PLACAR

Djoko pela 1ª vez termina jogo de Slam sem break-point

Foto: ATP Tour

Melbourne (Austrália) – Um dos maiores devolvedores de toda a história do tênis, o sérvio Novak Djokovic não apenas sofreu uma inédita derrota no Australian Open nesta sexta-feira, perdendo pela primeira vez na semifinal do torneio, mas também pela primeira vez terminou um jogo inteiro de Grand Slam sem ter uma chance sequer de quebra.

Djokovic já havia deixado a quadra sem ter break-points a seu favor uma vez antes, em Wimbledon 2017, mas em uma partida que não teve nem dois sets completos. Nas quartas de final, ele perdeu o primeiro set para o tcheco Tomas Berdych no tiebreak, sofreu uma quebra no começo do segundo e logo em seguida abandonou, quando perdia por 7/6 (7-2) e 2/2, em apenas 63 minutos.

Neste Australian Open, o número 1 do mundo aparece em quarto entre os que mais venceram break-points, com 25 em seis partidas. Curiosamente, o primeiro da lista é justamente seu algoz na competição, o italiano Jannik Sinner, que tem 30 break-points vendidos nos mesmos seis jogos de Djokovic.

Os outros dois semifinalistas, que mais tarde duelam para ver quem pega Sinner na final, também estão bem colocados nesta lista. O russo Daniil Medvedev é o segundo, com 29 break-points vencidos em cinco jogos, enquanto o alemão Alexander Zverev é o sétimo, com 20 break-points também em cinco partidas.

A ausência de chances de quebra para Djokovic na semifinal desta sexta-feira se deu muito pelo grande jogo que Sinner fez com o saque, vencendo 75% dos pontos (83% com a primeira bola e 63% com a segunda). O italiano ainda anotou nove aces e cometeu somente uma dupla falta, que veio justamente no game em que estava sacando para fechar a partida.

Por sua vez, o sérvio não conseguiu mostrar o mesmo nível que teve no restante do torneio. Ele chegou para o duelo com aproveitamento de 79% com o primeiro saque (teve 67% no jogo) e 60% com o segundo serviço (46% na partida).

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
30 dias atrás

Ufa! Até que enfim Djoko perdeu no AusOpen. Para o tênis masculino isso é muito bom e estimulante.

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
30 dias atrás

“Um dos maiores devolvedores”… suponho

Cassio
Cassio
30 dias atrás

Eu tava esperando o Golden Slam, gente. E agora!?

Gilvan
Gilvan
30 dias atrás

Mais um recorde quebrado pelo sérvio. Ele não vai parar enquanto não atingir todas as marcas do tênis masculino.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
30 dias atrás
Responder para  Gilvan

Comprovadamente um ” goat ” inigualável. Recorde que jamais será superado assim como os 14 RG e as 237 Semanas CONSECUTIVAS no TOPO do Ranking kkkkkkkkk. Abs!

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
30 dias atrás

Rei morto , Rei posto. Passagem de bastão de gerações. Acho que o Djoko ainda ganha uns GS mas vai ser cada vez mais dificil, a nova geração está jogando muito.

Rbclima
Rbclima
30 dias atrás

Puuuts, Quem imaginaria esse atropelo?

Osvaldo
Osvaldo
30 dias atrás

triste fim de uma lenda

Vera
Vera
29 dias atrás

meu Deus!!! Federer tomou pneu de Hurcratz em Wembledon e nem por isso. Djoko ainda jogara muito. Foi uma derrota e tantas vitórias. Como é difícil aceitar o reinado do outro!!!!!. Nu

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE