PLACAR

Lívia Daud vence seu 1º ITF aos 16 anos, Guto Miguel campeão na França

Paulista de 16 anos, Lívia Daud venceu ITF em Luque, no Paraguai. Ela disputou sua segunda final no país. (Foto: Reprodução/Instagram)

A paulista de 16 anos Lívia Daud conquistou seu primeiro título no circuito mundial juvenil da Federação Internacional. Ela venceu o ITF J30 de Luque, em quadras de saibro no Paraguai. Principal cabeça de chave, Daud superou na final a paraguaia Aline Aveiro por 6/4 e 7/6 (7-2).

Daud era a principal cabeça de chave do torneio e só enfrentou jogadoras paraguaias durante a semana. Ela ocupa atualmente o 1.031º lugar no ranking mundial juvenil e receberá 30 pontos pela campanha. A brasileira já havia disputado outra final em Luque no fim do ano passado.

Na final masculina, também com brasileiro em quadra, Pedro Petroski Rocha foi superado pelo cabeça 1 local Alex Santino por 6/3 e 6/1. Rocha, de 16 anos, está no 820º lugar do ranking. Ele recebe 18 pontos pela campanha.

Olívia Carneiro e Enzo Kohlmann caem nas semis
Brasileira mais bem colocada no ranking mundial juvenil, a paulista de 17 anos Olívia Carneiro caiu na semifinal do ITF J200 de Bogotá, disputado em quadras de saibro na capital colombiana. Segunda cabeça de chave no torneio e 92ª do ranking, ela foi superada pela argentina Luna Cinalli por 7/6 (7-3) e 6/4.

No masculino, o 297º do ranking Enzo Kohlmann caiu na semifinal, superado pelo norte-americano Matthew Forbes por 6/4 e 6/1. Na final de duplas, Victor Pagotto e João Lago ficaram com o vice, superados pelo peruano Luis Jose Nakamine e o argentino Maximo Zeitune por 1/6, 7/6 (7-5) e 10-8.

Guto Miguel conquista título de 16 anos em Blois

 

Depois de ter sido semifinalista na categoria 14 anos no juvenil de Wimbledon, o goiano Luis Augusto Miguel ganhou um torneio de 16 anos de categoria 3 da Tennis Europe em Blois, na França. Guto, como é conhecido, venceu na final o equatoriano Emilio Camacho por 2/6, 6/2 e 6/4.

“Foi uma semana estranha. Comecei o torneio jogando mal. Saímos de Wimbledon às 16h para chegar aqui às 3h da manhã e já jogar no dia seguinte. Ganhei a estreia por 7/6 no terceiro set, mas fui evoluindo a cada dia”, disse Guto, que treina em Brasília, com Santos Dumont. “A final foi muito dura, começamos no saibro e terminamos na quadra dura, por causa da chuva. Estava jogando com um grande amigo, o Emilio. E a vida de tenista é isso. Já estou na estação de trem, indo para a próxima cidade”.

Pelo mesmo torneio, a paulista de 13 anos Nauhany Silva ficou com o vice nas duplas, ao lado da peruana Leticia Bazán. Elas foram superadas na final pela cazaque Eva Korysheva e a indiana Maaya Revathi por 2/6, 6/0 e 10-6. Nauhany já tem um título no circuito de 18 anos da ITF, conquistado em junho na Guatemala.

 

Títulos nos 16 e 14 anos na América do Sul
Em Carrasco, no Uruguai, Tomas Macedo ganhou nos 16 anos, ao superar o uruguaio Adrian Piven por 6/0 e 6/2. Já André Bruno foi campeão nos 14 anos, batendo o uruguaio Tomas Zurmendi por 6/2 e 6/1.

Em Bogotá, Pedro Henrique Sandoval foi campeão nos 14 anos, vencendo uma final brasileira contra João Colombo por 6/1 e 6/3. Já na final de 16 anos em Luque, João Pedro Prudêncio ficou com o vice, superado pelo paraguaio Cayo Narváez por 5/7, 6/3 e 6/3.

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals