PLACAR

Federer: “No começo, não dei a Novak o respeito que ele merecia”

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Basileia (Suíça) – Antes da estreia do documentário “Federer: Twelve Final Days” no Amazon Prime, foi divulgado uma fala do suíço Roger Federer sobre um de seus maiores rivais, descrevendo o sérvio Novak Djokovic como alguém que ele não conseguiu compreender no começo, principalmente por causa de muitos fãs, que já estavam satisfeitos com a rivalidade entre Federer e o espanhol Rafael Nadal,

“Havia muito amor pelo Rafa e por mim, então quando o Novak chegou, provavelmente muita gente disse: ‘Não precisamos de um terceiro homem. Estamos felizes com Roger e Rafa’. Novak imprimiu imediatamente sua forte personalidade e incrível determinação em querer vencer a todo custo”, afirma o tenista da Basileia.

“Acredito que ele também foi estimulado em certo sentido pela relação com os torcedores e essa atenção profunda pode ter assustado alguns”, acrescenta o suíço, que continua a sua análise do sérvio. “Acho que ele foi um pouco incompreendido. Olho além da mídia e, em última análise, vejo o homem que ele é. Se tirar o jogo dele, quem é ele? Quais são os seus valores? Eu sei quem se preocupa muito com sua família”, comenta Federer.

O dono de 20 títulos de Grand Slam também relembrou suas primeiras impressões ao enfrentar Djokovic. “A primeira vez que o enfrentei em Mônaco (em 2006) saí da quadra e pensei: ‘Sim, ele é bom’. Mas mesmo com o certo hype em torno dele, não fiquei totalmente convencido. Acho que não dei a Novak o respeito que ele merecia devido às suas deficiências técnicas”, avalia Federer.

“Pareceu-me que Novak tinha uma empunhadura de forehand muito rígida e que seu backhand não era tão fluido como hoje em dia. Mas depois ele corrigiu essas coisas muito bem e se tornou um jogador monstruoso”, complementa o ex-número 1 do mundo.

100 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Samuel
Samuel
1 mês atrás

Finalmente o reconhecimento do Federer ao Nole, e os resultados e estatísticas estão aí para comprovar como Djokovic se tornou esse jogador monstruoso e talvez e incansável nesse esporte,

Luiz Fernando
Luiz Fernando
1 mês atrás

E assim Djoko deixou pra trás Federer e Nadal. Tem que pedir desculpa mesmo pro goat!

Joselito
Joselito
1 mês atrás
Responder para  Luiz Fernando

Saiu de -7 no H2H para +4 contra Federer e incríveis -10 para +1 contra Nadal.
Incrível como evoluiu na carreira. Talvez essa seja a razão de Federer não ter dado crédito a ele no início da carreira.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Joselito

Estava 16×7 pro Nadal até o fim de 2010, ou seja, -9 na verdade, mas continua sendo uma virada espetacular e chegou a ter 3 vitórias de vantagem em alguns momentos. Contra o Federer saiu de 13×6 de fato.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Luiz Fernando

Ora que milagre , pois não imaginava que você iria dar mérito para o sérvio porque sempre o condena, honestamente estou surpreso contigo.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás

E o tempo mostrou quem é superior. Para se ter uma ideia da superioridade de Nole é só imaginar o seguinte: um brasileiro vencedor de 4 slam, 12 masters 1000, 1 atp finals, 3 temporadas como número 1 e 118 semanas como número 1. Esses números são absurdos? Essa é a diferença entre ambos!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

O número maior de SLAM ( Court ) e o de bigtitles , semanas na liderança do Ranking , WTA FINALS ( Steffi Graf ) contribui para que estas duas ficassem à frente de Serena Willians na briga pelo GOAT …kkkkkkkkkkkkk. Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Na era aberta, as maiores são Serena (23) e Graffi (22). Jogar contra amador não dá goatismo a ninguém. A conferir!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Na Era Profissional Serena Williams foi reconhecida Mundialmente como GOAT . Tá demorando para o Sérvio. Rsrsrs, A conferir. Abs!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Mostre a fonte desse reconhecimento. Se for opinião de atletas e jornalistas, Djokovic já tem.

Abs!

CRAS
CRAS
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

A pergunta é. O que falta para reconhecerem ele como GOAT. Praticamente todos osvrecordes do Tenis sao dele. Jogando na mesma, na mesma era de gogantes como Nadal e Federer e ele simplesmente dominou o tenis por mais de uma decada. A, a inveja nao deixa que outros reconheçam…. Força Nole!!!

Ronildo
Ronildo
29 dias atrás
Responder para  CRAS

O maior problema foi a contemporaneidade com Federer, cuja qualidade de tênis encantou as massas. Ex profissionais geralmente ficam chateados por ter aparecido alguém com um nível de tênis muito superior ao deles, que era o tênis que Federer praticava no circuito e por isso declaram que o melhor é um tenista com um tênis mais normal, que se sobressaiu devido a impecável condição física.

CRAS
CRAS
29 dias atrás
Responder para  Ronildo

Acho que vc esta sendo simplista na sua analise. De fato, concordo que o tenis praticado pelo Federer era maravilhoso, muito plastico e eficaz. Realmente uma qualidade incrivel. Mas o Djoko colocou mais intensidade no jogo, muito mais força mental que o Federer e uma inteligencia inigualavel em quadra. Se olharmos só pra jogo bonito ai podemos colocar o Richard Gasquet, por exemplo, como candidato a GOAT tambem? Talvez o Dimtrov tb…. Sera que o olhar para a plastica do jogo e um tenis de qualidade basta? Pelos meus exemplos acima, acredito que fica claro que nao, certo? Abraço

Ronildo
Ronildo
29 dias atrás
Responder para  CRAS

Voce acompanhou os jogos do Federer contra o Gasquet?

Marcelo F
Marcelo F
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Há controvérsias…

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Serena tem mais slam e títulos WTA 1000;
Graffi tem mais semanas como número 1 e temporadas como número 1;
Navratilova tem mais WTA Finals;
Ou seja, o debate é mais dividido. No masculino, Djoko tem todos esses recordes e não tem debate.
Considero Serena a goat porque Graffi inflou seus majors por causa do episódio envolvendo Monica Selles. De qualquer forma, ela tem o recorde de majors (23) que é o principal. Margareth ganhou boa parte de seus majors antes da Era Profissional.
Precisa se informar melhor rs.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Como sempre falando bobagem, Paulinho. Seles voltou levando de cara o AOPEN . Não conseguiu vencer o problema de Peso e nos pés mesmo insistindo 5 anos mais , depois da aposentadoria de Steffi. Surgiram as Irmãs WILLIAMS. A s!

Jonas
Jonas
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Não é só número de Slams gênio, são 428 semanas, 8 temporadas como número 1, 4 Slams seguidos, recorde de pontos, recorde de masters 1000, recorde de Finals, recorde de Australian Open, etc etc etc.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Jonas

Djokovic não foi reconhecido nem nesta entrevista do Craque Suíço. Existe o Tênis antes e depois de Roger Federer. O mais importante Tenista e de maior LEGADO na história do Esporte. É compreensível o desespero do Gênio , ainda mais com o Ocaso medíocre do ” goat ” . Conseguir jogar uma Semi em sua casa e não ter um break point a seu favor kkkkkkkk Abs!

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Chego a ter pena dos torcedores do Federer, é tanto desespero que ignoram a realidade

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Não foi reconhecido por ele (por orgulho ainda), mas já foi por Nadal (2x), Sampras, Agassi, McEnroe, Roddick, Wilander, Medvedev, Zverev, Alcaraz, De Minaur, Monfils, Cerúndolo etc etc. Ninguém reconhece Federer hoje em dia.

Jogue no YouTube “The GOAT Debate is Over” e pare de espernear no chão como criança.

Rsrsrs, abs!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Joguei lá e não vi ninguém com credibilidade . Ou melhor, vi com credibilidade menor que a tua . ZERO Ouro Olímpico, não possui 14 RG e nem 237 Semanas CONSECUTIVAS no TOPO do Ranking. Um “goat ” Paraguaio kkkkkk . Abs!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Jogou coisa nenhuma. A minha credibilidade e a sua são nulas, já a dos atletas e outros profissionais do meio é gigante.

24 Slams, 428 semanas #1, 8 temporadas #1, 40 Masters 1000, 7 Finals, Triple Career Slam, Double Golden Masters, melhor temporada da história (2015), maior pontuação da ATP (16950), 4 Slams seguidos, h2h positivo contra os rivais, número 1 mais velho da história, maior percentual de vitórias contra top 5 e top 10, maior número de vitórias em Slams.

Sério, a humilhação numérica é tão grande que você deveria sair de fininho.

Rsrsrs, abs!

CRAS
CRAS
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Qual o legado do Federer? A madeirada com classe ou a direita com uma mao só??? Um dia ele ia perder uma semi no AO, assim como o Nadal perderia em RG. Fica com o rei do treme treme suiço como Goat. Pro meu filho, ensino a nao desistir de lutar nunca… e vc? Prefere o jogo com medo de perder, ou a luta mesmo sem joelho e mesmo assim provar que é um vencedor. Fica a dica!! Abraço

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  CRAS

103 Títulos de ATP com direito a OCTACAMPEONATO em WIMBLEDON e PENTACAMPEONATO no USOPEN consecutivo. Já eras nascido??? . rsrs. Abs !

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Chega a ser constrangedor você argumentar que recorde de títulos em WB é mais importante do que o total de majors.

CRAS
CRAS
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Serio isso Sérgio? 103 titulos? Vc com certeza é um cara inteligente. Se o Federer tem 28 titulos de Master 1000, 20 GS e 6 ATP finals, se a matematica nao mudou, essa soma totaliza 54 titulos realmente importantes do Tenis. Logo, 49 titulos do Federer estao dividos entre ATPs 250 e 500, correto? O Djoko tem 71 titulos importantes. Com certeza ta ai um recorde que o Djoko nao persegue, o recordista de titulos ATP 250 e ATP 500 somados….

Nei Costa
Nei Costa
1 mês atrás

A verdade sempre aparece, tudo que os fãs de Federer negavam, dito pela boca do próprio Federer. Djokovic é por justiça o Goat inconteste.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Nei Costa

Não vi Federer aponta- lo como ” goat ” de coisa alguma. Apenas reconhecer que não dava a importância necessária ao Tenista Sérvio. Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Nadal já apontou e outros grandes campeões

CRAS
CRAS
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

So nao reconheceu (publicamente) que foi essa arrogancia que o aposentou em 2010, né? De 2011 ate 2021 (ano do ultimo GS do Federer), 19 x 4 em GS pro Djoko…. Mas o GOAT é o Federer…. Ah, no seu planeta o poste mija no cachorro. Força Nole!!!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  CRAS

Não baixe o nível caríssimo fanático. Começastes a acompanhar em 2011 , ano que o Sérvio conseguiu sair do. banquinho de N 3 , desde 2007 ou seja , ficou 4 anos consecutivos vendo o N 1 e o N 2 ( Nadal ) paparem tudo . Rsrsrs. Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Papou tudo para ficar virgem de recordes relevantes?

Benhamin Goveia
Benhamin Goveia
1 mês atrás

Os maiores e mais difíceis recordes do tênis masculino é de Novak Djokovic. E são eles: maior campeão de Grand Slams em simples, o maior número de semanas como número 1, o que mais acabou temporadas como número 1, o maior campeão do Finals, o maior campeão de Masters. Ele pode até não ser tão carismático e ter tantos torcedores como a dupla Fedal, mas não se pode negar que ele é o maior campeão da história do tênis.

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás
Responder para  Benhamin Goveia

Djokovic tem a combinação dos maiores records do tenis, e por isso é o GOAT. Mas o mais dificil são os 14 Roland Garros de Nadal. Talves um dia quebrem o record das 428 semanas como n.1, como Djokovic quebrou as 377 de Graff que parecia impossivel. Os 24GS são impressionantes, mas Nadal tem 22, Serena 23, Court 24, então é dificil mas não impossivel alguém bater no futuro, muitos chegaram perto. Mas 14 titulos do mesmo GS acho quase impossivel, isso nunca aconteceu em nenhum esporte de alto nivel. Nenhum atleta em nenhum esporte jamais ganhou 14 titulos de um mesmo torneio que seja importante e que somente se jogue 1x por ano. Isso porque dificilmente um atleta consegue manter o dominio por mais de 8 a 10 anos, e manter o dominio em um mesmo torneio, por tanto tempo é quase impossivel. Acontecem lesões, momentos ruins, uma ou outra final perdida. Não estou falando por demerito. Djokovic tem os records mais importantes, mas o mais dificil que eu apostaria que nunca vai ser quebrado é esse de 14 titulos em um mesmo GS.

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Leonardo

Sendo torcedor do goat sérvio, concordo

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Rodri

Coloque aí mais as 237 Semanas Consecutivas ( imbatível) e verás que os mais difíceis ele não tem . Abs!

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Coitados! Só sobrou esse único recorde (de semanas consecutivas) para os fãs do Terceirão se agarrarem kkkk

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

Antes tarde do que nunca. Só falta ele reconhecer também (como quase todo mundo importante no meio do tênis já fez) que o GOATaço Djoko é o maior e melhor de todos os tempos.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Esses meia dúzia que reconhecem o Sérvio como ” goat ” não representam a maioria de coisa alguma. Assim que Djokovic parar , terás grande surpresa fanático Piloto. Rsrsrs, Abs ! A conferir…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

É bem mais de meia dúzia. O suíço não tem UM nome sequer atualmente.

Abs!

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Belo piadista, diga pelo menos 3 lendas do tênis que reconhecem o Terceirão como GOAT.

Três é metade de meia dúzia, estou de te dando essa colher de chá por vcs serem café com leite kkkk

Rogério Frederico
Rogério Frederico
1 mês atrás

que bom ver o sérvio farsante, aos poucos, sendo varrido para a lata de lixo da história

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Rogério Frederico

Farsante que surrou seu amado trocentas vezes, especialmente em finais. Chola mais que tá pouco.

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Rogério Frederico

Ui. Inveja dói, né? kkkk

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás

Vejo o Federer como sempre un gentlemen para falar. Mas essa foi a realidade. Que Djokovic era um talento Federer pode observar, estava chegando longe nos torneios, ganhou AO 2008, mas acho que para o Federer seria mais um Safin ou Del Potro da vida. Enquanto Djokovic estava trabalhando para adaptar seu estilo de jogo para enfrentar principalmente as forças dominantes do momento que eram Federer e Nadal, o proprio Federer que tinha o dominio quase absoluto tinha dado uma relaxada depois de 2009 quando ganhou RG, em sequencia WB, chegando aos 15GS e sendo considerado pela grande midia como GOAT. Federer baixou o ritmo, entregou o uSO de bandeja a Del Potro, sem tirar os meritos do Argentino, e no ano seguinte só ganhou o AO. Nadal aproveitou o vacuo e ganhou os outros GS em 2010 e em 2011 Djokovc chegou com tudo. Murray aproveitou e subiu também. Quando Federer se deu conta, já não tinha como fechar a porta que ele mesmo deixou escancarada. Deixou de ser a força dominante nas rapidas perdendo o posto para Djokovic.

Jansen
Jansen
1 mês atrás

Djoko é fruto do treinamento, é igual o CR7 cintura de concreto não tem tanto talento como o suíço e depende muito do físico e dietas rigorosas, é mais uma prova que foco, disciplina e constância podem superar o talento.

Hilton Rodrigues Moreira
Hilton Rodrigues Moreira
1 mês atrás
Responder para  Jansen

Nada haver seu comentário!

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás

Acho que a forma que ele colocou foi meio depreciativa. Mas n{ao é um comentario absurdo. Djokovic obviamente tem muito talento, mas precisou lapidar mais esse talento do que Federer ou Nadal, e isso fez como que ele superasse os 2 mesmo sem o jogo tão vistoso e plastico do Federer ou a precocidade do Nadal e o dominio nas quadras mais lentas. No final o foco, a disciplina e constancia, combbinado com talento, obviamente, vence o talento natural que pode ser superior inicialmente mas sem esforño, foco, dedicação, não se transforma em performance. Vejamos os exemplos de Paire, Bublik, Monfils, Kirgios…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Leonardo

Não precisou lapidar “talento” mais do que o Nadal, inclusive tinha mais facilidade em vários fundamentos do que qualquer um dos dois, como devolução, backhand, lob, cobertura de quadra, mudança de direção, passada, angulação e profundidade da bolinha etc. Achar que talento são só slice, voleio, drop e jogadas de efeito é uma visão um tanto simplista. Djoko ficou muito superior ao Nadal no serviço também ao longo dos anos.

Marcelo F
Marcelo F
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Concordo com muito do que disse, mas falar que Djokovic é melhor que Nadal em passadas só pode ser brincadeira. Não há a menor comparação. Nadal é o maior passador que já vi. Fácil.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Marcelo F

Eu me referi ao Fedal ao mesmo tempo. Discordo: acho que são do mesmo nível ou bem próximo
As. A passada salvando o 40-30 em WB 2019 é de cinema. No AO 2016 foram várias no vareio em cima do suíço.

Marcelo F
Marcelo F
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Essas passadas citadas foram bonitas mesmo. Mas o que dizer então das várias que Nadal fez na final de Wimbledon 2008? E da feita por Federer, na mesma final, com match point contra? Se fizermos um compilado de passadas ao longo da carreira. o espanhol está muito à frente. E o suíço está logo atrás. Não use casos pontuais como verdade pra defender um ponto de vista. Alguém aqui, talvez você, já escreveu o absurdo de que Djokovic é melhor voleador que Federer citando alguns voleios espetaculares feitos pelo sérvio. Djokovic não é melhor voleador nem que Nadal, o que dirá Federer, sabidamente o melhor voleador disparado desse século. Não é necessário escrever inverdades pra argumentar que Novak é o goat. Ele é sim, sabemos disso. E ele tem muitíssimos méritos por isso. E tem sim, por exemplo, alguns melhores golpes da história. Melhor devolução de saque e melhor esquerda, com certeza. Fora outras inúmeras qualidades. É o goat sim, só não vê quem não quer. E isso não diminui um milímetro do que foram Federer e Nadal.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Marcelo F

Você acabou de usar um caso pontual também (final de Wimbledon) e citou só uma do Federer. Grande diferença…

Djoko é mais passador do que o suíço com certeza, mesmo porque este era um jogador que metia a cara na rede toda hora e aquele contragolpeava. Vi várias passadas e lobs do Djoko contra esse tipo de adversário. Não invente.

O voleio dos dois novamente é parecido; evoluíram ao longo da carreira, pois antes não eram tão bons no fundamento. Veja os 23/27 net points won do sérvio na final do USO e vejam se são pontuais.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Marcelo F

Desista meu caro. A Turma da Kombi só assiste jogo do ” goat ” Paraguaio kkkkkk. Abs!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

O GOAT verdadeiro ele já admitiu quem é, enquanto você fica aí dando murro em ponta de faca.

Jophe
Jophe
1 mês atrás

Concordo plenamente com o Jansen, tem tudo haver.

Patricia Peruchin
1 mês atrás

Tem tudo a ver…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Jansen

Cintura de concreto? Coitado, kkkkk.

Djokovic é o jogador mais elástico que já existiu, possui todos os recursos do jogo e ganhou 12 Slams dos 31 aos 36 anos, enquanto o Federer ganhou “apenas” 4, ou seja, 8 a menos. Esse papinho de físico é outra falácia já devidamente enterrada.

Jonas
Jonas
1 mês atrás
Responder para  Jansen

Tenista sem talento não entra nem no top 100.

Oscar
Oscar
1 mês atrás

O suíço tem razão. No começo, o Djokovic era apenas um bom jogador, o suíço vivia vencendo ele em sets diretos. Mas são de idades diferentes, e o envelhecimento acaba prejudicando o mais velho, no caso o Federer. Daí foi possível um Djokovic novo, vencer mais um Federer mais velho e desgastado pelo circuito.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Oscar

Certo, certo.
Alcaraz e Sinner são o que?
Idosos ou pernas-de-pau?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Oscar

Jura? Federer começou a perder do Djoko com 26 anos, levou 3×0 no AO 2008, perdeu 3 de 5 partidas em 2009 e a partir de 2011 com míseros 29 anos foi completamente dominado até o fim da carreira em 2020, com 21×10 no h2h e 10×2 em Slams. O sérvio indubitavelmente se tornou um jogador superior.

Caio quintas
Caio quintas
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Naquela época 26 anos em muitos casos já era o declínio

Oscar
Oscar
1 mês atrás
Responder para  Caio quintas

Isso é verdade. Nessa época, com 30 anos, 31 a maioria dos tenistas já penduravam a raquete

Última edição 1 mês atrás by Oscar
Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Caio quintas

Nem para jogadores fracos era declínio, muito menos para diferenciados. Isso é piada e/ou desespero.

Djokovic é o número 1 mais velho da história com 37 anos e 2 semanas.

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

No AO 2008 Federer estava com mononucleose.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Monodesculpose e chegou na semifinal do torneio? Tomou foi um senhor 3×0 de um jogador superior.

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Sim, mononucleose. Foi amplamente noticiado na época. Você sabe que sempre foi muito difícil para Djokovic vencer o Federer, geralmente os sets tinham muitos games ou iam para o tie-break.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Seminifinal do Australian Open 2020 contraria sua hipótese.

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Nesse aí Federer estava com 38 anos e o joelho totalmente baleado. Próxima!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Final de WB 2015: 3 a 1 para o goat.
Próxima!

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Sets muitíssimos disputados.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Foi divulgada um mês depois em Dubai. Não houve nada no AO.

Não, eu cansei de ver Djokovic vencer o Federer em sets diretos, 3×1 e sem necessidade de tiebreak. Foram três 3×0 na Austrália, um 3×0 em RG, um 3×1 em Wimbledon e um 3×1 no USO. Em melhor de 3, vários 2×0 que acho fácil no site da ATP. Roma 2015 e Cincy 2018 agora de cabeça.

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Paulo, se for ver os sets, game a game, tudo disputadíssimo. Federer, com físico saudável só foi dominado uma única vez em quadra por Gustavo Kuerten em RG 2004. Nem a final de RG foi domínio de Nadal porque ali Federer abriu mão da disputa e tomou a iniciativa dos pontos como se estivesse em quadra rápida, errando mais que acertando, resultando em placar elástico a favor de Nadal.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás
Responder para  Ronildo

Final de RG 2008 entre Nadal e Federer

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Oscar

12 slam depois dos 30 para o sérvio e vc vem com essa invencionice? Arruma outra desculpa pro choro pq essa fica na sua imaginação

Claudio
Claudio
1 mês atrás

Respeito? Para quem fez o que fez durante a pandemia?

Souza Oliveira
Souza Oliveira
1 mês atrás

Esses djokovets são engraçados kkkk
Por isso eles adoram o sérvio a humildade passa longe pra reconhecer os outros tenistas. Mais uma coisa vocês sabem bem o, sérvio jamais será e tá tudo certo…. Paz

Rodri
Rodri
1 mês atrás
Responder para  Souza Oliveira

O cara só agora reconhece que não teve humildade e vc quer falar isso do sérvio? Kkkkk

Souza Oliveira
Souza Oliveira
29 dias atrás
Responder para  Rodri

Falo e afirmo o sérvio jamais será, e tá tudo certo um ótimo jogador e e isso..,.Paz

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

“não dei a Novak o respeito que ele merecia devido às suas deficiências técnicas” rsrsrs bela alfinetada…

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Alfinetes viraram espetos, que o próprio suíço sentiu o gosto!

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Exatamente! Kkkkkkk

Carlos
Carlos
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Boa alfinetada mesmo…
Difícil é explicar como ficou atrás em tudo depois. Do H2h aos Slams, weeks n1, Masters, vitórias em Slams… E por aí vai, até pq a lista é grande!

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Até hoje o Federer deve olhar os voleios e smashs do sérvio e falar “cruz credo”.
Mas, no tênis moderno em que é possível ganhar em todas as superfícies jogando plantado no fundo, não faz grande diferença.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Os voleios do GOAT Djoko são nota 9. Na verdade, o suíço viu aqueles 23/27 net points won no USO 2023 e ficou completamente embasbacado com tamanha categoria. Tomou um diving volley em WB 2019 também, pro desespero do grande freguês.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

“não dei a Novak o respeito que ele merecia devido às suas deficiências técnicas”…..Deficiências técnicas? Quase caí da cadeira lendo isso!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Você não entendeu que é arrependimento de quem foi surrado pelo Djoko.

Edson
Edson
1 mês atrás

Podem falarem o que quiserem, mas no futuro quando nossos filhos e netos pesquisarem livros de records , la sempre vai estar em primeiro disparado djockovik como GOAT, os números não mentem, a mídia sim……..agora histórias de simpatia ou um tenista clássico , deixa pra frederer e pra finalizar em números, nadal fica em segundo, todos monstros, mas essa é a realidade……

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás
Responder para  Edson

O que eu vejo é que, já hoje, o sérvio morreu em vida. Só se fala do suíço, apesar do Djoko estar em plena atividade.
Até hoje as pessoas de fora do mundo do tênis me perguntam sobre o Federer e às vezes sobre o Nadal. Sobre o sérvio? Nenhuma palavra.

Joselito
Joselito
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

E o que você fala sobre a dupla? Que foram domesticados pelo GOAT?

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Joselito

Kkkkkk, na cara não, pra não estragar o velório!

Nei Costa
Nei Costa
1 mês atrás
Responder para  Gilvan

Federer se matando pra não sair da mídia e eu tenho que ler isso.kkkkkk

Oscar
Oscar
1 mês atrás
Responder para  Edson

Quem viveu sabe que o Federer é melhor. Que o Senna é melhor que Schumacher. Que Pelé é melhor que Messi ou Klose.

Luis Ricardo
Luis Ricardo
1 mês atrás

“nunca” respeitou….. alias , nunca respeitou ninguem , é mais falso ( sempre foi) que nota de R$ 3

Luis Ricardo
Luis Ricardo
1 mês atrás

esse cara , nunca respeitou “ninguem! e agora vem querer dar uma de bonzinho…..pra mim È e sempre foi , mais falso que nota de R$ 3,00

Balbino Neto
Balbino Neto
28 dias atrás

Gênios são indecifráveis.

Roger Porciuncula
Roger Porciuncula
27 dias atrás

Para se ter a noção do domínio do sérvio a partir de 2011 (quando atingiu o número 1 do mundo), aqui vão os números dos Grand Slam vencidos pelo Big3: Federer 4, Nadal 13 e Djokovic 23.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE