PLACAR

Djokovic: “Lorenzo me deixou muito desconfortável em quadra”

Foto: FFT

Paris (França) – Para garantir o seu lugar nas oitavas de final em Roland Garros, o sérvio Novak Djokovic teve que superar uma batalha de cinco sets e 4h30 de duração contra o italiano Lorenzo Musetti, saindo de quadra depois das 3h da madrugada. Após a mais longa partida de toda a programação de sábado, o número 1 do mundo analisou o duelo e enalteceu o desempenho de seu rival.

“Eu estive em sérios apuros, Lorenzo me deixou muito desconfortável em quadra, mostrou um nível de jogo impressionante. Houve momentos em que eu não sabia o que poderia fazer porque ele era capaz de acertar bolas vencedoras de todos os cantos da quadra”, comentou Djokovic, que destacou a participação decisiva da torcida, que o empurrou rumo a vitória.

“Saquei bem e defendi todas as bolas que podia. Realmente, foram os torcedores que me deram a energia necessária para voltar. Quando começaram a gritar meu nome, me tornei um tenista diferente”, afirmou o sérvio, que anotou parciais de 7/5, 6/7 (6-8), 2/6, 6/3 e 6/0 em partida que teve duas viradas e terminou com Djokovic em grande estilo, anotando um “pneu” no quinto set.

Depois de passar por tantos apuros, o líder do ranking conseguiu no final do jogo se encontrar em quadra. “O que senti no quinto set foi incrível, foi como se estivesse surfando em uma onda grande. Consegui dominar a partida e não parei até o final. Sei que será difícil para Lorenzo aceitar esta derrota, mas ele pode sair muito orgulhoso pelo nível de tênis que demonstrou”, observou Djokovic.

Jogo levou Djokovic ao limite físico

Aos 37 anos, o experiente sérvio sabe que a partida terá consequências no lado físico. “Quando se tem ralis tão exigentes, acima das 20 tacadas, e depois das 2h da manhã é inevitável sentir-se assim. Quem costuma competir a esta hora? Lorenzo estava fazendo o jogo da sua vida e não me deu a mínima chance”, destacou o número 1 do mundo

“Estava extremamente úmido e muito frio, as condições eram muito lentas e parecia quase impossível movimentar a bola. Você não conseguia pontos tranquilos com o saque, então tinha que lutar por cada bola da linha de base. Eu me esforcei bastante fisicamente e cheguei ao limite esta noite”, contou o tricampeão de Roland Garros.

Reclamações sobre o horário para depois

Sem esconder o descontentamento com o horário da partida, Djokovic preferiu não se aprofundar no assunto para enaltecer o jogo em si. “Tenho minhas opiniões, mas não quero entrar nisso depois de uma partida em que o show oferecido pelos dois tenistas foi tão marcante”, disse o tenista de Belgrado.

“Acho que as coisas poderiam ter sido feitas de forma diferente, mas há uma certa beleza em vencer uma partida neste momento, especialmente se for a última do torneio. Como não é, então terei que ativar todos os meus genes jovens para me recuperar o mais rápido possível”, ironizou Djokovic, que na próxima rodada enfrentará o argentino Francisco Cerúndolo.

Musetti acredita que quebra no quarto set mudou rumo do jogo

11 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
trackback

[…] Djokovic: “Lorenzo me deixou muito desconfortável em quadra” […]

Fernando Venezian
Fernando Venezian
21 dias atrás

Tem um certo comentarista que entende muito de tênis, mas por não gostar do Djokovic, fica secando, dizendo que o sérvio tá mal! Eu não vi o Nole jogando mal ontem em nenhum momento! Vi mais méritos do Musetti, que tava tendo resposta pra tudo que o sérvio tentava! Se Lorenzo não baixasse um pouco o nível, Nole estaria eliminado

Paulo Mala
Paulo Mala
21 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Temos de ser honestos: Musetti não anda num nível muito bom. E nem o Djokovic.
Talvez se fosse o Alcaraz, Zverev ou Sinner, o Djokovic não veria a cor da bola

Cacio Luiz Crozariolo
Cacio Luiz Crozariolo
21 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Acredito que não assistimos a mesma partida. Estava errático no dropshot, bolas curtas na rede onde ele tem uma eficiência tremenda estava erradando e deixando facil para o Musetti e pontos a destacar do a Musetti, soube explorar bem a deficiência do Djoko nos smahs e tirando ele da zona de conforto sempre que possível. O detalhe é que diferentemente de um Alcaraz, Rune, Sinner e Med. Djoko sabe que em algum momento eles vão sucumbir ao peso do adversário e é neste momento que ele faz a diferença.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
21 dias atrás
Responder para  Cacio Luiz Crozariolo

Cacio, se vc viu outro jogo, sem problemas! Cada um enxerga as coisas por uma perspectiva! Por isso são opiniões e não verdades absolutas! O que não pode é ser incoveniente e desrespeitoso com opiniões contrárias. De resto tá tranquilo

Charlie
Charlie
21 dias atrás

Com esse nível aí ele não aguenta o Alcaraz e nem o Sinner. Esses dois têm um ritmo de jogo bem mais consistente.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
21 dias atrás

Musetti chegava em todas as bolas, deu muitos lobs defensivos que obrigavam o Djoko a smashar toda hora. Foi muito exaustivo de fato.

Gisele Matias
Gisele Matias
21 dias atrás

Sinner levar Roland Carros e vira número um do mundo

Eder
Eder
21 dias atrás
Responder para  Gisele Matias

Se jogar como no 1° set de hoje com um mosca morta, vai levar fumo! Moutet é muito ruim e o Sinner travou!

Hilda Sanches
Hilda Sanches
21 dias atrás

Ridículo!!!!Tirando o Sinner,,nenhum italiano vai conseguir ganhar dele,todos são fracos!
No próximo jogo vai ser a mesma coisa,vai dar uma surra no Cerúndolo e vai falar que ficou exausto,que o Cerúndolo jogou muuuitoe o deixou sem ação!!!!!Kkkkkkkkkkkkk!!!!
Só pega adversário fraco e está ficando mentiroso depois de velho!

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
20 dias atrás
Responder para  Hilda Sanches

É, deve ser mesmo.
Mentiroso e para garantir sua mentira, deixou-se ir ao quinto set.
Eu jamais vi um jogo de cinco sets caracterizado como surra.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE