PLACAR

Meligeni perde para cabeça 2 e para nas semifinais

Foto: Challenger de Guayaquil

Guayaquil (Equador) – Não deu para o paulista Felipe Meligeni nas semifinais do challenger de Guayaquil. Neste sábado, ele teve pela frente o colombiano Daniel Galan, que fez valer a condição de cabeça de chave número 2 e levou a melhor sobre o brasileiro, sétimo favorito, em sets diretos, com o placar final de 6/4 e 7/5, depois de 2h03 de confronto.

Com a campanha desta semana, Felipe leva para casa 35 pontos e está subindo provisoriamente para o 135º lugar. O paulista de 25 anos tem como marca da carreira a 129ª posição em junho deste ano e agora está mais perto do cearense Thiago Monteiro (127º) na briga pela condição de número 2 do Brasil.

Felipe começou bem na partida, obteve quebra logo no primeiro game e chegou a abrir 2/0, mas não ficou em vantagem no placar por muito tempo, uma vez que o rival colombiano devolveu o break logo em seguida, no quarto game. Sacando em 4/5, o paulista enfrentou novo break-point, perdeu o saque e a parcial.

Assim como no primeiro set, Meligeni começou o segundo também vencendo os dois primeiros games, só que novamente não sustentou a vantagem até o final. Desta vez, Galan demorou um pouco mais para conquistar a igualdade, que veio apenas no oitavo game.

Sem novas quebras, a definição foi para o tiebreak, em que de novo quem largou na frente foi o brasileiro, que obteve mini-break logo no primeiro ponto. Galan devolveu no segundo e depois os sacadores prevaleceram até o 11º ponto, quando Felipe novamente perdeu com o serviço. Em seguida, o colombiano confirmou e selou a vitória.

Na final, o algoz de Meligeni medirá forças com o chileno Alejandro Tabilo, cabeça de chave número 5, que na outra semifinal derrotou o argentino Roman Burruchaga em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4. Tabilo tem vantagem no retrospecto entre eles, batendo Galan duas vezes, no Australian Open de 2020 e no challenger de Antalya em 2021, e perdendo só uma, em 2022 em Sarasota.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE