PLACAR

Gauff: “Maturidade e capacidade para ser campeã”

Foto: Simon Bruty/USTA

Nova York (EUA) – Apesar dos apenas 19 anos, a norte-americana Coco Gauff já vai para sua segunda final de Grand Slam. Vice-campeã de Roland Garros no ano passado, ela se vê muito mais bem preparada para a final do US Open do próximo sábado, às 17h (horário de Brasília), do que quando disputou uma decisão deste porte pela primeira vez.

“Jogar aquela partida foi uma surpresa para mim e talvez todo o torneio. Eu também não esperava a final aqui, mas estava vencendo muitos jogos e as pessoas esperavam muitas coisas de mim. Por isso também estou um pouco aliviada”, afirmou Gauff, que ao bater a tcheca Karolina Muchova na semifinal conquistou sua 11ª vitória consecutiva.

“Foi uma partida difícil, tive vantagens e acabei perdendo-as. Foram muitos desafios mentais, mas acho que fiz um bom trabalho mantendo o foco. Estou muito orgulhosa de mim mesma”, comentou a norte-americana, que foi quebrada ao sacar para o jogo pela primeira vez, perdendo um match-point, para só mais tarde conseguir selar a vitória.

Campeã do WTA 500 de Washington e do WTA 1000 de Cincinnati, a tenista da casa deixou um pouco para trás uma certa falta de confiança, acreditando em si mesma cada vez mais. Gauff afirma ter mudado a mentalidade e agora confia que terá chances de buscar seu primeiro título de Grand Slam.

“Tenho me concentrado mais em mim mesma e nas minhas expectativas. Não entrar nas redes sociais nem ouvir pessoas julgando o que eu posso alcançar ou até onde posso ir. Realmente acredito que agora tenho maturidade e capacidade para fazer isso”, afirmou a jovem tenista.

Em entrevista em quadra, Gauff disse que o trabalho ainda não terminou, em uma referência a Kobe Bryant, ídolo do basquete norte-americano, que morreu em 2020. “Ele tinha uma mentalidade incrível e essa é a mentalidade que eu preciso. Estou tentando aproveitar o momento, mas também sabendo que ainda tenho mais trabalho a fazer. A final é um feito incrível, mas ainda não estou satisfeita”, explicou Gauff na coletiva.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE