PLACAR

Mais longa, preparação de Alcaraz foca o físico

Foto: Peter Staples/ATP

Madri (Espanha) – Com a meta de começar o ano na melhor forma física e técnica, o espanhol Carlos Alcaraz atendeu recomendação de sua equipe e faz uma longa pré-temporada de 35 dias. Com isso, ele não disputará qualquer evento oficial até o Australian Open, o que inclui ficar de fora da United Cup e dos torneios das duas primeiras semanas de janeiro.

Alcaraz teve um excelente primeiro semestre em 2023, levantando nada menos que seis troféus entre fevereiro e julho, incluindo o de Wimbledon na épica final em cima de Novak Djokovic. Mas daí em diante o espanhol caiu de produção, com derrotas precoces em torneios importantes como os Masters de Xangai e Paris, o que acabou por fazê-lo perder novamente a liderança do ranking.

Mesmo durante as férias, Alcaraz precisou realizar uma série de exercícios pedidos pelo preparador físico ALberto Lledo. Ao retornar ao trabalho, a ideia é que as duas primeiras semanas sejam dedicadas exclusivamente à parte física. “Nós lhe demos alguns exercícios para que estivesse pronto para a exigência que virá agora”, contou Lledo ao diário Marca.

O espanhol tem uma partida de exibição marcada contra Djokovic na Arábia Saudita dentro de 11 dias e depois irá para Múrcia, onde enfrentará no dia seguinte Roberto Bautista. A ideia é que o trabalho técnico e tático de quadra só comece dia 25.

“É essencial deixá-lo mais resistente”, afirma o preparador. “Ele precisa estar completamente saudável para que não percamos nada. O trabalho todo é focado na prevenção de lesões. Nessas duas semanas, o trabalho envolverá resistência cardíaca para que tenha o máximo de energia para toda a temporada”.

Em entrevista durante sua passagem pelo México, Alcaraz também falou sobre o aspecto físico: “Tenho de evoluir, entender que a temporada vai até novembro e 2024 será um ano ainda mais exigente com os Jogos Olímpicos depois de Wimbledon”.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jorge
2 meses atrás

Alcaraz não joga de maneira a pensar o jogo, a coisa mais racional, ele simplesmente vai para a quadra e faz um jogo de força física.

hyrata hykeno abe
2 meses atrás

Assim como nadal, Alcaraz eleva o nível físico das partidas a níveis quase sobre-humanos. Alguns veteranos já disseram isso e eu concordo que, ele não deve ter uma carreira muito longa. Dosar todas as coisas é algo que era nítido em Federer, Por exemplo.
Assim como Nadal, não sei se, continuando assim, Alacaraz terá uma vida normal depois da aposentadoria, que repito, ao meu ver, pode ser precoce por conta de seu duro e quase sobre-humano jogo físico. Pena.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE