PLACAR

Gauff estreia bem e encara Bencic nas quartas

Gauff busca uma vitória inédita contra Bencic no circuito (Foto: Mubadala Citi DC Open)

Washington (EUA) – No duelo entre duas jovens jogadoras norte-americanas, Coco Gauff fez valer o favoritismo e a condição de número 7 do mundo para estrear com vitória no WTA 500 de Washington. Terceira cabeça de chave do torneio, Gauff venceu a compatriota vinda do quali Hailey Baptiste por 6/1 e 6/4 em apenas 1h17 de partida.

Durante a rápida apresentação desta quarta-feira, Gauff não sofreu quebras de serviço, apesar de ter escapado de um 0-40 no primeiro set. Ela dominou o set inicial com duas quebras. Já na parcial seguinte, não enfrentou break-points e esperou pelas oportunidades, que apareceram já na reta final da partida, apostando em um jogo sólido de fundo para conseguir a quebra.

“Conheço a Hailey desde quando eu tinha oito anos, mas nunca nos enfrentamos, o que é incrível. Finalmente pudemos nos enfrentar. Todo mundo que é próximo dela sabe do talento e da dedicação que ela tem e espero que ela esteja logo entre as 50 do mundo ou ainda melhor”, disse Gauff, na entrevista em quadra.

“Esse jogo significou muito para mim, porque não éramos muitas meninas negras jogando no juvenil. Espero que possamos nos enfrentar muitas vezes”, acrescentou a jogadora da casa, bastante aplaudida pelo público em Washington

Já garantida nas quartas de final, Gauff só volta a atuar na próxima sexta-feira. A norte-americana de 19 anos encara a suíça Belinda Bencic, 15ª do ranking, que mais cedo venceu a norte-americana Lauren Davis por 6/1 e 6/4. Bencic, de 26 anos, venceu o único duelo entre elas, disputado em Adelaide há duas temporadas.

“Ela é uma jogadora incrível e muito consistente, está em alto nível há muito tempo. Sei que não será um jogo fácil”, complementou Gauff, a respeito de sua próxima adversária em Washington.

Por sua vez, Baptiste encerrou uma boa campanha em Washington. Atual 204ª do ranking aos 21 anos, ela venceu dois jogos no quali contra Alycia Parks e Peyton Stearns para depois eliminar a tcheca Karolina Pliskova, ex-número 1 do mundo e hoje 23ª colocada, em três sets. O melhor ranking da jovem norte-americana ainda é o 119º lugar.

Samsonova ainda luta pelo bicampeonato
Quem também garantiu com tranquilidade um lugar nas quartas foi Liudmila Samsonova, atual campeã do torneio. A russa superou a romena Sorana Cirstea por 6/1 e 6/3 em apenas 59 minutos. Samsonova, de 24 anos, é a 18ª do ranking e enfrenta na próxima rodada a vencedora da partida entre a francesa Caroline Garcia e a ucraniana Marta Kostyuk, que se enfrentam nesta quinta-feira.

Keys supera Brady para chegar às quartas
Outra norte-americana a avançar foi Madison Keys, 16ª do ranking, que venceu a compatriota Jennifer Brady por 6/4 e 6/0 em 1h08 de partida. Keys espera pela vencedora da partida entre a grega Maria Sakkari e a canadense Leylah Fernandez.

Brady disputou seu primeiro WTA em dois anos, depois de ter sofrido com lesões no joelho direito e também no pé. Ex-número 13 do mundo e finalista do Australian Open de 2021, a norte-americana de 28 anos joga com ranking protegido em Washington e faz apenas o segundo torneio da temporada.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE