PLACAR

Gauff confirma na estreia e destaca evolução em um ano

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) – Um ano depois de ter sido eliminada na primeira rodada de Wimbledon, Coco Gauff voltou ao Grand Slam londrino na condição de número 2 do mundo e como campeã de US Open e semifinalista na Austrália e em Paris na atual temporada. A norte-americana superou nesta segunda-feira a compatriota Caroline Dolehide, 51ª do ranking, por 6/1 e 6/2 em apenas 1h05 de partida.

“Estou muito feliz com a forma como joguei hoje. Não é fácil enfrentar uma amiga como a Caroline, é uma grande tenista e ótima pessoa”, disse Gauff após o jogo. Ela liderou com folga a contagem de winners, por 15 a 5, e cometeu 15 erros contra 22 de Dolehide. Além disso, conseguiu seis quebras e só enfrentou um break-point.

Apesar de ter apenas 20 anos, Gauff já faz sua quinta participação em Wimbledon. A primeira foi ainda em 2019, quando furou o quali e ainda derrotou a pentacampeã Venus Williams na estreia da chave principal. “Wimbledon é um lugar muito especial, porque aqui que eu comecei a acreditar que o meu sonho era possível”.

“Então, toda vez que jogo aqui, eu me sinto mais nervosa do que em qualquer outro torneio, mesmo já tendo jogado duas finais de Grand Slam”, acrescentou a vice-líder do ranking. “No ano passado, eu perdi na primeira rodada aqui e foi um momento muito difícil para mim. Desde então, muita coisa aconteceu, foi um ano e eu me emociono de poder voltar aqui. Eu me sinto honrada de jogar na Quadra Central”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

A adversária de Gauff na segunda rodada será a romena Anca Todoni, de 19 anos e vinda do quali, que venceu a lucky-loser sérvia Olga Danilovic por 7/5 e 6/1. Todoni disputa uma chave principal de Slam pela primeira vez, enquanto Danilovic entrou após a desistência da italiana Elisabetta Cocciaretto.

 

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE