PLACAR

Humbert mantém 100% em finais e é campeão em Dubai

Ugo Humbert (Foto: Dubai Tennis Champs)

Dubai (Emirados Árabes) – Disputando a sexta final da carreira, o francês Ugo Humbert faturou o seu sexto título na elite do circuito masculino. Neste sábado, o jogador de 25 anos e atual número 18 do mundo superou o cazaque Alexander Bublik, 23º colocado, por 6/4 e 6/3 em 1h25 de partida e conquistou o ATP 500 de Dubai.

Com o triunfo no piso duro dos Emirados Árabes, Humbert se torna apenas o terceiro jogador na Era Aberta a vencer suas seis primeiras finais de ATP, igualando o letão Ernests Gulbis e o eslovaco Martin Klizan. Antes, o francês já havia levantado os troféus do ATP 500 de Halle (2021) e os eventos de nível 250 em Auckland (2020), Antuérpia (2020), Metz (2023) e Marselha (2024). Nesta temporada, apenas ele e o italiano Jannik Sinner faturaram dois títulos até aqui.

De quebra, Humbert receberá uma premiação de pouco mais de US$ 550 mil dólares e fará sua estreia no top 15 na próxima segunda-feira. Atualmente na 18ª colocação, sua melhor marca da carreira, ele ganhará quatro posições e atingirá o 14º lugar, tornando-se o primeiro francês na faixa dos 15 melhores desde Gael Monfils em 2021.

“Cada vez que jogo uma final, estou de ótimo humor e consigo estar muito presente. Hoje, no começo, fiquei nervoso, mas tentei demonstrar o mínimo possível. Procuro encontrar uma forma de sair vitorioso porque ganhar troféus é o que mais me motiva. Sem dúvida é algo que me dá muita confiança. Joguei um tênis realmente bom, desde a primeira rodada até a final. Vou tentar colocar tudo isso em quadra no meu próximo torneio”, destacou após o triunfo.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Bublik, por sua vez, perde a chance de levantar o quinto troféu da carreira e o segundo neste ano, depois de ter vencido o ATP 250 de Montpellier. Hoje na 23ª posição do ranking, o jogador de 26 anos debutará no top 20 com os 330 pontos conquistados em Dubai, aparecendo na 19ª colocação na próxima lista. Ele ainda leva para casa US$ $296 mil.

Mais consistente no saque, Humbert ofereceu poucas chances a Bublik e foi muito bem quando precisou, se salvando dos dois únicos break-points que teve contra em toda a partida. Além disso, disparou nove aces e não cometeu nenhuma dupla falta, acertando 73% do primeiro serviço e concluindo 73% dos pontos a seu favor quando colocou o primeiro saque em jogo.

Depois de um primeiro set equilibrado, em que a igualdade se manteve até a reta final, o francês aproveitou seu segundo set-point para quebrar o serviço do cazaque e sair na frente no placar. Já na segunda parcial, a quebra veio mais cedo, no quarto game, e aí Ugo Humbert precisou apenas administrar a vantagem e lidar com os nervos na hora de fechar. Depois de salvar um novo break e desperdiçar um match-point, ele não perdeu nova chance e liquidou a partida.

Griekspoor e Struff são campeões nas duplas
Mais cedo, na abertura da programação do dia, o holandês Tallon Griekspoor e o alemão Jan-Lennard Struff conquistaram o primeiro título da parceria logo em seu torneio de estreia. Na decisão, eles derrotaram o norte-americano Austin Krajicek e o croata Ivan Dodig, cabeças de chave número 2, por 6/4, 4/6 e 10-6 em 1h23 de jogo.

Atual 115º do ranking de duplas, Griekspoor levantou seu segundo troféu na prova e dará um salto de mais de 50 posições, atingindo o 63º lugar, o melhor da carreira. Já Struff chegou ao seu terceiro título na especialidade e terá um avanço ainda maior, saindo do 289º para o 117º posto. Seu recorde pessoal é a 21ª posição, obtida em 2018.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Os dois em excelente momento. Humbert entrará no TOP15, tornando-se o 15º francês na história a entrar no TOP15. Bublik, melhor cazaque da história, será o primeiro do país a entrar no TOP20

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Após bater um cara do calibre do Daniil, nada mais justo que ele levantasse o troféu! Título gigante do francês!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE