PLACAR

Monfils não sabe se ainda tem motivação suficiente

Foto: Mike Lawrence/ATP Tour

Toronto (Canadá) – O francês Gael Monfils mostrou força em sua estreia no Masters 1000 de Toronto, teve pela frente o norte-americano Christopher Eubanks, que recentemente foi até as quartas de final em Wimbledon, e levou a melhor em batalha de quase duas horas e meia, triunfando com parciais de 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 6/1.

“Fiquei feliz de me ver bastante rápido em quadra depois de duas horas de jogo. Ainda preciso melhorar muito, mas sinto que posso lutar com esses caras”, afirmou o veterano francês de 36 anos, que na próxima rodada medirá forças com o grego Stefanos Tsitsipas, cabeça de chave número 4, que entra avançado na chave.

Apesar de se sentir cada vez melhor fisicamente, Monfils não sabe se seguirá competindo por muito tempo mais. “Tênis é tudo para mim, mas ser pai me mudou. Não tenho certeza se quero competir toda semana porque estou feliz em casa com minha filha. Minha esposa ainda é jovem, ela pode competir por muitos anos”, analisou o francês.

“Para ser sincero, sabe, quando eu fico em casa com minha filha, isso é tudo para mim. Todo mundo quer que eu continue jogando, mas sendo honesto, faz 20 anos que estou no circuito. Eu amo o jogo, então isso me motiva a treinar e depois ir embora. Mas ficar em casa também é ótimo”, ponderou Monfils.

Atual 276º do mundo, o francês explica que o ranking baixo também é um empecilho a mais nesta fase de sua vida. “No ano passado era um pouco diferente, eu era 15 no mundo e não precisava competir tanto, era mais administrar meu ranking. Agora, se eu quiser voltar, preciso jogar semana após semana. Eu quero fazer isso? Não tenho certeza, mas vou ver. Então só o tempo dirá”, finalizou.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE