PLACAR

Djokovic: “Não vim só para jogar, quero lutar pelo título”

Foto: Chloe Knott/AELTC

Londres (Inglaterra) – As dúvidas sobre a participação do sérvio Novak Djokovic na chave de Wimbledon deste ano foram encerradas na sexta-feira , quando o ex-número 1 do mundo entrou no sorteio da chave. Depois de uma intervenção cirúrgica no joelho logo após a desistência em Roland Garros, o tenista de Belgrado chega ao All England Club confiante de que possa conquistar o título.

“Cheguei aqui no domingo e tive uma semana de treino muito boa. As sessões foram muito intensas, treinando com (Jannik) Sinner, (Frances) Tiafoe, (Daniil) Medvedev e hoje também com (Holger) Rune. O joelho respondeu muito bem a tudo isso até agora, o que é um bom sinal para a minha participação em Wimbledon”, afirmou o sérvio em entrevista coletiva no sábado.

“Por isso decidi permanecer no sorteio. Ainda tenho alguns dias de preparação, jogo apenas na terça-feira. Estou confiante na saúde do meu joelho, meu estado físico geral é muito bom”, acrescentou o cabeça de chave número 2, que vai abrir campanha no torneio contra o tcheco Vit Kopriva, atual 123 do mundo e vindo do qualificatório.

Djokovic contou que a decisão por operar logo veio após consultas com outros tenistas e até atletas de outras modalidades. ““Quando aquilo aconteceu na quarta rodada de Roland Garros, tomei uma decisão muito rápida de fazer a cirurgia. Tive muitas dúvidas se chegaria a Wimbledon, mas Taylor Fritz me contou que fez o mesmo e jogou 21 dias depois”, revelou o sérvio.

“O mesmo disseram (Stan) Wawrinka e Lindsey Vonn (esquiadora norte-americana). Todos eles compartilharam suas experiências e isso me deu fé e otimismo. Se a reabilitação for bem feita e corretamente e se o joelho responder bem, haveria muitas possibilidades de jogar em Wimbledon”, comentou o vice-líder do ranking

Perguntado sobre o fato de ter acelerado seu retorno, Novak falou com tranquilidade. “É uma boa pergunta, minha esposa também me fez. Tenho 37 anos, talvez você queira correr menos riscos e se preparar para os Jogos Olímpicos, mas tenho a sensação de não perder um Grand Slam enquanto puder jogar. Principalmente porque é Wimbledon, o torneio que sempre foi um sonho para mim”, falou o sérvio.

“A simples ideia de perder Wimbledon não era certa, eu não queria lidar com isso. Estou passando por essa lesão no joelho pela primeira vez na vida, queria ver o quão rápido poderia me recuperar e estar dentro. Não vim aqui para jogar algumas rodadas, quero lutar pelo título. Os últimos três dias me deixaram otimista de que posso realmente competir ao mais alto nível”, explicou Djokovic.

“Talvez não seja o ideal para médicos e especialistas, que aconselham descansar três a seis semanas, quanto mais tempo melhor para não arriscar, mas é uma coisa individual, a reabilitação, os exercícios Não tive nenhuma recaída, minha intensidade está muito alta agora, o joelho está bem, não houve nenhuma reação negativa”, finalizou.

50 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Silva
João Silva
18 dias atrás

E tem gente aqui que AFIRMOU que ele só se inscreveu porque queria atrapalhar o sorteio das chaves…

João Sawao ando
João Sawao ando
17 dias atrás
Responder para  João Silva

Então ele nem precisa jogar o torneio e só pegar o troféu…

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
16 dias atrás
Responder para  João Sawao ando

Onde está escrito acima que ele será campeão sem jogar?

Robson
Robson
17 dias atrás
Responder para  João Silva

Federetes só falam borracha.

Suze
Suze
17 dias atrás
Responder para  Robson

Claro! Corretos e perfeitos são sempre os torcedores do Djoko.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
16 dias atrás
Responder para  Suze

Por que vocês não falam de tênis?

Verônica
Verônica
17 dias atrás
Responder para  João Silva

Ninguém afirmou nada, apenas emitiram uma OPINIÃO (bastante plausível, por sinal), baseada na situação atual do circuito e no comportamento do sérvio.
Você tem um problema sério de interpretação de texto…
A propósito, vai me processar também? rsrs

João Silva
João Silva
17 dias atrás
Responder para  Verônica

Um bom Wimbledon para nós Verônica. Vamos apreciar o esporte, o resto é bobagem.

Flávio
Flávio
16 dias atrás
Responder para  João Silva

Exatamente João, Rg já foi bom e acho que Wimbledon tem tudo para ser também porque tem Alcaraz, Zverev, Sinner, Djokovic e outros.

Paulo Vinícius da Silva Reis
Paulo Vinícius da Silva Reis
17 dias atrás
Responder para  Verônica

Opinião bem errada então e mau intencionada. Djokovic é uma das pessoas mais generosas do circuito.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
16 dias atrás
Responder para  Verônica

Plausível?
Dizer que se inscreveu somente para bagunçar a chave?
Convenhamos né?

Flávio
Flávio
16 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Ele sabe que Winbledon é o maior torneio de todos, quem não ganha a grama sagrada é como se tivesse um vazio por dentro, exemplo ganhar 3 Winbledon tem valor simbólico acima do que 3 RG, não que RG não seja importante só que Winbledon é lendário e especial, até a Bia quer ganhar Winbledon porque ela sabe a importância deste

Gusmão
Gusmão
17 dias atrás
Responder para  João Silva

Espero está errado, mas penso que o Djoko está arriscando demais. Caso venha a lesionar o joelho novamente isso signifique fim de linha para o sérvio, por outro lado, como ele mesmo disse, já está com 37 anos, conquistou praticamente tudo, então o que tiver que ser será. Sou fã incondicional do Djokovic, mas esse fato não turva o meu respeito pelo Nadal e pelo Federer. É triste perceber que até mesmo as “lendas” sucumbem ao cronômetro implacável do tempo.

Davi Silva
Davi Silva
17 dias atrás
Responder para  João Silva

Nole está certíssimo, vale muito mais a pena ganhar mais um Slam ou dois, do que ganhar uma olimpíada, os jogos olímpicos é um torneio totalmente a parte do circuito, é só verificar os resultados, dos grandes somente Nadal e Agassi têm o ouro olímpico.

Jonas
Jonas
18 dias atrás

Djoko não encerra a carreira com menos de 26 Grand Slams.

Flávio
Flávio
18 dias atrás
Responder para  Jonas

Pode até ser Jonas, mas já é suficiente pois ninguém vai quebrar este recorde dele, seja tênis masculino ou feminino. Agora não sei se é o correto ele jogar Wimbledon, mas ele sabe que este slam é o mais importante de todos e pode ser o último da sua carreira, logo é uma decisão difícil para ele.

Jonas
Jonas
18 dias atrás
Responder para  Flávio

Eu acho que ele tá certo, Slam vale mais que Olimpíada e Djoko é mais difícil de bater em melhor de 5.

SANDRO
SANDRO
17 dias atrás
Responder para  Jonas

Concordo contigo JONAS um GRAND SLAM sempre foi muito mais importante do que Olimpíada…

Marcelo Reis
Marcelo Reis
17 dias atrás
Responder para  Jonas

As olimpíadas não valem nada em termos de pontos para a ATP, até porque não ocorre anualmente.

Porém, em “todos” os esportes os atletas consideram um feito dos sonhos conquistar uma medalha olímpica. O BIG 4 já conseguiu as suas, sejam em simples ou duplas.

Para este ano, entretanto, Novak já deixou muito claro em suas entrevistas que sua meta é o ouro olímpico, mesmo que não fature algum GS. Seria a cereja do bolo para a carreira dele. Não será demérito não conquistá-la uma vez que já possui os principais recordes, obviamente.

Só que essa ideia de que o GS vale mais que o ouro olímpico é relativa. Em ano olímpico “ninguém” pensa assim. Estão todos loucos por uma medalhinha, como sempre ocorreu nas edições passadas.

Jonas
Jonas
17 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

Fala, Marcelo!

Eu não disse que não valem nada, a meu ver as olimpíadas têm peso igual ou muito próximo ao de um ATP Finals.

Para o Djokovic, que não tem ouro em simples e é um nacionalista obviamente têm um peso ainda maior, porém sabemos o quanto o sérvio gosta de jogar em Wimbledon, onde tem 7 títulos. Ele já tem 37 anos e se está “recuperado”, por que não jogar?

Entre Wimbledon e Olimpíadas, dois títulos gigantes, o sérvio fica com a primeira opção.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
16 dias atrás
Responder para  Jonas

Olha, eu não vi Novak dizendo que ele preferiria WB às Olimpíadas. Onde tu leu sobre isto? Creio que justo neste ano seria o contrário, sério. Se eu tivesse que chutar e ele tivesse que escolher entre um dos dois, eu diria que ele ficaria com o ouro este ano. Mas podendo tentar os dois, melhor ainda.

Última edição 16 dias atrás by Marcelo Reis
Jonas
Jonas
16 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

Marcelo, Djoko teve uma lesão séria recentemente e acelerou o processo justamente pra jogar Wimbledon. Então acho que ele nem precisou dizer muito.

Claro que ele quer muito conquistar os dois, mas com a idade que tem e ainda com nível técnico pra vencer Slam ele precisa jogar Wimbledon. Depois, claro, vai correr contra o tempo pra ir bem nas olimpíadas.

Marcelo Reis
Marcelo Reis
16 dias atrás
Responder para  Jonas

Olá!

Meu comentário foi à respeito da sua frase:

“Entre Wimbledon e Olimpíadas, dois títulos gigantes, o sérvio fica com a primeira opção.”

Não vi/li nada a respeito de ele preferir WB. O fato de ele jogar WB não indica preferência de um em detrimento de outro, necessariamente, até porque um ocorre antes do outro mesmo. Na verdade, todas as entrevistas que li em sites em inglês dizem justamente o contrário, que a meta do ano são as olimpíadas, não WB. Então, ele não ficaria com a “primeira opção”, como tu disses, seria com a “segunda opção”.

Mas, naturalmente, o que você diz faz sentido. Ele vai tentar tudo. Vamos ver como se sairá.

Flávio
Flávio
17 dias atrás
Responder para  Jonas

É, mas Olimpíadas é uma vez a cada 4 anos e ele sabe também que está é a última chance de tentar algo nas olimpíadas, portanto é uma decisão difícil mesmo de escolher qual torneio disputar mesmo sendo Wimbledon sendo o mais importante de todos Slam

Julio Marinho
Julio Marinho
17 dias atrás
Responder para  Flávio

O que um homem/mulher faz, outro faz. Pode ser com Alcaraz ou uma geração próxima, pode demorar 50 anos, mas os recordes sempre podem ser batidos.

Flávio
Flávio
17 dias atrás
Responder para  Julio Marinho

Vai não cara, pois ganhar 24 slam hoje é quase impossível, então a chance de alguém atingir isso hoje é apenas 5%, também Djokovic tem recorde de 40 master que é surreal e ninguém vai ganhar 40 master, então é plausível alguém empatar com ele nos 6 ATP final, mesmo assim é difícil, do que igualar os 40 master ou 24 slam.

Luciano
Luciano
18 dias atrás
Responder para  Jonas

Concordo! Me arrisco a dizer até que chegue ou beire 28 Majors.

DANILO AFONSO
DANILO AFONSO
17 dias atrás
Responder para  Luciano

4 Slams ? Queria ter esse otimismo. Além da perda natural da capacidade física do sérvio, não podemos ignorar a evolução contínua do Sinner e Alcaraz. Se ganhar mais um Slam já seria incrível.

Paulo Mala
Paulo Mala
17 dias atrás
Responder para  Jonas

Discordo. Não leva mais slams… hoje Sinner e Alcatraz estão muito acima dele. Talvez vença algum slam com uma combinação de chave que não pegue eles.

Sebastião Marinho
Sebastião Marinho
17 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Ano passado ganhou 3 slam e foi vice em outro. Será que pouco tempo depois está tão ruim que não vai ganhar nenhum ?

melkizedeke
melkizedeke
17 dias atrás
Responder para  Sebastião Marinho

Acho que não ganhará nenhum a mais, claramente se observa o declínio ocorrido de um ano para outro. por isso sempre achei que ele iria priorizar WIMBLEDON, onde era claramente favorito sem contusões, mas, arriscou tudo em RG e pagará um preço.

CRAS
CRAS
17 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

O Federer conseguiu 4 slans contra o melhor do Nadal e do Djoko, pq o Djoko que é um monstro não conseguiria?

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
16 dias atrás
Responder para  CRAS

Djoko tava lesionado

Anderson Nascimento de Jesus
Anderson Nascimento de Jesus
18 dias atrás

Quem tudo quer, nada tem.

João Silva
João Silva
18 dias atrás

Obviamente não é este o caso, já que ele praticamente alcançou quase tudo que queria. Serve até como inspiração em nossas vidas. Tirando a insanidade das torcidas.

Thiago Pereira
Thiago Pereira
18 dias atrás

Se não fosse Wimbledon, acredito que ele iria focar somente nas olimpíadas e tiraria um tempo de recuperação maior. Mas,a grama sagrada é um torneio especial para todo tenista, além de ser o principal Slam do circuito (pelo menos na minha opinião). E,é claro que, se ele vai jogar, é porque sabe que tem condições de ganhar o torneio. Um competidor e grande campeão como o Djokovic, jamais iria jogar um GS somente por jogar. Não iria usar um GS como laboratório de testes,como fez um certo tenista suiço já aposentado,hehehe.

Souza Oliveira
Souza Oliveira
18 dias atrás

Nunca será e tá tudo certo.
Avanteee sérvio _ Paz

Paulo Almeida
Paulo Almeida
18 dias atrás

Está bastante confiante o GOATaço. Parece que realmente a cirurgia e a recuperação foram um sucesso. Vamos conferir a partir de terça.

Flavio
Flavio
18 dias atrás

ah esse 3º goat ….

Nei Costa
Nei Costa
18 dias atrás

Djokovic realmente ama jogar em Wimbledon, não por acaso algumas de suas mais épicas vitórias são na grama londrina. Os meninos que se cuidem, se derem mole Djoko leva esse torneio. Avante Noleeeeee!!!!!!!

José Airton
José Airton
17 dias atrás

Se fosse eu, ficaria reforçando a musculatura nos treinos, mas eu não sou o Djokovic. Espero que chegue bem à Olimpíada; Wimbledon é importante, mas não essencial.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
17 dias atrás
Responder para  José Airton

Qualquer Slam a mais é essencial e vale mais do que Olimpíada.

SANDRO
SANDRO
17 dias atrás
Responder para  José Airton

Como assim? Um Grand Slam sempre foi muito mais importante que Olimpíada…

Balbino Neto
Balbino Neto
17 dias atrás

Pelo jeito,a recuperação da cirurgia no joelho foi de fato um sucesso. Toda essa luta do Djokovic para superar essa fase cirúrgica, pode tê-lo alimentado com muita força para ir longe em Wimbledon e até vencer. Uma vitória do sérvio nesse cenário seria com V maiúsculo com direito a estátua em Wimbledon.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
17 dias atrás

não jogará, o objetivo era apenas jogar o Alcaraz pro lado do Sinner
anunciará desistência na véspera da estréia

JORGE
JORGE
17 dias atrás

Desculpe, Djoko não foi eliminado Roland Garros, ele desistiu devido o joelho.

Guilherme Augusto
Guilherme Augusto
17 dias atrás

Pra mim ele só tinha que parar quando ganhar 9 wimbledons e acabar com a FARSA suiça

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
16 dias atrás
Responder para  Guilherme Augusto

Ele já acabou, pois tem 4 slam, 12 masters 1000 e 1 atp finals de vantagem.

Flávio
Flávio
16 dias atrás
Responder para  Guilherme Augusto

Guilherme vc esta sendo injusto e insensato,pois o Federer, o maestro, não é farsa não amigo pois ele venceu 8 WINBLEDON, maior torneio do mundo, isso mostra o tamanho que ele foi porque jogava muito com muita qualidade técnica, aliás, todo BIG 3 merece respeito porque são lendas como foram Pete Sampras, Navratilova, Steffi Graffi, a meu ver foi a melhor tenista da história com seu genial backhand de uma mão e gold slam. Então até o nosso grande Guga, maior tenista do Brasil ao lado de Ester Bueno, sabe da importância de Winbledon tanto é que ele disse que por não ter ganho Winbledon foi um vazio na sua bonita carreira.

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
17 dias atrás

Boa sorte ao Djokovic. Na vida tudo é um risco. Se ele decidiu se arriscar, é porque se sente em condições pra fazer isso. Como ele disse, fez consultas a alguns atletas que passaram pela mesma situação, retornaram antes do recomendado pelos especialistas, e não tiveram problemas. Existem ainda alguns objetivos possíveis de serem alcançados que o Djokovic vai buscar, como o oitavo título de Wimbledon e 25º Grand Slam. Como ele disse alguns dias atrás, jogar sem dor no joelho é muito melhor e agora com menos pressão, não tem mais a liderança do ranking e o título do ano anterior pra defender. Falar que ele entrou no torneio pra bagunçar a chave é uma demonstração de desespero, de insanidade, muito comum aos adeptos da Teoria da Conspiração.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE