PLACAR

Fonseca renuncia ao universitário e foca no profissional

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) – Depois de uma grande campanha no Rio Open, onde venceu dois jogos e foi até as quartas de final do ATP 500 carioca, o promissor João Fonseca tomou uma importante decisão para o seu futuro. Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, ele renunciou ao tênis universitário norte-americano e vai focar no profissional.

Leia na íntegra o comunicado do tenista de apenas 17 anos:

“Para os fãs e amantes de tênis do mundo todo,

Gostaria de anunciar que renunciei a minha ida ao tênis universitário para me tornar tenista profissional.

Foi uma decisão muito difícil que minha família e eu precisamos tomar, especialmente por eu ter sonhado em viver a vida universitária em Charlottesville, jogando o esporte que amo com um time e um técnico incrível. Porém, nos últimos meses, sinto que o tênis profissional me escolheu de uma maneira em que eu simplesmente não poderia dizer “não”.

Gostaria de agradecer à University of Virginia e todas as pessoas envolvidas neste processo. Em nenhum momento me senti pressionado a escolher o tênis universitário. Todos vocês me deram o tempo que eu precisava, e eu realmente não poderia ser mais grato à UVA e ao Coach Andres Pedroso por isso. Sempre seguirei e torcerei por vocês, Cavaliers.

Mesmo não indo à universidade, acredito fortemente que é um caminho extremamente valioso e viável para os jovens tenistas que têm a ambição de se tornarem profissionais no futuro.

Por fim, gostaria de agradecer a todos pelo imenso apoio que venho recebendo.”

50 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás

AEeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

Melhor notícia do ano!!!!

Que notícia maravilhosa, mas dava pra sentir que esse seria o caminho.

E digo mais, isso devia estar perturbando a cabeça dele e pra mim ficou nítido no nervosismo que ele demonstrou em Santiago. Imagina jogar com a cabeça: faculdade ou circuito?

Só dele furar o qualy de IW já vai ganhar uma baita grana, não da pra ficar abrindo mais mão desses prêmios como fez no Rio Open não.

E o que ele disse está corretíssimo: o tênis universitário americano é uma baita saída e super recomendada e quem faz com certeza tem um futuro brilhante seja no tênis ou fora dele. Mas o Fonseca é daqueles raios que caem uma vez a cada 10 anos então a escolha tinha que ser diferente.

Agora, meus amigos, SEGUREM O MONSTROOOOOOOO!!!!!!!

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Leandro, os atletas da NCAA são prioritariamente atletas. Eles recebem um tratamento diferenciado, com notas de aprovação mais baixas, abonos de faltas e professores particulares. Não estou supondo (tenho experiência nisso).

O Fonseca tomou a decisão certa, pois, no momento, ele não teria muito a evoluir na NCAA, já que o desejo dele é ser tenista profissional. Ele consegue ganhar de Top 100, então é muito mais vantajoso competir e treinar com os atletas da ATP.

Leandro Schulai
Leandro Schulai
1 mês atrás
Responder para  Fernando S P

Muito legal ter um retorno de quem de fato conhece do assunto, muito obrigado brother!
Temos um exemplo de tenista brasileiro que foi pro tenis universitário americano (Karue Sell) e eu acho que é um baita motivo de orgulho pra família. Mas o Fonseca é um caso a parte.

Marcelo Seri
Marcelo Seri
1 mês atrás
Responder para  Leandro Schulai

Lembra do Henrique Cunha? Acho que tinha um futuro promissor como tenista profissional, mas foi pra universidade.

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás

Excelente notícia. Tem tudo para ser o nosso raquete 1 nos próximos anos..Uma dúvida, Será que ainda consegue resgatar a premiação do Rio Open?

Psiquiatra
Psiquiatra
1 mês atrás
Responder para  Alexandre

Ta preocupado com o prize do menino? Ou quer emprestado

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  Alexandre

Parece que tinha 90 dias para “sacar” a grana (aceitar o prêmio).

PRGF
PRGF
1 mês atrás
Responder para  Renato

Tomara que tenha mesmo esse prazo…
É uma grana que ele conquistou merecidamente… E vai ajudar muito na questão de estruturar seu inicio de carreira…

Psiquiatra
Psiquiatra
1 mês atrás

Decisão equivocada
Sou a favor do conhecimento
Estudar è sempre a melhor opção

Eduardo Miranda
Eduardo Miranda
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Mas sempre é tempo de quando quiser voltar a estudar! Estou com 56 anos e estou na minha quinta faculdade! Bora ser feliz agora!

Arajaribu
Arajaribu
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Pode estudar depois… com os bolsos cheios ehhehehhe

Joselito
Joselito
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Penso totalmente diferente. Com cinco anos de profissão, se ele for bem, pode ganhar dinheiro para manter 3 gerações. Se der errado, nada impede que ele vá para universidade, estude e tire seu diploma. Uma escolha não elimina outra.

Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Eh favor, mas não aplica em si próprio, que adianta?

Cacio Luiz Crozariolo
Cacio Luiz Crozariolo
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Ser tenista é uma profissão, assim como a sua de psiquiatra. Ele vai ter todo conhecimento necessário e mais específico sendo na sua área de atuação. Djoko um cara que fala diversas línguas, tem conhecimento de cultura e lugares que jamais podemos imaginar. Ao que o Dancim disse no podcast, ele já é um cara poliglota. Nunca é tarde para se formar em uma faculdade, mas o esporte de alto rendimento tem prazo de validade. Não deve ter sido uma decisão fácil, até pq ele mesmo disse que o circuito universitário era uma decisão (sonho) dele e não da família como a maioria de nós pensávamos. Sucesso nesta decisão, e que torne os nossos domingos emocionantes.

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Discordo. Essas oportunidades valem pra tenistas medianos ou pobres que precisam agarrar uma oportunidade única na vida. Nem bolsa ia precisar porque tem grana pra pagar uma universidade em QQ parte do mundo. Hoje quem quer estudar não acha desculpas pq até em casa pode estudar. Agora se é pra juntar passear, namorar , farrear como muitos na universidade aí também ele não vai precisar. Ou vou acha que ele vai estar “velho” com 35 anos se quiser fazer “universidade”??

Cristiana
Cristiana
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Verdade, mas… concorda que ele poderá fazer faculdade ao 35, 40 anos? Ele só vai adiar… se quiser, claro

Flavio
Flavio
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Seria melhor opção se a outra opção não fosse vantajosa.
O garoto tem muito talento, é um ponto fora da curva. Acabou de ganhar mais de 500 mil reais em menos de uma semana de trabalho.
Vai trocar isso por um simples canudo de faculdade debaixo do braço?
Besteira ….. tá certíssimo o garoto

Ronald
Ronald
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Estudar para ganhar dinheiro ou ganhar dinheiro para estudar?

Ivan
Ivan
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Discordo, estudar nem sempre é a melhor opção, como por exemplo neste caso.

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

Concordo. Dá-lhe trabalho “infantil”

Gil
Gil
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

É… imagine só se você não estudasse… se estudando, está nesse nível…

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

ja ouviu falar de cursos online ?

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Psiquiatra

com todo esse talento aos 17 anos batendo pros, a primeira coisa que iria ouvir dos colegas e coachs seria : what are you doing here ? are you outta your mind ? KKKK

Ernani Chaves
Ernani Chaves
1 mês atrás

A melhor decisão!!!!

betinho esteves
betinho esteves
1 mês atrás

Agora é seguir em frente com foco e determinação. Prenuncio de um futuro brilhante!

Casagrande
Casagrande
1 mês atrás

Quebra tudo, menino!

Jorge Luiz
Jorge Luiz
1 mês atrás

Ótima escolha

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás

Decisão mais que correta, se ele de fato deseja ser um jogador profissional. O universitário americano vira um âncora no desenvolvimento do atleta em alto rendimento (e isso não apenas no tênis).

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

É uma decisão muito precoce. Não acho que o atp do Rio seja parâmetro para algo, os tenistas mais Pros encaram como uma semana de festas e aproveitam o carnaval também. O Fils mesmo, foi ganhar apenas do Wild nessa gira de saibro. Garin está numa fase bem estranha.

Luiz Otavio
Luiz Otavio
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Precoce? Ele foi nº1 juvenil. Voce esta julgando algo que não tem conhecimento. Ele não decediiu ser tenista profissional por conta do ATP do Rio, mas sim por vários anos jogando tenis e vendo que pode evoluir muito.

Carlos M.
Carlos M.
1 mês atrás

Lá na frente ele vai descobrir se acertou ou não. Julgar, ou opinar, sobre essa decisão pessoal/familiar aqui é meio estranho pra mim. Em todo caso, o circuito hoje é um moedor de carne e exige maturidade pra evoluir. Vamos torcer por ele. Tem qualidades técnicas inegáveis. Mas como temos visto no caso do Wild, isso só não basta.

Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás
Responder para  Carlos M.

Carlos, acho que a sua resposta é a mais coerente, o futuro dirá, lembrando que para ser um atleta de auto nível em qualquer esporte , não é obrigatoriamente necessário fazer uma Universiade. ele está escolhendo a profissão de ser um excelente tenista, então tem que abrir mão do estudo por enquanto. Sou professor faz 40 anos e sei da importância que o conhecimento , cultura agrega a vida da pessoa, mas ao esportista de alto nivel , em um esporte, individual, step-by-step, acho que foi boa escolha neste caso. E está melhor assessorado que o Wild de 4 a 5 anos atrás. Agora para terminar , o pessoal preocupado com a grana do Rio Open, vocês não tem ideia da grana que ele vai ganhar , só até o final deste ano isso se ele for mal..Deve ter fila de patrocinador, além dos torneios que já o chamaram. Alguém lembra que no finals de 2023 ele foi convidado para treinar com os top 8?

Luiz Otavio
Luiz Otavio
1 mês atrás
Responder para  Carlos M.

Mas no caso do Fonsece ele demonstra justamente um temperamento muito melhor que o “selvagem”.

Rodrigo Lightman
Rodrigo Lightman
1 mês atrás

Estão falando que pai dele tem dinheiro para bancar uma universidade nos EUA, então deve ser bem rico mesmo. University of Virgínia é uma das melhores dos EUA. Agora se ele jogar como jogou os 2 primeiros jogos no Rio Open e ir se aprimorando tem tudo para ficar mais rico que o pai, a não ser que o mesmo seja um grande industrial. Mas no final o que vale são as conquistas pessoais, sejam elas materiais ou não.

Ivan
Ivan
1 mês atrás
Responder para  Rodrigo Lightman

Ficar mais rico que o pai seria bem difícil, mas não seria impossível, creio.

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
1 mês atrás

Será que ele consegue ainda a grana do Rio Open ? Seria muito importante para conseguir manter uma equipe de profissionais viajando o circuito com ele.

Ivan
Ivan
1 mês atrás

Ele não depende dessa grana pra manter uma equipe com ele em tempo integral.

Xico Tripas
Xico Tripas
1 mês atrás

Ele não precisa desse dinheiro. O pai dele é milionário.

Márcio
Márcio
1 mês atrás

Depois da campanha no Rio Open, definitivamente, não foi uma escolha difícil optar pelo tênis profissional em detrimento do College! Boa sorte, João!!

Última edição 1 mês atrás by Márcio
Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
1 mês atrás

Uma boa notícia para os torcedores, ávidos por ver um brasileiro crescer no circuito e estar nos principais torneios. João tem potencial para isso. E espero que se confirme, mostrando o acerto da decisão.

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Pronto, resolvido!
Nem precisou esperar mais na frente.
No embalo que vinha, lá na frente só aumentaria o tamanho da coisa e não faria sentido algum qualquer outra decisão diferente.
Agora é aproveitar os convites, fazer bem os contratos e planejar os treinamentos e o calendário de acordo com as mudanças que virão.

jmqueiroz88
jmqueiroz88
1 mês atrás

Decisão arriscada, mas compreensível.
Risco pois se ele tiver resultados inferiores as do Belucci por exemplo, o cara virará aqui um fracassado e piada nacional, afinal no aqui no BR o valor está só quem ganha titulo grande e não em quem faz carreira sólida.

CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
CARLOS DA SILVA SEIXAS LIMA
1 mês atrás

O dinhiero do Rio Open pesou

Neto
Neto
1 mês atrás

Opa!!

Rodrigo.c.arruda@rcacc.com.br

Hummmm … B.O a vista

João
João
1 mês atrás

Se conseguir ser top 50 pelo menos, jogar os grandes torneios, a escolha terá valido à pena… se ficar patinando em posições piores, ainda poderá estudar, claro, mas terá um tempo valioso a menos. E no padrão que o tênis atual está, com todo mundo voando fisicamente, marretando a bola e sem grandes variações, ter ou não sucesso parece uma grande loteria.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás

Optou pelo óbvio.

Heitor Rodrigues de Figueiredo

Ok

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
1 mês atrás

Parabéns Fonseca,boa sorte nessa nova e já promissora jornada,o Brasil está com você garoto!!!

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

Decisão super dificil, esta realmente jogando muito, mas ja que tomou esta decisão e se a familia tiver condições eu procuraria um Tony Nadal ou outro tecnico de ponta mesmo pegando empréstimo para evoluir mais rapido ainda. Tecnico top e empresário top arrumando os torneios. Agora e hora de pensar como profissional e não com o coração.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE