PLACAR

Iga dá mais um ‘pneu’ e vence Gauff pela 9ª vez

Foto: GNP Seguros WTA Finals Cancun

Cancún (México) – A décima partida entre Iga Swiatek e Coco Gauff no circuito terminou com a nona vitória polonesa. E assim como já havia acontecido em sua estreia no WTA Finals, ela novamente aplicou um ‘pneu’. Swiatek marcou as parciais de 6/0 e 7/5 em 1h30 de partida nesta quarta-feira em Cancún e está muito perto de se classificar para a semifinal do torneio pelo segundo ano consecutivo. Além disso, das nove vitórias de Iga sobre Gauff, três tiveram um set vencido por 6/0.

Ainda sem perder sets nos jogos contra Coco Gauff e Marketa Vondrousova nas primeiras rodadas do Finals, Swiatek pode confirmar a vaga na semi e até mesmo o primeiro lugar do Grupo Chetumal ainda nesta quarta-feira. Se Vondrousova vencer o jogo contra Ons Jabeur no fim da rodada, a polonesa assegura a liderança da chave. Já se a tunisiana derrotar a tcheca em três sets, Swiatek estará classificada, mas ainda sem o primeiro lugar da chave.

A vitória desta quarta-feira foi a 65ª na temporada para Swiatek, que já ganhou cinco títulos em 2023, com destaque para Roland Garros e também para o WTA 1000 de Pequim. Ela também foi campeã em Doha, Stuttgart e Varsóvia. A polonesa de 22 anos e número 2 do mundo disputa a liderança do ranking com Aryna Sabalenka durante o Finals.

Pelo Grupo Bacalar, a norte-americana Jessica Pegula já tem o primeiro lugar garantido, enquanto Sabalenka terá um confronto direto com Elena Rybakina pela segunda posição nesta quinta-feira. Para voltar ao número 1, a polonesa precisa do título, desde que a bielorrussa não chegue à final. Elas só podem se enfrentar na decisão se ambas forem segundas dos grupos.

Apesar de ter disputado dois games longos no saque no início da partida, em um dia de muito vento em quadra, Swiatek não enfrentou break-points na parcial. Ela também contou com os erros e a instabilidade de Gauff no serviço. A norte-americana cometeu 11 erros não-forçados e não venceu nenhum ponto jogado com o segundo serviço. Com isso, foram necessários apenas quatro winners da polonesa, que cometeu seis erros na parcial.

Gauff começou o segundo set em vantagem, aproveitando um game com dois voleios errados por Swiatek. A norte-americana conseguiu a quebra e liderou por 3/1. Pouco depois, ela sobreviveu a um game de 10 minutos, salvando três break-points. Mas a pressão exercida por Iga nas devoluções era frequente e tinha impacto também no aspecto mental. Quando Gauff sacava para o set, vencendo por 5/4, fez quatro duplas faltas seguidas. E depois disso, o jogo ficou totalmente nas mãos da polonesa, que venceu 12 dos últimos 14 pontos da partida.

Swiatek liderou a contagem de winners por 11 a 6 e cometeu 22 erros não-forçados contra 31 de Gauff. A polonesa criou dez break-points e conseguiu seis quebras, perdendo apenas dois games de saque na partida, ambos no segundo set. Já a jovem norte-americana de 19 anos terminou o jogo com sete duplas faltas e venceu apenas 33% dos pontos jogados com o segundo serviço.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE