PLACAR

Monteiro enfrentará Alcaraz na estreia do Rio Open

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – O sorteio da chave principal do Rio Open colocou Thiago Monteiro em rota de colisão com Carlos Alcaraz, número 2 do mundo e principal cabeça de chave do torneio. Eles vão se enfrentar logo na primeira do ATP 500 disputado nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro. Alcaraz foi campeão do torneio em 2022 e vice no ano passado.

Monteiro, de 29 anos e 118º do ranking, tem duas vitórias contra top 10 na carreira, a primeira foi ainda em 2016, justamente no Rio Open contra o francês Jo-Wilfried Tsonga, que era o 9º colocado. Já no ano passado, ele passou pelo então número 4 do mundo Holger Rune no duelo válido pela Copa Davis, em quadra dura e coberta, na Dinamarca. Sua melhor campanha no torneio foi em 2017, quando chegou às quartas. Nas quatro últimas edições, chegou às oitavas.

Quem vencer a partida entre Monteiro e Alcaraz pode enfrentar o argentino Pedro Cachin ou um tenista vindo do quali. No mesmo quadrante estão outros dois argentinos. O cabeça Sebastian Baez também enfrenta um atleta vindo do qualificatório, enquanto Facundo Diaz Acosta desafia o suíço Stan Wawrinka.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

+ Veja como ficou a chave do Rio Open

Ainda na parte de cima da chave, o argentino Francisco Cerúndolo é o cabeça 4 e pode enfrentar o espanhol Albert Ramos ou o peruano Juan Pablo Varillas. No mesmo quadrante está o sérvio Laslo Djere, cabeça 6 no Rio e vencedor da edição de 2019, que enfrenta o espanhol Bernabe Zapata.

Fonseca desafia Fils, enquanto Wild e Heide enfrentam chilenos
Convidado para o torneio, o carioca de 17 anos João Fonseca estreia contra o francês Arthur Fils, de 19 anos e já 36º do ranking, em busca de uma inédita vitória na ATP. Quem vencer encara o espanhol Roberto Carballes Baena ou o chileno Cristian Garin, campeão em 2020. O também chileno Nicolas Jarry é o cabeça 3 e está no mesmo setor da chave.

Outros dois brasileiros estão no último quadrante. O paranaense Thiago Wild, número 1 do país e 83º do mundo, estreia contra o chileno Alejandro Tabilo, 54º colocado. Wild tem uma vitória e duas derrotas contra o rival em torneios challenger entre 2020 e 2021. Em caso de vitória, o paranaense de 23 anos pode enfrentar o espanhol Jaume Munar ou o austríaco Sebastian Ofner.

Já o convidado Gustavo Heide, de 21 anos e 239º do ranking, desafia o chileno Tomas Barrios Vera, 120º do mundo. Ele tem uma vitória e uma derrota contra o rival em torneios challenger no ano passado. O vencedor pode enfrentar o britânico Cameron Norrie, cabeça 2 e atual campeão, que estreia contra o boliviano Hugo Dellien.

32 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Heitor Monteiro
Heitor Monteiro
1 mês atrás

Se isso não é azar, não sei o que é…

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Sendo realista, um bom treino para Alcaraz, mas vai saber o dia de cada um no dia do jogo.

Luiz Correia
Luiz Correia
1 mês atrás

“O Alcaraz, pode esperar, que a sua hora vai chegar”

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Luiz Correia

Ele acabou de perder na Argentina na semifinal pro chileno top 2… vai chegar com mais obrigação… bom pro Monteiro

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Ahh.. sobre os outros brasileiros até tem bons jogos, para mim o menos difícil é o Heide, seguido de Fonseca e Wild. Este último pelo retrospecto do Ano.

Cláudio Teixeira Maia
Cláudio Teixeira Maia
1 mês atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

O do Fonseca é muito difícil. O Fils joga muito.

Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Haroldo Guimarães

Monteiro deu muito azar. Tantos nomes onde ele teria muito mais chances, foi pegar logo o Alcaraz. POr outro lado, chance de fazer história. Bora com tudo pra cima.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

6-3 6-2 pro Beiçola, que está em má fase.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
1 mês atrás

O atp 500 mais fraco do circuito, infelizmente. Mais fraco até que o atp 250 de BA. Muito difícil nossa situação.

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Fred Magalhães

Isso não é mesmo.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Fred Magalhães

Não entendi o seu fraco?? Ou foi irônico por causa da colocação dos brasileiros? Ou vc queria Djoko, Rubens, Sinner a mais???

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Excelente sorteio, entra como franco atirador e completa zebra, se perder vale a experiência, se ganhar se consagra. Melhor isso que arriscar perder pra um Pedro Cachon, Daniel Galan ou Jaume Munar da vida num dia inspirado.

Ripa
Ripa
1 mês atrás

Monteiro é o azarão, mas duvido que o Alcaraz esteja comemorando o sorteio. O osso é duro !!

Gustavo
1 mês atrás
Responder para  Ripa

Alcaraz não deve nem dormir hoje de tanta preocupação…. Kkk

Leo, o realista
Leo, o realista
1 mês atrás

A realidade é que nosso Ceará, perderia para qualquer outro, exceto se pegasse algum outro compatriota.
Sendo assim, é excelente pegar o Alcaraz e ter um jogo sem reponsabilidade contra um dos maiores da atualidade.

F.F.
F.F.
1 mês atrás
Responder para  Leo, o realista

Exato Léo

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Leo, o realista

Discordo firme. Teria chance contra vários na chave.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Leo, o realista

Ufa, até concordo em quase tudo, Discordo com perderia para todos, exceto brazucas. Mas isso é o de menos. Com muitos chegaria sem a responsabilidade igual a contra Alcaraz, que por sinal aumentou depois de perder a semifinal na Argentina.

Bukele
Bukele
1 mês atrás

Manchete do dia seguinte: “Monteiro humilha Alcaraz, que se ajoelha e chora na quadra:”desisto da minha carreira” Golpes secretos de Monteiro como o saque mosca, que morria assim que tocava o solo, além dos aces a 300 km/h, o lob bumerangue e o winner estilingue, que muda de direção ao bater no chão, fizeram o espanhol perder por duplo 6/0.”

Leandro Meneoli
Leandro Meneoli
1 mês atrás

Quando a fase não é boa, até o sorteio bate nos brasileiros…. nosso maior esperança pega logo o Alcaraz na primeira rodada, nossa promessa pega o Fils que é também um dos maiores potenciais do circuito, o Wild pega um chileno encardido e melhor rankeado que ele, e o adversário mais acessivel cai pro maior azarão dos quatro brasileiros. Infelizmente, se der a lógica, cai todos na primeira. Torceremos para sermos surpreendidos, dessa vez positivamente por um deles.

Psiquiatra
Psiquiatra
1 mês atrás

Se estiver num dia bom, devolvendo bem como sempre fez e com a mesma personalidade de sempre , sou mais o Monteiro
Em sets diretos

Jorge Luiz
1 mês atrás

Ficou fácil para o Monteiro kkk em compensação o Heide não tem do que reclamar

NFdS
NFdS
1 mês atrás

Shii, deu ruim pro espanhol…
É sério, Monteiro gosta de jogo grande!

Leo, o realista
Leo, o realista
1 mês atrás
Responder para  NFdS

Puir que o Alcaraz não está tão bem. Acabou de perder pro Jarry, que é bom jogador, mas bem abaixo dele.
Se o espanhol continuar assim e quiser privilegiar a vida boêmia do Rio, pode até cair dada as circunstâncias

Rogério Falco
Rogério Falco
1 mês atrás

Nossa que azar do Monteiro….torcer pro Alcaraz de desgastar na Argentina. O Wild pegou um jogo super acessível, porém a fase dele é uma draga. O Heide pode sonhar, nada de outro mundo o Veras, porém não pode deixar cair o nível durante a partida, como tem acontecido.

Albert
Albert
1 mês atrás

CRENDEUSPAI!!! Senhor, tende piedade.

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Jogo é jogado e lambari é pescado! Vamo q vamo!!

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Márcio

Boa.. viva os brazucas

Marcos Soares
Marcos Soares
1 mês atrás

A única chance é Monteiro jogar pensando que é Copa Davis

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Acho que o Thiago pode surpreender o Alcaraz como fez com o Tsonga…

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Olha, obviamente n da pra dizer q o Monteiro deu sorte no sorteio mas, vai encarar o Alcaraz num momento pra lá de errático, jogando em casa e em condições climáticas pra lá de favoráveis para si, chances boas de ao menos fazer um jogo digno..

Os demais BRs n podem reclamar das estreias: Wild e Heide pegaram chilenos bem acessíveis em se tratando de um ATP 500(o Wild msm, pegou um chaveamento beeeem avançavel, seria um excelente momento pra ele acordar pra vida..) Fonseca pegou o Fils, q é tremendamente talentoso e promissor mas, até pela idade, ainda muito irregular(a própria estreia do francês em B.A mostra isso..)

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
André Aguiar
André Aguiar
1 mês atrás

Embora a nossa torcida seja para que o Monteiro desfie o espanhol, creio que o redator da manchete dessa notícia na página inicial do site quis escrever “desafia”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE