PLACAR

Federer chora seis vezes ao ver a exibição de seu documentário

Londres (Inglaterra) – O emotivo Roger Federer não tem vergonha de revelar que chorou seis vezes vendo o documentário “Federer: Final Twelve Days” na exibição feita no Tribeca Film Festival nesta segunda-feira. Federer, 42 anos, esclareceu ao Page Six que derramou lágrimas de alegria porque se sente “feliz, gratificado, agradecido”.

“Que ótima noite para comemorar a estreia de “Doze Últimos Dias.” Estou ansioso para compartilhar este filme emocionante com o mundo. Obrigado @primevideo por dar vida a isso”, escreveu Federer em suas redes sociais ao postar fotos do evento.

O filme acompanha os 12 dias entre o anúncio da aposentadoria do atleta em 2022 e sua última participação profissional, uma partida de duplas com Rafael Nadal na Laver Cup de 2022.

“Ver todos os meus concorrentes, rivais e amigos falando sobre mim é sempre um duro golpe”, disse-nos Federer. Ele acrescentou que ver seus filhos “passando pelo processo” também o emocionou.

O oito vezes campeão de Wimbledon, que liderou o ranking mundial de simples por 301 semanas, compartilhou que originalmente fez o filme para os quatro filhos que teve com sua esposa Mirka e nunca pretendeu que fosse visto pelo público. No entanto, ele lentamente teve a ideia de lançá-lo.

“Acho que tive que fazer um exame de consciência sozinho. ‘Isso é algo que eu quero divulgar ou não?’ por exemplo”, explicou ele. “Número dois, achei que a filmagem era boa demais para ser guardada em um cofre.”

Federer acrescentou que não estava pronto para “falar sobre sua vida inteira”, mas a ideia de um “instantâneo” mostrando a emoção por trás de sua decisão de abandonar o esporte “realmente ressoou” nele.

16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Andre Borges
Andre Borges
1 mês atrás

Ixi alguém vai jogar um jogo exibição amanhã mesmo, de maca, engessado e se não aparecerem 1.000 jornalistas pra cobrir vai reclamar que não eh reconhecido nem amado como o grande campeão que é.

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás
Responder para  Andre Borges

“Ninguém gosta de mim!”
“Eu sou um coitado!”
“Mas eu provei pra todos que sou o melhor mior do mundo!”

Palavras de um eterno frustrado.

Nei Costa
Nei Costa
1 mês atrás
Responder para  Andre Borges

O dia se celebrar o ídolos de vocês, ficam com a mente em Djokovic. Parecem que nem gostam de Federer, apenas o usam para odiar Djokovic.

Gilvan
Gilvan
1 mês atrás
Responder para  Nei Costa

Quem falou em Djokovic?

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Nei Costa

Por aqui aproveitas pra mentir a vontade. Ele sabe que jogou tanto naquela FINAL que no encontro seguinte, atropelou o Sérvio em Sets diretos no FINALS 2019 dando o N 1 pra Nadal que já tinha caído no Torneio. Sempre desconfiei que o nobre Piloto era frequentador assíduo do extinto Fake TênisBrasil kkkkkk

Wesley
Wesley
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Federer com 38 anos jogou num nível absurdo, e mesmo sendo 6 anos mais velho ele amassou nesse jogo do ATP Finals.
Se não fosse a lesão ele estaria jogando em alto nível com 40 anos, só não digo que venceria mais Slams por causa da diferença de idade.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Sérgio ainda vejo os fãs como você se degladiando, cara acho uma bobagem isso pois devemos é reconhecer o bem que o famoso big 3 fez para o tênis com disputas memoráveis, veja eu admirava e admiro demais o maestro Federer,mas não quer dizer que não respeito Nadal e Djokovic ao contrário são merecedores do carinho do público e também fizeram valer as posições que conquistaram, logo o fim da era está acabando e ficar brigando é uma bobagem porque daqui a pouco os 2 vão parar e você sentirá falta deles ou melhor o tênis sentirá falta. Pense nisso.

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
1 mês atrás

Esse é fera em tudo que faz. Gênio dentro e fora das quadras.

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás

Simplesmente o melhor da história!

Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

Só não chorou mais do que na final do AO 2009 ou no vestiário após o delicioso 40-15 de 2019. Suas pobres viúvas também choram diariamente vendo os números do GOATaço Djoko.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Paulo Almeida

Tua resposta está mais acima nobre Piloto da ” Turbinada ” kkkkkk. Abs!

Luis Ricardo
Luis Ricardo
1 mês atrás

tadinho , chorou 6 veces , coitado uma pergunta ….chorou mais que no 40 x 15 ou menos ,,,, apenas curiosidade ,tá !

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Luis Ricardo

Não importa cara, ele foi um gênio e merece respeito assim como todo big 3 que são as lendas vivas deste esporte, que não haverá ninguém mais como eles porque todos foram imensamente vencedores e admiro todos porque sei da importância que foram ou seram para o tênis. Quando Djokovic e Nadal pararem o tênis sentirá falta.

JClaudio
JClaudio
1 mês atrás

Federer é o jogador mais importante que o tênis já viu.
Transformou o esporte, aumentou o interesse do público pelo tênis, fez o circuito aumentar a premiação, “mundializou” o esporte, o nível do jogo atingiu outro patamar (fazendo seus rivais buscarem a excelência, sem ela não poderia vencer o suíço).
Um esporte que guarda certa similaridade com o tênis é o golfe (um jogador, uma bola pequena, um instrumento para acertar a bolinha, milímetros entre o acerto e o erro), assim como Federer, Tiger Woods transformou o esporte. Tiger não tem os principais recordes do golfe (Nicklaus tem), mas e daí???
Qualquer admirador do golfe sabe que Tiger Woods é o jogador mais importante da história do golfe, depois do fenômeno Tiger, o golfe é um dos esportes mais valorizados do mundo.
Todos que trabalham ou admiram o tênis sabem disso, Federer é o cara, sempre será.

Última edição 1 mês atrás by JClaudio
Luis Ricardo
Luis Ricardo
1 mês atrás
Responder para  JClaudio

Golfe , não é esporte embora seja assim considerado , mas qual esporte o cara pratica com zapato de cromo alemão ( ou similar ), tem um serviçal pra carregar seus tacos , pra o coitado não se cansar suponho , e ainda por cima se a bola cair muito longe tem um “taxista” pra levar o cara pra perto ,pra não se “desgastar”…..ahhhhhh ao inferno com esse joginho de ricaço semvergonha….

helio
helio
1 mês atrás

Todas as homenagens ao grande campeão Federar são merecidas e muito pouco pelo que ele fez pelo tenis com sua maestria e toque de elegancia no modo de conduzir a raquete com leveza fazendo o dificil parecer simples.
Ele será sempre lembrado como um dos maiores tenistas de todos os tempos,

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE