PLACAR

Medvedev bate Sinner em 5 sets e faz nova semi em Londres

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) – No primeiro duelo masculino das quartas de final em Wimbledon, Daniil Medvedev levou a melhor. Reencontrando seu algoz na decisão do último Australian Open, o russo encarou mais uma batalha de cinco sets contra Jannik Sinner, mas desta vez saiu com a vitória, marcando as parciais de 6/7 (7-9), 6/4, 7/6 (7-4), 2/6 e 6/3 em exatas quatro horas de partida.

Depois de vencer os seis primeiros duelos contra o italiano e perder cinco partidas em sequência, Medvedev volta a derrotá-lo após 15 meses. Seu último triunfo sobre o rival havia sido na final de Miami, no início de abril do ano passado. Além de ter agora 7 a 5 no histórico geral, o russo empata nos duelos em Slam, com uma vitória para cada lado.

Assim, Medvedev avança para a semifinal do torneio pelo segundo ano consecutivo, repetindo sua melhor campanha no All England Club em seis participações. O russo de 28 anos também chega à penúltima fase de um Grand Slam pela nona vez na carreira e é, ao lado de Stan Wawrinka, o quarto jogador em atividade com mais classificações para essa etapa em um dos quatro maiores torneios do mundo, atrás apenas de Andy Murray (21), Rafael Nadal (38) e Novak Djokovic (48).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Apesar de nova boa companha na grama sagrada, Wimbledon continua sendo apenas o terceiro melhor Slam no currículo do ex-número 1 e atual 5 do mundo, que tem um título em três finais no US Open e outros três vices no Aberto da Austrália. Apenas em Roland Garros ele nunca passou das quartas de final.

Desde o seu primeiro título em 2018, o russo sempre conquistou ao menos um torneio por temporada, mas ainda segue em busca de um troféu em 2024. Na atual temporada, ele já disputou duas decisões e perdeu ambas, para o próprio Sinner em Melbourne e para Carlos Alcaraz em Indian Wells.

Enquanto isso, o atual número 1 do mundo perde a chance de repetir a semi do ano passado e tem o seu pior resultado em Slam no ano, depois de triunfar em Melbourne e cair na penúltima fase em Paris. Ele é o jogador que mais ganhou jogos no circuito nesta temporada, com 42 vitórias. Mesmo sem defender todos os pontos do ano passado, Sinner não terá sua liderança ameaçada qualquer que seja o resultado final do torneio. Ainda que eliminado, o jogador de 22 anos saiu da Quadra Central ovacionado pela torcida britânica.

Início bastante equilibrado

Em um primeiro set sem break-points e apenas uma igualdade, o jogo foi pautado pelos sacadores. Nesse quesito, destaque para Jannik Sinner, que venceu 92% dos pontos com o primeiro serviço, ganhando 23 dos 25 disputados, seis deles com ace. A decisão foi para o tiebreak e Medvedev foi quem chegou ao primeiro set-point após dupla falta do italiano, mas na hora de concretizar o russo jogou para fora um forehand simples. Sinner precisou de dois set-points para sair na frente no placar e conseguiu após uma dupla falta do adversário.

Sinner cai de rendimento e sente mal-estar

Na segunda parcial, o número 1 do mundo teve uma queda de rendimento considerável, acertando apenas metade do primeiro saque em quadra e ganhando 71% desses pontos, além de apenas 47% com o segundo serviço. Medvedev soube aproveitar bem isso e foi para cima do rival, concretizando dois dos três break-points a seu favor. O russo não deu uma única chance ao italiano e empatou a partida.

Depois de um serviço confirmado para cada lado, Sinner voltou a ser quebrado no terceiro game da parcial seguinte. Foi neste momento que o italiano sentiu um mal-estar e precisou pedir atendimento médico, chegando a ficar pouco mais de dez minutos fora de quadra para ser avaliado. Ele voltou mais ligado no jogo e conseguiu devolver a quebra no décimo game, quando Medvedev sacava para fechar o set. No 12º, o russo salvou mais dois breaks que valeriam o set e assim levou a definição para novo tiebreak. Desta vez, Daniil conseguiu o único mini break da série e virou o placar.

Italiano sobe o nível e empata

Precisando reagir para sobreviver, Sinner jogou sua melhor parcial no jogo e começou o quarto set com uma quebra no terceiro game, após bela deixadinha. Quase perfeito com o saque, ele perdeu apenas dois pontos em seu serviço e ainda voltou a quebrar o russo no quinto game, caminhando tranquilamente para empatar tudo de novo.

Russo retoma o controle e vence

Como não poderia ser diferente, a parcial decisiva colocou à prova o físico e mental dos dois jogadores, com a disputa de alguns games longos, em especial o quinto, em que Medvedev precisou superar cinco igualdades antes de enfim confirmar seu serviço. No game anterior, o russo já havia quebrado o saque de Sinner, obtendo a vantagem que precisava para enfim voltar a derrotar o italiano no circuito.

Subscribe
Notificar
guest
44 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
3 dias atrás

Não é a primeira e nem será a última vez que o malvadão vai ser o estraga prazeres! O russo jamais pode ser subestimado

Oscar Riote
Oscar Riote
3 dias atrás

Aiaiai… essas novas gerações, vou te contar, viu.
Por isso o cotonete ganhou troféus além da suas capacidades.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Ele ganhou porque teve a sorte de enfrentar o freguesão suíço 5 vezes em finais de majors e ganhou 4. Além disso, bateu mais 3 vezes em finais de atp finals.

Oscar Riote
Oscar Riote
3 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Contra o Federer envelhecido né? Pq contra o Federer no auge, ele nem chegava nas finais. Daí houve esse deswquilibrio no confronto direto.

Última edição 3 dias atrás by Oscar Riote
Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

A mesma desculpa de idade. Por que ganhou Nadal nos últimos 8 confrontos nas hards? A desculpa só serve para Djoko? E Djoko batendo em Sinner e Alcaraz em 2023? A conferir!

Jonas
Jonas
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Não, DjokoGOAT bate no suíço com frequência desde que este tinha 29 anos.

Só conferir: US Open 2010/2011, Australian Open 2011, IW 2011 etc etc etc.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Jonas

10×2 em Slams no suíço desde o USO 2010. É uma surra absurda de um jogador bem superior.

Jeferson
Jeferson
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Federer envelhecido kkkkkk, inventa outra, essa não cola mais

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Com certeza

Paulo Almeida
Paulo Almeida
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Jura? Djoko só perdeu pro Medvedev no USO 2021, pra Alcaraz em Wimbledon 2023 e pro Sinner no AO 2024 porque é muito, mas muuuito mais velho??

Aceite que o sérvio é mais jogador, prezado.

Lucas
Lucas
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

O caso sério do federer que ficou velho com 28 anos rsrs

federer nunca será
federer nunca será
3 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Que toquem o violino!!!

Lion
Lion
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Djokovic 3 x 0 Federer em finais de Wimbledon. Siuuuu!

Lee
Lee
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Essa é a tal geração santa que vai superar o big 3.

federer nunca será
federer nunca será
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Parabéns Medvedev “sparing” do Djokovic!

SANDRO
SANDRO
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Principalmente quando jogava FINAL de WIMBLEDON contra Roger FREGUÊSer, aí era vitória garantida para DJOKOVIC…

Marcos Fontes
Marcos Fontes
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Vejo no Big Three, jogadores em igualdade de condições, os 3 são feras absurdas do tenis … mas Djoko tem sim uma leve vantagem sobre Nadal e Federer, por isso acho que se tem que sair dos 3 o melhor, tem que ser ele.

Gesse
Gesse
3 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

A inveja mata.

Joselito
Joselito
3 dias atrás

Esse Medvedev só entrou em wimbledon para atrapalhar a chave do Alcaraz e Sinner.

Gisele Matias
Gisele Matias
3 dias atrás
Responder para  Joselito

O russo entrou pra brigar pelo título.

SANDRO
SANDRO
3 dias atrás
Responder para  Joselito

O MEDO-VEDEV malvadão só entrou em WIMBLEDON pensando em ser CAMPEÃO, nada menos que isso…

Joselito
Joselito
3 dias atrás

*Medvedev

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
3 dias atrás

E o jogo só acaba quando termina. Para quem dava como certa a vitória do italiano, aí está.

Lee
Lee
3 dias atrás

A realidade é que após a aposentadoria do Djokovic Alcaraz vai passar dos 30 Slam.

Flávio
Flávio
3 dias atrás
Responder para  Lee

Ah vai kkkk, continua blefando co o sempre.kkk

Vanderlei Stefani
Vanderlei Stefani
3 dias atrás
Responder para  Lee

Lee Mãe Dinah

João Silva
João Silva
3 dias atrás
Responder para  Lee

Também penso que sim.

Flávio
Flávio
3 dias atrás
Responder para  João Silva

Ah vai kkk, acham que ganhar 24 slam é fácil tem que rir da piada do Lee.

Rebeca
Rebeca
3 dias atrás

O nome de Medvedev sequer era citado, ênfase para Sinner, Djoko e Alcaraz. Lembrar que o mesmo eliminou Alcaraz no último US Open. O russo no fundo de quadra, e quando mantêm a frieza no mental, é casca grossa, e num bom dia, têm o ímpeto de vencer favoritos.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás
Responder para  Rebeca

O nome dos três era citado por diferentes motivos: Alcaraz acabado de vencer RG, Sinner novo #1 do mundo e Djokovic por ser aquele que queria apenas bagunçar a chave.

Flávio
Flávio
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Brincar co o Malvadão acaba sendo surpreendido, mas foi um jogão Malvadão x Sinner.

Rebeca
Rebeca
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Não me referi ao Top 3, refere-me a Medvedev.

Rebeca
Rebeca
2 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Eu me referi a Medvedev, não ao Top 3, que dispensam maiores comentários sobre favoritismo.

SANDRO
SANDRO
3 dias atrás
Responder para  Rebeca

Só BIA HADDAD mesmo que cai nessa de cair de desempenho após uma parada… Jogador profissional tem que estar preparado para interrupções no jogo, seja por chuva, seja por atendimento fisioterápico ou por outro motivo…

Davi Poiani
Davi Poiani
3 dias atrás

Foi um jogaço! Nos 2 primeiros sets estava uma pancadaria insana nos rallies. Além dos gênios do Big 3, Alcaraz, Sinner e Medvedev são caras que fazem muito bem ao tênis. Urso teve que jogar muito para derrotar o italiano.

Caio quintas
Caio quintas
3 dias atrás

Bora medvedev só falta o alcaraz pra ajudar o djokovic no 25 titulo

Roger
Roger
3 dias atrás
Responder para  Caio quintas

espere sentado…ele já foi “ajudado” muito

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
3 dias atrás

Então Jannik Sinner ficou 10 min em atendimento fora da quadra?
Será que foi para dar um migué no Medvedev?

Mari
Mari
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

De jeito nenhum. Migué só quando é Djokovic.

Caio quintas
Caio quintas
3 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Atp tá privilegiando demais alcaraz e o sinner

Moncho Sabella
Moncho Sabella
3 dias atrás

Decepcionado com a Disney

Marcos Fontes
Marcos Fontes
3 dias atrás

Dá para confiar em Medvedev? Essa é a questão, contra Alcaraz não é favorito, aliás, Alcaraz sim é favorito do lado de cá e sempre favorito é Djokovic do lado de lá. Hoje foi um bom jogo.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
3 dias atrás

Há males de uns que vêm para o bem do outro. O Sinner inteiro hoje não perderia para o Medvedev.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE