PLACAR

Medvedev tem trabalho na estreia e avança com desistência

Foto: Tennis Australia

Melbourne (Austrália) – Duas vezes vice-campeão do Australian Open, o russo Daniil Medvedev não teve vida fácil em sua estreia na competição, sofreu no começo com o francês vindo do quali Terence Atmane e perdeu o primeiro set, mas aos poucos conseguiu crescer e garantiu a vaga na segunda rodada com o abandono do adversário, quando o número 3 do mundo vencia com parciais de 5/7, 6/2, 6/4 e 1/0.

Mesmo sem praticamente precisar jogar o quarto set, Medvedev gastou 2h37 para anotar sua sétima vitória seguida em estreias no Melbourne Park, onde só caiu na primeira rodada em sua estreia na competição, em 2017. Seu próximo adversário será o finlandês Emil Ruusuvuori, que bateu o convidado norte-americano Patrick Kypston de virada, com as parciais de 4/6, 6/3, 6/4 e 7/6 (7-4).

Em sua primeira partida da temporada, o russo oscilou no primeiro set, chegou a abrir 5/3, mas depois errou demais, sofreu duas quebras seguidas e perdeu os quatro games seguintes para Atmane, que fechou o set e então fez uma longa pausa para ir ao banheiro. Isso ajudou Medvedev, que voltou firme para a segunda parcial, abriu 4/0 de cara e só precisou administrar a vantagem para empatar o jogo.

No terceiro set, o francês de 22 anos e atual 145 do mundo perdeu ritmo, começou a sentir cãibras e a partida passou a pender para Medvedev, que anotou duas quebras e sofreu uma para fazer 2 a 1 no placar e se aproximar da vitória. Atmane não teve condição de seguir muito mais, levou uma quebra logo no primeiro game da quarta parcial e então abandonou.

“Ele é novo no circuito e eu não o conhecia bem, ele jogou bem e eu não comecei bem, mas consegui lidar melhor com a situação”, disse Medvedev na entrevista de quadra, destacando o calor. “Ele começou a sentir cãibras. Hoje fez um calor que não tinha feito nos últimos dias, além disso tem também o nervosismo. Eu já senti isso antes”, acrescentou o número 3 do mundo.

O russo terminou a partida com seis bolas vencedoras a mais (42 a 36) e com 12 erros não forçados a menos (32 a 44). Embora Atmane tenha anotado mais aces (12 a 9), foi Medvedev que conseguiu um desempenho melhor com o saque, vencendo 67% dos pontos disputados contra 57% do francês, que sofreu seis quebras e anotou três a seu favor.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE