PLACAR

Iga busca virada e enfrenta campeã de Wimbledon

Foto: Jimmie48/WTA

Cincinnati (EUA) – Em um dia de muito vento em quadra, Iga Swiatek precisou de tempo para se adaptar às condições, mas conseguiu garantir seu lugar nas quartas de final do WTA 1000 de Cincinnati. A número 1 do mundo começou atrás no placar contra a jovem chinesa de 20 anos Qinwen Zheng, 24ª do ranking, mas conseguiu a virada com parciais de 3/6, 6/1 e 6/1 em 2h10 de partida.

Swiatek segue sem perder para Zheng em quatro jogos no circuito. Mas apenas uma dessas partidas foi definida em sets diretos, no saibro de Stuttgart este ano. Além disso, esta é a segunda virada que a polonesa consegue contra a chinesa.

A adversária de Swiatek nas quartas será a tcheca Marketa Vondrousova, número 10 do mundo e atual campeã de Wimbledon. Será apenas o segundo encontro entre elas. A polonesa levou a melhor na estreia de Roland Garros em 2020, ano da primeira de suas três conquistas no Grand Slam parisiense.

Agora com 52 vitórias e quatro títulos na temporada, a polonesa sabe que irá manter a liderança do ranking pelo menos até o US Open, onde tentará defender o título. “Estou muito feliz com a temporada que venho fazendo. E é bom ter pessoas me lembrando disso às vezes, porque eu me cobro muito e estou sempre focada já nos próximos objetivos”, disse Swiatek na entrevista em quadra.

Até mesmo uma mudança de roupa no intervalo do primeiro para o segundo set teve um efeito no aspecto mental do jogo, revelou a jovem tenista de 22 anos, que trocou um conjunto predominantemente branco por um todo preto. “Meu técnico me falou uma vez, que quando eu estivesse perdendo era para trocar de roupa. Seria uma forma de recomeçar a partida com outra mentalidade. Eu achava que isso fosse bobeira, mas desta vez funcionou”.

Depois de um primeiro set em que sofreu três quebras e cometeu 23 erros não-forçados, Swiatek fez uma importante mudança no plano tático a partir da segunda parcial. A polonesa tirou um pouco o peso da bola e passou a jogar com mais margem de segurança nos ralis. Ela dominou o segundo set mesmo com apenas cinco winners, mas cometendo também só cinco erros contra 16 de Zheng.

Já no terceiro set, a número 1 do mundo seguiu com amplo controle da partida. Ela não enfrentou break-points e cedeu só cinco pontos no saque, além de conseguir duas novas quebras para definir a disputa em três sets. Zheng fez um winner a mais, 13 a 12, mas cometeu 39 erros não-forçados contra 31. Swiatek conseguiu sete quebras na partida e sofreu quatro, três delas ainda no primeiro set.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE