PLACAR

Kasatkina: “Em logística não há esporte pior que o tênis”

Foto: Zhengzhou Open

Pequim (China) – A russa Daria Kasatkina usou seu canal no YouTube como forma de canalizar suas frustrações com o calendário do tênis. Já na reta final da temporada, a atual número 11 do mundo reclamou do pouco descanso e do grande número de mudanças que os profissionais enfrentam a cada semana.

“Ontem joguei em Tóquio e amanhã faço minha estreia em Pequim. Como não havia voos, não pude viajar no mesmo dia. Eu precisava chegar cedo para ter tempo de treinar. Poderia ter viajado ontem para outro aeroporto, mas como não nos buscam lá, essa opção não era viável. As organizações do torneio não são flexíveis”, falou a russa.

“Estou cansada. É um processo muito cansativo porque você não consegue se comunicar com pessoas de países diferentes. Toda semana você faz e desfaz suas malas. Não aguento mais, estou exausta. Em termos de logística, não existe esporte pior que o tênis no mundo. É um absurdo completo”, acrescentou Kasatkina.

A russa também aproveitou para criticar a constante mudança de bolas, algo que tem sido muito falado ultimamente, com jogadores alegando sofrer lesões por causa disso. “As bolas têm sido diferentes em cada um dos torneios do circuito asiático. Meus ombros, punhos e cotovelos sofrem. Mentalmente é uma grande mudança ter que se acostumar com todas essas coisas novas”, finalizou.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE