PLACAR

Fundo saudita oferece US$ 1 bi para comprar circuitos da ATP e WTA

Massimo Calvelli, CEO da ATP, e Kevin Foster, chefe de assuntos corporativos do PIF (Foto: site da ATP)

Londres (ING) – A Arábia Saudita teria apresentado uma oferta de cerca de US$ 1 bilhão para adquirir o circuito profissional e unir o ATP e WTA Tours em um acordo do tipo “pegar ou largar” que expirará em 90 dias, revelou o jornal britânico The Telegraph.

Representantes do Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita (PIF) supostamente teriam se reunido com Lord Sebastian Coe no Grande Prêmio de Fórmula 1 de sábado passado em Jeddah, em meio a negociações sobre um acordo de patrocínio que poderia trazer mais dinheiro para o atletismo.

No ano passado, o Mail Sport informou que o presidente do ATP Tour, Andrea Gaudenzi, manteve discussões “positivas” com o PIF sobre um potencial investimento no tênis.

De acordo com o The Telegraph, o PIF está pronto para dar os próximos passos na sua tentativa de comprar o ténis. Gaudenzi teria revelado aos organizadores do torneio de Indian Wells no sábado que os árabes teriam feito uma oferta com prazo de validade de 90 dias. O jornal britânico esclarece que os Grand Slam não fariam parte dessa oferta.

O presidente do ATP Tour teria dado a notícia após negociações sobre o estabelecimento de um ‘Premium Tennis Tour’. Ele também deu a notícia “depois que os representantes dos quatro Grand Slam deixaram a sala”.

Segundo o The Telegraph, o All England Club apoiou um Premium Tour, que contaria com as maiores estrelas do tênis em um calendário reduzido de eventos importantes, com os atletas de ambos os circuitos competindo por premiação igual.

O Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita (PIF) fez parceria estratégica plurianual em fevereiro com o ATP Tour para “acelerar o crescimento do ténis global”.

A parceria fará com que o PIF se torne o parceiro oficial do ATP Rankings e também com eventos em Indian Wells, Miami, Madri, Pequim e o ATP Finals. O Next Gen ATP Finals seria realizado em Jeddah até 2027.

O PIF deseja agendar um Masters 1000 na primeira semana da temporada, ideia que não teria sido bem recebida pela federação australiana, com a United Cup atualmente ocupando esse lugar no calendário. O Mail Sport informou no fim do ano passado que o PIF havia aberto negociações para a compra da United Cup.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Hares
Hares
1 mês atrás

O Dinheiro fala mais alto e manda…obedece quem tem(ou não) juízo…de extração de petróleo eles entendem…mas desde quando os Árabes entendem de tênis? Será um bom ou um mau negócio para o Tennis, se a ATP e WTA aceitarem a oferta? A ATP está assim tão ruim das pernas?

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Hares

Em se tratando de uma “associação de tenistas” pra quem iria essa bolada se aceita a oferta?

Evandro
Evandro
1 mês atrás

Tazuní e os supostos quintais que possui no OM. Uma piada esse “agente público saudita” que quer comprar os circuitos de tênis kkkkkkkkkkkk

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE