PLACAR

Derrota de Alcaraz mantém Djokovic na liderança

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Melbourne (Austrália) – A eliminação de Carlos Alcaraz nas quartas de final do Australian Open vai garantir a permanência de Novak Djokovic na liderança do ranking, mesmo que o sérvio, decacampeão do torneio, não consiga defender o título em Melbourne. Os dois estavam em uma disputa direta pelo número 1, na qual quem fizesse a melhor campanha terminaria no topo. O sérvio já está na semi e enfrenta o italiano Jannik Sinner na próxima sexta-feira.

Recordista de tempo na liderança, Djokovic chegará a 410 semanas como número 1 do mundo. Com isso, ele já acumula 100 semanas a mais que Roger Federer no topo do ranking. E mais de 200 semanas a mais que Rafael Nadal, que tem 209 no total. O sérvio é também o recordista de temporadas terminadas na liderança, 8 contra 6 de Pete Sampras e 5 de Federer e Nadal.

A projeção oficial da ATP mostra que com a semifinal, Djokovic está ficando com 9.855 pontos. Ele pode chegar a 10.355 se for finalista ou manter os atuais 11.055 pontos, caso conquiste seu 11º título em Melbourne e o 25º Grand Slam de sua carreira profissional aos 36 anos.

Já Alcaraz, de 20 anos, ficará com 9.255 pontos. Como ele não disputou a edição passada, devido a uma lesão muscular na perna, está somando 400 pontos no ranking. O jovem espanhol já tem 36 semanas como número 1, sendo o 16º jogador com mais tempo no topo entre os 28 tenistas que já lideraram a lista.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Gusmão
Gusmão
1 mês atrás

Uma pergunta.
Djokovic tem quantos Aces ?
Já está próximo do Isner ?

Joselito
Joselito
1 mês atrás
Responder para  Gusmão

Nem metade… Isner fez mais de 14000 aces e Novak nem chegou aos 7000.
O mais perto do Big 3 é o Federer com 11 mil e alguma coisa. Está aí uma coisa que Federer fez muito melhor que Novak. Não fosse seu excelente saque, creio que haveria só big 2.
Federer, entre todos os jogadores e épocas, é nono na estatística de performance da ATP de serviço, onde Nadal e Djokovic estão em 21 e 24 respectivamente.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás
Responder para  Gusmão

Esse é um dos poucos rankings no qual o nome de Djokovic não irá figurar.

Nei Costa
Nei Costa
1 mês atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

Em compensação, é o melhor na devolução.

horacio nelson wendel
horacio nelson wendel
1 mês atrás

Faltou citar Medvedev. Se ele ganhar o torneio, será o segundo do mundo.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás
Responder para  horacio nelson wendel

Se campeão, Medvedev chegaria a 9.465. Ficaria 210 acima de Alcaraz.

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
1 mês atrás

Djokovic tem tudo para abrir frente na liderança, já que Alcaraz e Medvedev ganharam tudo no começo do ano passado. O Espanhol faturou Buenos Aires, Indian Wells, Madri, fez final no Rio e semi em Miami. O Russo faturou Roterdã, Doha, Dubai, Miami e Roma, além da final em Indian Wells.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE