PLACAR

Kokkinakis espera reeditar parceria com Kyrgios no AO

Foto: Corinne Dubreuil/ATP Tour

Melbourne (Austrália) – Campeões de duplas no Australian Open do ano passado, os australianos Thanasi Kokkinakis e Nick Kyrgios não jogam juntos desde o ATP Finals de 2022, muito em função de uma temporada conturbada de Kyrgios, que disputou apenas um jogo em 2023, perdendo muito tempo por problemas físicos, primeiro no joelho, que lhe rendeu uma artroscopia, e depois no punho.

Kokkinakis espera voltar a jogar com o amigo no Australian Open da próxima temporada. “Se ele estiver saudável e nós dois estivermos saudáveis, definitivamente estaremos dentro. Ele obviamente teve um ano difícil em 2023, com algumas lesões. Sei o que está acontecendo e sua reabilitação está difícil”, disse o australiano ao SEN SportsDay.

“Espero que possamos vê-lo no verão. Se ele estiver saudável, com certeza jogaremos juntos”, acrescentou Kokkinakis, que agora corre contra o relógio para estar em forma para as finais da Copa Davis, no final de novembro, depois de machucar o tornozelo na semana passada.

O australiano de 27 anos teve uma temporada tranquila, após uma batalha terrível contra lesões no início de sua carreira. Por conta disso e da pesada agenda de viagens, passando praticamente 11 meses longe de casa, ele acha improvável que siga a tendência de jogar bem além dos 30 anos. Contudo, Kokkinakis não estabelece um limite.

“Pessoalmente, para ser honesto, acho que terei dificuldade para ser esse tipo de cara. Viajar é a parte mais difícil para mim, adoro a vida no meu país, adoro estar na Austrália, sinto-me muito confortável aqui. Vou tentar arrancar mais alguns anos e ver o que posso fazer. Não quero me arrepender de não ter jogado mais torneios e de ter investido mais anos quando finalmente for parar”, finalizou.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE