PLACAR

Gauff incentiva jovens americanos a se manifestarem pelo voto

Foto: Internazionali BNL d'Italia

Paris (França) – Coco Gauff, de 20 anos, tem uma citação de seu pai, Cory, impressa na ponta de seu tênis direito: “Você pode mudar o mundo com sua raquete”. E é exatamente isso que ela está tentando fazer.

Em Roma, no Aberto da Itália, a campeã do US Open, de 20 anos, usou sua plataforma como a atleta feminina mais bem paga do mundo para discutir questões importantes para ela como residente na Flórida e jovem eleitora negra. “É uma época louca para ser um cidadão da Flórida, especialmente um negro”, disse à Associated Press.

“Não estamos satisfeitos com o estado atual do nosso governo na Flórida, especialmente com tudo relacionado aos livros”, disse, referindo-se à polêmica proibição de livros explícitos nas bibliotecas escolares, cuja lei o governador Ron DeSantis assinou.

Gauff acredita que aqueles que reclamam do estado da política deveriam colocar as suas palavras em ação e participar no sistema político através do voto. Portanto, incentivo todos a votarem e a usarem sua voz, independentemente de em quem vocês votem. Não faz sentido reclamar do clima político no mundo se você não exercer o seu direito de voto. Sinto que às vezes, na minha geração, as pessoas pensam que o seu voto não conta”, disse Gauff.  “Todos deveríamos apenas usar nossas vozes e o poder que temos”, concluiu a número 3 do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE