, e 131º do ranking estreou vencendo o boliviano Murkel Dellien, 282º colocado, por 6/0 e 6/4 em 1h17 de partida. Seu próximo rival é o argentino Santiago Taverna, 256º colocado e vindo do quali, que venceu o chileno Alejandro Tabilo, cabeça 5 do torneio e 104º do mundo, por duplo 6/4. Monteiro e Taverna ainda não se enfrentaram pelo circuito.

Para aplicar um ‘pneu’ no primeiro set, Monteiro aproveitou suas três chances de quebra e escapou dos três break-points que enfrentou quando já sacava para fechar. A segunda parcial foi mais equilibrada, mas o cearense cedeu apenas três pontos no saque e criou pressão constante sobre os games de saque do rival até finalmente conseguir a quebra.

Também no início da programação do dia, Sakamoto aproveitou o embalo depois de ter passado pelas duas rodadas do quali. O paulista de 30 anos e 411º do ranking derrotou o italiano Franco Agamenone, 213º colocado, por 6/4 e 6/1. Foi sua primeira vitória em três jogos contra o rival. Ele enfrenta nas oitavas o argentino Facundo Diaz Acosta, cabeça 4 em Montevidéu e 111º do mundo.

Já no final da tarde, Gustavo Heide foi o terceiro brasileiro a avançar no torneio. O paulista de 21 anos e 270º do ranking confirmou o favoritismo contra o convidado local Ignacio Carou, 855º colocado, marcando as parciais de 6/3 e 7/5. Seu adversário nas oitavas pode ser o argentino Pedro Cachin, principal cabeça de chave e 72 do mundo, ou o holandês vindo do quali Max Houkes.

Já o gaúcho Orlando Luz, 351º do ranking e vindo do quali, se despediu da competição. Ele foi superado pelo o argentino Renzo Olivo, 278º colocado e que entrou na chave como lucky-loser, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/4 em 2h01 de partida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE