PLACAR

Kotov elimina Wawrinka e faz 3ª rodada inédita em Slam

Foto: ATP Tour

Paris (França) – Enfrentando um ex-campeão do torneio e torcida contra, o russo Pavel Kotov alcançou nesta quarta-feira o melhor resultado da carreira em Grand Slam. Depois de ter a partida ramanejada da Quadra 14 para a Suzanne Lenglen devido à chuva na capital francesa, o atual 56º do ranking superou o suíço Stan Wawrinka em jogo de quatro sets e duração de 3h40, marcando as parciais de 7/6 (7-5), 6/4, 1/6 e 7/6 (7-5).

Com o resultado, Kotov enfim supera a barreira da segunda rodada nos quatro maiores torneios do calendário em sua sexta tentativa. Além de quatro eliminações em estreias, ele também tem uma vitória no Australian Open, obtida neste ano. Em Roland Garros, esta é apenas sua segunda aparição, tendo jogado a chave principal também em 2022.

Na próxima fase, o desafio do russo de 25 anos será dos mais complicados, já que ele enfrenta o italiano Jannik Sinner, atual número 2 do ranking e um dos principais favoritos para o título em Paris. O jovem de 22 anos eliminou no encerramento da rodada na Philippe Chatrier o ídolo local Richard Gasquet, marcando as parciais de 6/4, 6/2 e 6/4. No único duelo anterior, Sinner levou a melhor em sets diretos na terceira rodada do Masters 1000 de Madri deste ano, em partida que aconteceu há exatamente um mês, no dia 29 de abril.

Stan mantém jejum em Paris

Aos 39 anos, Wawrinka disputou Roland Garros pela 19ª vez na carreira, mas segue sem avançar à terceira rodada desde 2020. Campeão em 2015 e finalista em 2017, o suíço também fez semi em 2016 e quartas em 2013 e 2019. Nas últimas edições, ele ficou na estreia em 2022 e na segunda fase no ano passado, além de não ter jogado em 2021.

Além disso, o ex-número 3 do mundo não sabe o que é chegar à segunda semana de um Grand Slam desde as quartas de final do Australian Open em 2020. De lá para cá, ele jogou mais 11 torneios desse gabarito e atingiu no máximo a terceira fase em três ocasiões: Roland Garros em 2020, e Wimbledon e US Open na temporada passada.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
21 dias atrás

Uma pena stans..

Gilvandro
Gilvandro
21 dias atrás

esse aí tá disputando com Nadal e Djoko quem passa mais humilhações antes de aposentar

JClaudio
JClaudio
21 dias atrás

O russo foi bastante hostilizado durante o jogo.
Parecia La Bobonera.
Tudo bem que Wawrinka é um ídolo, mas a torcida passou do ponto.

Fábio
Fábio
21 dias atrás
Responder para  JClaudio

Os franceses adoram isso. Não tem jogadores de ponta pra torcer. Então tem que apelarem.

Última edição 21 dias atrás by Fábio
Evandro
Evandro
21 dias atrás
Responder para  Fábio

Franceses e australianos têm dado seguidas demonstrações de falta de educação durante as partidas de tênis. Talvez por isso seus astros não vinguem.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE