PLACAR

Monteiro é superado em duelo de 3h no quali de Miami

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – Terceiro e último brasileiro a estrear no quali para o Masters 1000 de Miami, Thiago Monteiro foi superado em uma partida muito equilibrada, com 2h55 de duração e apenas uma quebra de serviço. O número 2 do país e 110º do mundo caiu diante do australiano Adam Walton, 150º colocado, com parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (7-3) e 6/4 nesta segunda-feira.

A partida teve apenas uma quebra de serviço, conquistada por Walton já no terceiro set. Monteiro disparou 10 aces e só enfrentou dois break-points em todo o jogo. Já o australiano terminou o jogo com 12 aces e escapou de todas as quatro chances de quebra que enfrentou.

O primeiro set foi inteiramente sem quebras, sendo que Monteiro não enfrentou break-points. O cearense cedeu apenas 9 pontos em seus games de serviço. Walton fez dois aces a mais, 6 a 4, e escapou de uma chance de quebra ainda no início da partida. Já durante o tiebreak, o brasileiro venceu dois pontos importantes nas devoluções.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Os sacadores também prevaleceram no segundo set, com quatro aces para cada lado e nenhum break-point disputado. Foram quatro aces para cada jogador, com Walton perdendo apenas cinco pontos no saque, enquanto Monteiro cedeu seis. Mas no tiebreak, o australiano saiu vencendo por 5/0 e administrou a vantagem até o final.

Monteiro teve oportunidades de quebra em três games distintos do terceiro set e não as aproveitou, enquanto Walton conseguiu pressionar o saque o brasileiro em apenas um game, chegando a dois break-points para aproveitar um deles, abrir 4/3 e suportar dois games longos em seu serviço para chegar à vitória.

O Brasil terá apenas um representante na rodada final do quali. O paranaense Thiago Wild, de 24 anos e 76º do mundo venceu o bósnio Damir Dzumhur por 6/4 e 6/2. Ele enfrenta o francês Hugo Grenier por vaga na chave. Já o paulista Felipe Meligeni foi superado pelo belga Zizou Bergs por 2/6, 6/1 e 6/4.

Leia mais:

Wild vence no quali de Miami, Meligeni cai na estreia

23 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Pronto, a galera que enche o saco pq ele joga challenger no saibro deve estar radiante

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
1 mês atrás

Decadência total ! Não passa nem da 1º rodada de quali !!

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Não dá para ser otimista com esses caras. Não deviam ter saído dos Challengers, mas foram atrás de um dinheirinho.

Paulinha Lara
Paulinha Lara
1 mês atrás

nosso guerreiro. orgulho. lutou muito mas caiu no final. parabéns Monteiro. agora é descansar e partir para a próxima com foco total.

Arthur
Arthur
1 mês atrás
Responder para  Paulinha Lara

Kkk

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Ex-tenista em atividade.

Julio
Julio
1 mês atrás

Monteiro devia focar nas duplas.

Sadi
Sadi
1 mês atrás
Responder para  Julio

Ficar no beach tennis

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Zero surpresa.

Rockton
Rockton
1 mês atrás

Acho que financeiramente seria melhor para o Monteiro se ele tivesse jogado o M25 de Maceió.

Neto
Neto
1 mês atrás

Foi pau a pau. Que pena que caiu para o lado de lá… Monteirão precisa voltar a jogar ATP mais vezes, nem que seja para disputar qualis porque é um nível acima dos challengers. Caso contrário não volta mais.
Mas não desanima não. Foi pegado!
Vamos!

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Volta aos Challengers Monteiro,essa não é a sua praia

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
1 mês atrás

Esse é o bom e velho Monteiro. Nunca decepciona kkkkkk

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás

Incrível como em torneios maiores o Monteiro n consegue jogar com a mesma confiança dos CHL, roteiro repetido, mais um jogo onde ele teve mais chances q o rival pra cacifar mas n consegue capitalizar, uma pena, logo mais vai trintar e essas oportunidades vão rareando..

F.F.
F.F.
1 mês atrás

Ladeira abaixo
Infelizmente vai encerrar a carreira sem nenhum ATP
Terrível

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Jogo pau a pau. Bom adversário. Nada de crise. Aqui parece que só tem profissional.

Juscelino Pinho
Juscelino Pinho
1 mês atrás

O sadismo impera em algumas pessoas. Sentem prazer em machucar por qualquer motivo. Força Monteiro. Logo voltará ao top 100

Rob
Rob
1 mês atrás
Responder para  Juscelino Pinho

Tb ficou chocado com o tanto de marmanjo frustrado que sentem prazer em desqualificar um atleta e pior se acharem no direito de determinar o que o cara deve ou nao fazer.

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Parabéns Monteiro, lutou até o fim,boa sorte na próxima.

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Respeitem o atleta que sempre luta. E nada mais digo.

Scott
Scott
1 mês atrás

Eu avisei que ia dar nisso…

F.F.
F.F.
1 mês atrás

Jogou como nunca perdeu como sempre. Melancólico.

Luiz Fernandes
Luiz Fernandes
1 mês atrás

Gosto do Monteiro, batalhador, sério, sempre procura dar o máximo, problema é que as vezes o máximo não é suficiente. Difícil voltar ao top 100.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE