PLACAR

Fonseca: “Sei que dei um grande passo, mas não acabou”

Foto: Fotojump

Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) – O carioca João Fonseca honrou o convite que lhe foi dado pela organização do Rio Open e conquistou uma surpreendente vitória nesta quarta-feira. Além de bater o cabeça de chave número 7 do torneio Arthur Fils, ele conseguiu este feito com um grande tênis, surpreendendo o francês para assim faturar sua primeira vitória em nível ATP.

“Venho aqui desde a primeira edição, por isso é uma vitória muito especial, não poderia ter sido melhor. Foi diante de toda minha família e amigos, praticamente todo mundo que conheço. Estou muito feliz pela vitória, mas também por como ela aconteceu. Ano passado não consegui demonstrar meu melhor tênis, mas agora consegui”, destacou o carioca de 17 anos.

Fonseca contou que pensou em usar o favoritismo de Fils a seu favor, pressionando o francês desde o começo. “Sabia que ele era o favorito e a pressão estava do seu lado, joguei com isso a meu favor e usei a torcida. Dei máxima intensidade desde o primeiro ponto e sabia que no segundo set não poderia dar uma brecha porque se eu desse ele iria pegar”, disse o tenista da casa.

“Foi um primeiro set muito bom, sabia que ele ia entrar mais tenso e aproveitei as chances que surgiram. Ele foi cada vez mais baixando a intensidade, eu fui fechando as portas e fui muito bem nos pontos importantes, isso foi crucial para a partida”, analisou Fonseca, que na próxima rodada enfrentará o chileno Cristian Garin, campeão do torneio em 2020.

Apesar de reconhecer a dificuldade que terá pela frente, o jovem brasileiro está confiante em suas possibilidades. “Garin é um grande tenista e já ganhou grandes torneios e de jogadores importantes, mas acho que estou preparado. Mesmo que ele tenha um ranking melhor, estou jogando bem, em casa, com a família, torcida e amigos”.

Para tentar se blindar um pouco da euforia e pressão que podem vir de fora, Fonseca conta que não acessa a internet. “Eu e meu treinador temos uma coisa que em semana de torneio eu não mexo nas redes sociais, para ficar mais focado. Sei que dei um grande passo, estou feliz, mas não acabou e quero cada vez mais. É seguir com tudo para amanhã”, contou o carioca.

De olho no futuro, ele  revelou que durante a pré-temporada resolveu focar no físico. “Foi uma das coisas que mais melhorei”, disse o promissor brasileiro, que prefere desconversar sobre a possibilidade de jogar no tênis universitário. “É uma coisa que não paro para pensar, estou muito focado no profissional, que é onde eu quero chegar. Estou deixando a decisão para o meio do ano”.

21 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Vanessa
Vanessa
2 meses atrás

Uau!! Só a vitória já iria ser maravilhosa, mas da maneira que foi. Sinceramente, o João Fonseca jogou muito e mostrou que os objetivos estão claros e que ele está totalmente empenhado em conquista-los. Vamos por mais!!!

Neto
Neto
2 meses atrás

Boa!! Ótimo pensamento!

Andre Borges
Andre Borges
2 meses atrás

Hj em dia isso é padrão. Qualquer atleta de alto rendimento não acessa redes sociais pra não ter contato com o lixo e com a escória que costuma comentar. Melhor coisa que fazem. Deixa na mão da assessoria pra só postar publi e deixa o barco correr.

HARES
HARES
2 meses atrás

Será que os deuses do tênis, enfim se lembraram de nos presentear com um jovem muito talentoso e que no futuro vai conquistar vitórias e campeonatos importantes como Masters 1000, Grand Slam’s? Sendo um campeão e fazendo história, construindo uma carreira vitoriosa. Tomara…pois estamos carentes de um tenista de ponta. Kuerten foi o último. Seja bem vindo João! Sucesso e muita inspiração e transpiração, com uma boa equipe lhe dando suporte você irá longe!! Pois talento não lhe falta

Leo, o realista
Leo, o realista
2 meses atrás
Responder para  HARES

Calma

Adalberto
Adalberto
2 meses atrás

Com tamanho talento, acho difícil tomar uma decisão errada!

Fernando S P
Fernando S P
2 meses atrás

Com a vitória, subiu para oitavo na Next Gen Race, com a mesma pontuação do sétimo e apenas cinco pontos atrás do sexto.

Marcos Roberto Veiga Cabral
Marcos Roberto Veiga Cabral
2 meses atrás

Pensar no circuito universitário pra que ? Chegar aos 30 anos e ficar jogando itf m15?
Temos o nosso Sinner muito melhorado se compararmos o Italiano quando tinha 18 anos e olha que o João tem 17 anos.
Olhem os tenistas brasileiros que foram pro tênis universitário e depois ficam atrás destes torneios baby tênis que não rendem nem a passagem de ônibus.
João, foco no físico e no profissional, você tem condições de ser número 1 com 20 anos.

Eduardo
Eduardo
2 meses atrás

Que pressão é essa? Calma! Tão botando mta expectativa nesse e na menina de 14 anos. Um passo de cada vez.

Leo, o realista
Leo, o realista
2 meses atrás
Responder para  Eduardo

Concordo. O torcedor é sempre carente de um novo Guga e isso acaba pressionando esses jovens.

Adalberto
Adalberto
2 meses atrás

Sobre pressão, acho que é normal ter pressão SIM!
Se não quiser ser pressionado, vai vender coco na praia!
Como dizia o velho Vicente Matheus, saudoso presidente do ‘Curinthians’:
“TÁ CHUVA É PRÁ SE QUIMAR!”
kKKK…

Última edição 2 meses atrás by Adalberto
Leandro Schulai
Leandro Schulai
2 meses atrás

Os franceses adoram nos dar presentes no Rio Open

Primeiro foi o Tsongá com o Monteiro e agora o Fils. Mto Obrigado!!

Ivan
Ivan
2 meses atrás
Responder para  Leandro Schulai

Fora os 3 GS do Guga.

Tadeu Schmidt
2 meses atrás
Responder para  Ivan

O último Frances a Ganhar um Slam foi Bertrand em 1946. Há quase 100 anos. Isso diz muito sobre a qualidade dos tenistas franceses.

Hares
Hares
2 meses atrás
Responder para  Tadeu Schmidt

Salvo engano foi o Francês Yanick Noah…venceu Roland Garros na década em 1983

Fernando S P
Fernando S P
2 meses atrás
Responder para  Hares

Foi o Noah em 1983.

Davi Silva
2 meses atrás

Parabéns João, que essa seja a primeira de muitas, no momento certo vc vai despontar para o estrelato, torço muito para isso

Gabriel Sant'Ana
Gabriel Sant'Ana
2 meses atrás

Olha a cabeça desse garoto…em semana de torneio não mexer nas redes sociais. Sensacional!! Isso é foco, comprometimento e concentração pura….tem tudo pra se tornar um jogador de primeira!! Só o talento no tênis não quer dizer nada mas se alinhar com propósito e comprometimento, o sucesso inevitavelmente vem!!

PAULO CEZAR DE SOUZA
PAULO CEZAR DE SOUZA
2 meses atrás

Parabéns pela grande vitória João. O brasil torce pelo seu sucesso. Estamos juntos!

Tadeu Schmidt
2 meses atrás

Confronto promete. Melhor jogador Latino dos últimos 5 anos x Melhor jogador Latino dos Próximos 5 anos. Quem vencerá a Batalha?

Fernando S P
Fernando S P
2 meses atrás
Responder para  Tadeu Schmidt

Tem que ser mais atento com os dados. Já se equivocou sobre o último título de um francês em Slam acima e agora de novo. Mesmo quando o Garin atingiu o seu melhor ranking (#17), o Diego Schwartzman tinha ranking melhor. Ele foi o número 8 do mundo em outubro de 2020 e em Setembro de 2021 ainda era um Top 15.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE