PLACAR

Khachanov bate Norrie, Humbert vira e Safiullin desafia Djoko

Foto: Rolex Monte-Carlo Masters

Monte Carlo (Mônaco) – No complemento da rodada desta segunda-feira no Masters 1000 de Monte Carlo, mais dois cabeças de chave confirmaram o favoritismo e avançaram à próxima fase do torneio. Em um dos duelos mais esperados da fase inicial, o russo Karen Khachanov, 15º principal inscrito, bateu o britânico Cameron Norrie em jogo bastante equilibrado, marcando as parciais de 7/5 e 7/6 (7-3) em 2h24 de partida.

Ex-número 8 do mundo e atualmente na 17ª colocação do ranking, Khachanov pode igualar sua melhor campanha no saibro monegasco se vencer mais uma partida, repetindo assim as oitavas de final de 2018 e do ano passado. Para isso, precisará passar pelo argentino Francisco Cerúndolo, contra quem possui o retrospecto de três vitórias em três jogos, a mais recente em Miami há menos de duas semanas.

Na parte de cima da chave, o francês Ugo Humbert, 14º pré-classificado, teve um pouco de trabalho no início, mas acabou deslanchando e superou de virada o quali argentino Federico Coria, com parciais de 4/6, 6/1 e 6/2 após 2h15 de confronto. Dono de dois títulos nesta temporada, nas quadras duras de Marselha e Dubai, o jogador de 25 anos conseguiu sua primeira vitória da carreira em Monte Carlo, depois de cair na estreia nos últimos três anos. Ele aguarda agora pelo chinês Zhizhen Zhang ou pelo norte-americano Marcos Giron, que duelam apenas na terça-feira.

Djokovic e Zverev conhecem seus adversários de estreia
De folga na rodada inicial, o número 1 do mundo, Novak Djokovic, conheceu nesta segunda-feira o seu primeiro desafio na competição. Será o russo Roman Safiullin, 41º do ranking, que bateu o qualificado espanhol Jaume Munar por 7/5 e 6/1 em 1h36 de partida. Este será apenas o segundo encontro entre eles, sendo que o sérvio levou a melhor em sets diretos na semifinal de Tel Aviv em 2022, partindo rumo ao título.

O vencedor desta partida enfrentará quem avançar do duelo entre o italiano Lorenzo Musetti, que derrubou Taylor Fritz ainda no domingo com um duplo 6/4, e o jovem francês Arthur Fils, que não tomou conhecimento do lucky-loser alemão Yannick Hanfmann e aplicou as parciais de 6/0 e 6/2 em apenas 1h02 de jogo.

Completando a rodada do dia, o austríaco Sebastian Ofner não teve muitas dificuldades para derrotar o britânico Daniel Evans, marcando 6/1 e 6/4 em 1h09 de jogo. O atual 44º colocado na ATP será o adversário do alemão Alexander Zverev, quinto principal favorito ao título, que também pegou bye na primeira fase. Sascha venceu os três duelos anteriores, um em cada tipo de superfície, na grama de Wimbledon em 2017, no saibro de Roland Garros em 2022 e no sintético de Viena em 2023.

 

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Balbino Neto
Balbino Neto
1 mês atrás

Foi bem o Khachanov vencendo o forte Norrie, parecendo por vezes que o inglês venceria. Umbert vem d vitórias marcantes mas quase perdeu se não conseguisse virar para vencer por 2×1. O russo Roman Saffiulin é bem preparado e superior ao último adversário de Djokovic quando perdeu. A expectativa é grande pois o sérvio vem de baixas performances, derrotas e agora sem técnico oficial.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás
Responder para  Balbino Neto

Djokovic perdeu semifinal da Austrália para o virtual campeão. O cara que vem ganhando tudo nesse começo de ano. Depois disso, uma vitória e uma derrota. Tão ruim assim?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE