PLACAR

Djokovic não disputará o Masters 1000 de Miami

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Miami (EUA) – Eliminado de forma precoce na terceira rodada de Indian Wells, o sérvio Novak Djokovic decidiu não disputar o Masters 1000 de Miami, que acontece entre os dias 18 e 31 de março. De acordo com a imprensa europeia, o número 1 do mundo optou por descansar um pouco mais e se dedicar à preparação para a temporada de saibro na Europa.

Hexacampeão na Flórida, Nole não joga o torneio desde 2019, quando foi superado nas oitavas de final pelo espanhol Roberto Bautista Agut. Em 2020, o evento não ocorreu devido à pandemia, enquanto que nos dois anos seguintes o sérvio não pôde entrar nos Estados Unidos sem o passaporte vacinal da Covid-19. Seu último título em Miami aconteceu em 2016, depois de superar o japonês Kei Nishikori na decisão.

Já na atual temporada, o sérvio acumula oito vitórias em 11 jogos disputados, tendo levado a Sérvia até as quartas de final da United Cup e parado na semifinal do Australian Open antes de cair para o italiano Lucca Nardi na Califórnia. Com isso, esta é apenas a terceira vez desde 2007 que ele não conquista um único título antes da realização do torneio de Miami, repetindo o que aconteceu em 2018 e 2022.

Com seis conquistas, Djoko é o maior vencedor da história do torneio ao lado do norte-americano Andre Agassi. Os dois, inclusive, dividem o feito de serem os únicos a levantarem o troféu de Miami em três temporadas consecutivas, Agassi entre 2001 e 2003, e Nole entre 2014 e 2016. A única derrota do sérvio em finais aconteceu em 2009 para o britânico Andy Murray.

Wild aguarda novas desistências
Inicialmente cotado como o quinto alternate para a chave principal de Miami, o paranaense Thiago Wild está agora a três desistências de entrar direto na competição. Isso porque, além de Novak Djokovic, o suíço Stan Wawrinka também decidiu pular o evento e ir direto para a temporada de saibro europeia. À frente do brasileiro ainda estão o sul-coreano Soonwoo Kwon e o francês Hugo Gaston.

29 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Isso aí, Nole! Descanse bastante, curta os filhos! Não adianta disputar torneios sem o brilho no olhar!

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

Descansar mais?
Ele já não jogava desse a Austrália e fez um joguinho só
É meus caros, o fim chegou! Nadal se aposenta em Roland Garros e o Djokovic no fim do ano

Vitor
Vitor
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Nadal não consegue nem amarrar o cadarço sem sentir alguma coisa… Nadal já tá aposentado e você não sabe.

Ana
Ana
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Djokovic ainda joga em nível alto uns dois anos acho. E faz bem em se preparar para o saibro. Nadal Deveria Ter pulado esses dois torneios desde o início tbm. Não vejo sentido dois masters 1000 em quadra dura seguidos nos EUA tão perto da temporada de saibro… Por que não antes do Us open?

Flavio
Flavio
1 mês atrás

Ah esse 3° goat

Thiago Pereira
Thiago Pereira
1 mês atrás

Estranho, pois ele está precisando de mais ritmo e confiança no seu jogo, então o ideal seria jogar. Faz sentido focar na temporada de saibro, já que o próximo Slam será nele,só que é um jogo muito mais físico, em que ele costuma demorar a engatar. Acredito que ele não esteja bem mentalmente,por isso a desistência. Tomara que utilize esse tempo para voltar a treinar mais,pois pelos tipos de erros que vem cometendo em quadra esse ano, me fez crer que ele pouco tem treinado. Não tem sido um começo de ano legal para o sérvio. Espero que volte ao normal na temporada de saibro.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Thiago Pereira

Djokovic surpreendeu todo mundo chegando muito cedo a i.Wells, e junto com Nadal que faria exibição com Alcaraz. Tudo isso exatamente pra treinar mais. A derrota pra SINNER mexeu com sua cabeça, ainda mais como foi . Agora dificilmente pulará Monte Carlo quintal de sua casa. Abs!

Geraldo Cristóvão
Geraldo Cristóvão
1 mês atrás

Já falei nos Posts anteriores

Que motivação tem um atleta de final de carreira, que já bateu todos os recordes possíveis e inimagináveis, tem para continuar competindo em alta performance?

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Geraldo Cristóvão

Essa narrativa de que ganhar desmotiva não cola. Todo mundo sabe que é perder que desmotiva. É exatamente isso o que está acontecendo com o Djoko, além de ver o Sinner está jogando mais do que ele já foi capaz em toda sua carreira. O Sinner está acabando com a motivação do Djokovic. Para que treinar, se vai apanhar do mesmo jeito? É simples assim.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
1 mês atrás
Responder para  Marcos Ribeiro

Que exagero. O ano mal começou e Sinner não enfrentou Djoko 2011, 2015, 2021 e 2023

Lee
Lee
1 mês atrás
Responder para  Marcos Ribeiro

Quando o Sinner ganhar mais 23 slams e chegar a 400 semanas como número 1 volte a comentar novamente. Queria ver o Sinner jogando a uns 10 anos atrás com Nadal Federer e Djokovic no auge. Hoje com Nadal já quase aposentado e Djokovic também se encaminhando para o fim de sua carreira fica fácil por que os tenistas agora da nova geração não chegam nem perto do Big 3. A superioridade do Big 3 é tão grande que o Guga que tem 3 Slams está na lista dos maiores vencedores de Slams e o máximo de Slams que conseguiram ganhar com o Big 3 jogando foi 3 do Murray e 3 do wawrinka. Agora vir falar que o Sinner está jogando mais que o Djokovic no auge de sua carreira é muito exagero.

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Lee

Tem gente que avalia o tênis só olhando as estatísticas, não vê nada dos jogos, nem da atuação dos jogadores e nem as limitações óbvias das estatísticas. Mas, é claro, acha que entende o jogo.

Outros não estão nem aí para a realidade, só querem defender o seu ídolo, que nem sabe que eles existem. E não toleram o surgimento de jogadores melhores do que os seus ídolos. Eu acho isso bem estranho, embora comum nos esportes.

Eu olho o tênis como ele é, gosto de alguns jogadores(as), não gosto de outras(os) e não sou adorador de nenhum tenista. Acho que sou minoria, mas tudo bem, em se tratando de preferências esportivas. Afinal, isso não muda nada a nossa vida. rss

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  Marcos Ribeiro

Muito bem colocado, comentário sensato.

Matheus
Matheus
1 mês atrás
Responder para  Marcos Ribeiro

Queria deixar bem claro que nem sou fã do Djokovic, para mim o melhor sempre foi o Federer por vários motivos. MAS DA ONDE VOCÊ TIROU QUE O SINNER ESTA JOGANDO MAIS QUE O AUGE DO DJOKOVIC? ESSA AFIRMAÇÃO BEIRA A LOUCURA.

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
1 mês atrás

Acho q quando perder o posto de número 1,não conseguiram recuperar novamente

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás

É o fim chegando. Inexorável

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás

Fim de carreira

melkizedeke
melkizedeke
1 mês atrás

Quem tem, tem medo, seria mais uma campanha precoce, se prepara para Roland Garros e Olimpíadas, mas, chance mesmo só em Wimbledon. Que venha a aposentadoria.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Os fãs do Federer e do Nadal estão loucos para que o Djokovic se aposente e assim não possa aumentar a vantagem nas estatísticas para os seus ídolos. No ano passado o Djokovic declarou que ficava incomodado de ficar longos períodos longe dos seus filhos. Agora, como ele já conquistou a maioria dos recordes mais importantes, o grande desafio é buscar motivação para treinar e se manter no alto nível, desafio esse que aumenta conforme ele vai ficando mais velho. Um outro lado que a situação do Djkovic está mostrando é que não existe meio termo. Para se manter no alto nível tem que haver uma grande dedicação e foco na preparação e também disputar jogos para não cair de produção e perder a motivação. Por isso, acredito que o sérvio terá que tomar uma decisão importante com relação aos treinamentos e jogos pra conseguir se manter competitivo no circuito.

Vinicius
Vinicius
1 mês atrás

Já era esperado que ele não jogaria em miami. Se ele quiser continuar jogando em alto nível, terá que jogar menos torneios para preservar a parte física

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás
Responder para  Vinicius

Vinicius, ele aparenta estar bem fisicamente! Parece que tá desmotivado mesmo

Ma Long
Ma Long
1 mês atrás

A saúde de Djokovic tem me preocupado. Desde aquele incidente na Copa Davis o sérvio não parece o mesmo. O que seria essa doença misteriosa?

Marcos Ribeiro
Marcos Ribeiro
1 mês atrás
Responder para  Ma Long

É Sinnerzite !

Fã de Tenis
Fã de Tenis
1 mês atrás

Vai fazer um retiro….me retiro para não apanhar de novo..kkkkk. algum monge vai ajudar ele a focar novamente…rsrs

Vitor
Vitor
1 mês atrás

O cara não liga mais pra esses torneios, mesmo sendo 1000.
Pra ele o que vale agora é Grande Slam.
Faz mais do que certo. Tem praticamente TODOS os recordes relevantes. A sua disputa agora é contra os seus próprios recordes.
Nadal e Federer já ficaram pra trás há tempos.
Vou printar os comentários aqui para durante o ano eu expôr quando ele conquistas mais um ou dois slams hahahahah

Felipe
Felipe
1 mês atrás

Xau, querido!
O antipático altamente forçado logo logo se aposenta.

João
João
1 mês atrás

Consigo vislumbrar ele voltando só no saibro, caindo na segunda rodada de Monte Carlo, nas semi em Madrid e passando o rodo em Roma, Roland Garros e Olimpíadas.

Souza Oliveira
Souza Oliveira
1 mês atrás

Avanteee noolee grande jogador….. Nunca será e tá tudo certo…..Paz

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Olha esses comentários, os fãs do Djokovic arrumando cada desculpa kkkkkkkkkkkkkkkkkk vergonhoso.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE