PLACAR

Djokovic precisa de uma vitória para retomar nº 1

Foto: Brad Penner/USTA

Nova York (EUA) – Embora o sérvio Novak Djokovic apareça 20 pontos atrás do espanhol Carlos Alcaraz no ranking desta segunda-feira, como o atual número 1 do mundo defende o título do US Open, enquanto o tenista de Belgrado não tem nada a defender, uma vez que não disputou o torneio no ano passado, basta a ‘Nole’ vencer uma partida em Nova York para garantir a volta à liderança da ATP.

Recordista de semanas na liderança, com 389 até o momento, Djokovic tem tudo para alcançar 390, mas para atingir as 400 ainda neste ano vai precisar terminar a temporada como número 1 do mundo, o que já não é tarefa tão fácil. Isso porque depois do US Open, ele defende 2.850 pontos(campeão do ATP FInals, de Tel Aviv e Astana e vice no Masters 1000 de Paris) , enquanto Alcaraz defende só 360.

Atual terceiro colocado na ATP, o russo Daniil Medvedev está distante dos dois tanto no ranking como na corrida da temporada, mas se for campeão em Flushing Meadows, onde conquistou seu único Grand Slam até então, irá diminuir a diferença e pode entrar na briga nesta reta final de ano.

Medvedev inclusive ameaça a segunda colocação de Alcaraz no US Open, mas para que isso aconteça ele tem que ser campeão e contar que o espanhol não chegue nas quartas de final.

Outro que pode se dar mal depois do último Grand Slam do ano é o norueguês Casper Ruud, que defende o vice-campeonato e não foi bem na preparação para o torneio. Atual número 5 do mundo, ele pode até sair do top 10, mas para isso precisa de combinação de resultados com resultado ruim seu em Nova York e grandes campanhas do alemão Alexander Zverev e do australiano Alex de Minaur.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE