PLACAR

Medvedev destaca evolução de Sinner: ‘Impecável’

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – Eliminado na semifinal do Masters 1000 de Miami, Daniil Medvedev sofreu sua quinta derrota seguida para Jannik Sinner. O russo ainda lidera o histórico de confrontos por 6 a 5, mas não vence o italiano há exatamente um ano. Sua última vitória sobre o rival foi justamente em Miami, na final do ano passado. E até por isso, ele destaca a enorme evolução de Sinner nos últimos 12 meses.

“Jannik já joga assim há algum tempo. Não sei o que ele pensa da partida, mas não tenho certeza se o nível de hoje foi tão melhor do que o que ele já vinha jogando desde o ano passado. Ele está jogando um tênis impecável”, disse Medvedev após a derrota por 6/1 e 6/2 em 1h09 de partida nesta sexta-feira.

“Ele jogou bem, enquanto eu não joguei bem o suficiente. Nós poderíamos conversar por horas aqui, mas no final eu não joguei bem o suficiente e ele jogou muito bem e ganhou fácil”, avaliou o russo. “As margens são muito pequenas quando você joga contra alguém como Jannik, que está em ótima forma. Eu precisava jogar o meu melhor e não consegui. Não posso acrescentar muito mais”.

“Como pessoa, acho que ele é o mesmo. Não somos muito próximos, mas nos damos bem. Eu não vejo nenhuma diferença. Mas como jogador, ele erra menos e escolhe seus golpes com mais sabedoria. Ele está sacando 10 vezes melhor. Jannik sempre sacou bem, mas agora ele saca ainda melhor. Eu me pergunto como ele fez isso, porque o saque não é tão fácil de trabalhar. É uma grande melhoria no jogo dele e uma coisa que eu também poderia ter feito melhor hoje”, explicou.

“Meu plano era jogar de forma agressiva como na Austrália e ser um pouco mais agressivo do que normalmente faço. Isso é sempre um risco. Porque mesmo que eu pratique isso em quadras de treino, meu estilo de jogo é de contra-ataque, mas eu me senti vontade contra ele. É por isso que joguei assim na Austrália, por exemplo, mas sinto que isso pode não ser mais o suficiente, já que o histórico de confrontos está um pouco pior do que era há alguns meses”, complementou o campeão do ano passado.

Temporada ainda sem títulos para o russo
Especialista em quadras duras, Medvedev ainda não conquistou títulos em 2024. O cenário é diferente do que ele viveu na temporada passada, quando foi campeão em Doha, Dubai, Roterdã e Miami, antes de o circuito se mudar para o saibro. O experiente jogador de 28 anos pondera que está priorizando torneios grandes e confrontos com os melhores do mundo. Por isso, avalia de forma positiva as boas campanhas, mesmo sem títulos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Estou tentando jogar os melhores torneios do mundo. Acho que se olharmos torneio por torneio, eu só perdi para grandes jogadores. Já estive em algumas finais e perdi para Sinner, Djokovic e Alcaraz. Eu quero vencê-los e ser melhor que eles. Mas não consegui e tenho que trabalhar isso mentalmente ou no meu nível de tênis”, disse o vencedor de 20 títulos de ATP, sendo seis Masters 1000.

Agora, no saibro, vou jogar em Monte Carlo, Roma, Madri e Roland Garros. Pode ser difícil conseguir um título lá, mas se eu jogasse dez torneios ATP 250 por ano, provavelmente conseguiria alguns títulos. Nunca estou muito confiante, mas tenho certeza que conseguiria. Mas estou tentando jogar os principais torneios do mundo. Em Dubai, tive uma boa oportunidade, mas o [Ugo] Humbert jogou bem e eu não consegui vencer. Mas espero conseguir alguns títulos este ano”.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
David Almeida
David Almeida
24 dias atrás

Sinner é sem dúvidas o jogador que mais evoluiu nos últimos tempos, El Pecador é atualmente o melhor jogador do mundo.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
24 dias atrás

Medvedev foi mais específico na entrevista, respondendo a uma pergunta sobre a evolução do Sinner desde a final de Miami entre eles em 2023: disse que, a seu ver, os 2 elementos em que o Sinner melhorou mais foram o saque “já era bom mas melhorou 10 vezes” e a escolha muito melhor dos golpes. Depois, a mesma pergunta foi feita ao próprio Sinner, que concordou que estes foram os seus maiores avanços, acrescentando que a mudança no saque exigiu uma melhora da sua condição física.

Quem sou eu para discordar, mas também vejo ele se movimentando melhor.

José Cardoso Jr
José Cardoso Jr
23 dias atrás

Medvedev reencarnado Davi Ferrer: ganhando de quem tem que ganhar; perdendo pra quem tem que perder.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE