PLACAR

Medvedev: “Mesmo não jogando meu melhor, consegui vencer”

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) – Não foi nada fácil para o russo Daniil Medvedev superar a terceira rodada no Masters 1000 de Roma, precisando de três sets e 2h50 para deixar pelo caminho um agressivo Hamad Medjedovic, que veio do quali e deu bastante trabalho ao atual campeão do torneio e cabeça de chave número 2 deste ano.

Contudo, o grande jogo do sérvio não foi suficiente para derrubar Medvedev, que encontrou uma maneira de escapar da derrota e avançou ao marcar parciais de  7-6 (7-5), 2/6 e 7/5. “Senti que comecei bem o jogo e meio e de repente tudo começou a piorar. Meu saque não estava lá, meus golpes não foram agressivos o suficiente quando eu precisava”, analisou o russo.

“Muitas vezes eu gostaria de jogar no ritmo que joguei, mas também gostaria de vez em quando surpreender o meu adversário com alguns bons golpes. E não fui capaz de fazer isso”, acrescentou Medvedev, que terá pela frente na competição o norte-americano Tommy Paul.

“Em determinado momento da partida, pensei que o que estava fazendo não seria suficiente para vencer. Por isso estou feliz porque, mesmo não jogando o meu melhor, consegui vencer. Isso é tênis”, observou o russo, que cometeu 31 erros não forçados, menos da metade dos 66 de Medjedovic, que compensou ao levar a melhor nos winners por 41 a 18.

Talvez como uma crítica sarcástica de seu próprio jogo, Medvedev escreveu “Muito agressivo” na lente da câmera após a partida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE