PLACAR

Definidas as semifinais do Macena na Praia do Francês

Sophia Chow e Vitória Marchezini (Fotop)

Marechal Deodoro (AL) – Foram definidas, na noite desta sexta-feira, as semifinais do torneio profissional da terceira edição do Macena Open, torneio BT 400 realizado na Praia do Francês, em Marechal Deodoro (AL). O evento com premiação de US$ 35 mil tem recorde mundial de 1.702 atletas e é disputado por 13 países. Cada dupla campeã receberá 470 pontos no ranking da Federação Internacional de Tênis.

Na chave feminina, o confronto quase que todo brasileiro entre Sophia Chow, bicampeã do torneio em 2021, na primeira edição em Maceió (AL), e 2022 na segunda edição, e a jovem paranaense de 18 anos, Vitória Marchezini. Elas enfrentam a dupla campeã mundial e cabeça de chave 1 do torneio, da paranaense Rafaella Miiller e da venezuelana Patrícia Diaz, ambas no segundo lugar do ranking internacional. Este jogo abrirá a programação da quadra central, a partir das 10h, com transmissão do Sportv 2 e do canal PlayBT do Youtube.

Chow e Marchezini derrotaram nas quartas de final as brasileiras Isadora Simões e Raquel Iotte por 6/3 6/2. Esta foi a 28ª vitória nos últimos 29 jogos da dupla brasileira que soma cinco títulos nos últimos seis torneios disputados. “Aqui eu consegui meu primeiro título BT 400, uma lembrança inesquecível. Me traz ótimas energias, boas esperanças, com bandeira do Brasil nas costas, eu era a única brasileira em quadra, até me arrepia lembrar. A vitória nas quartas foi uma partida muito boa, ficamos algumas vezes atrás do placar nos games, mas confirmamos”, disse Chow: “Agora à noite foi diferente de jogar com vento lateral, mas mais gostoso de jogar. Vamos com tudo para essa semi”, completou Marchezini.

Miiller e Diaz superaram as italianas Greta Giusti e Veronica Casadei por 6/3 6/2. “Super orgulhosa do que a gente vem fazendo. Hoje, virei pra Rafa no meio do jogo e falei ‘nossa tô tensa pra caramba’, mas fomos pra cima e seguimos lutando”, disse Diaz.

São seis jogos entre as duas duplas com placar de 3 a 3. Chow e Marchezini venceram os dois últimos encontros diante de Diaz e Miiller na final de Viamão (RS), na semana passada, e na semi no Rio de Janeiro (RJ). A dupla campeã do mundo levou a melhor em Saarlouis, na Alemanha, em Gran Canaria, na Espanha, e em Brasília (DF). Marchezini e Chow ganharam também em Uberlândia (MG). “Jogo duríssimo, elas estão em uma fase super boa. Nossos jogos são sempre duros, parelhos. Vamos em busca da vitória. Semana passada foi aniversário da Vitória, agora chega de presente”, brincou Miiller.

A outra semifinal será totalmente italiana entre a número 1 do mundo e pentacampeã mundial, Giulia Gasparri e Sofia Cimatti, sétima colocada, que enfrentarão Nicole Nobile e a campeã do ano passado, Flaminia Daina. Cimatti e Gasparri marcaram 6/4 6/0 sobre a francesa Lola Barrau e a brasileira Lorena Melo. Nobile e Daina passaram pelas espanholas Eva Palos e Ariadna Graell por 6/1 6/2. O duelo também tem transmissão do Sportv 2, a partir das 11h30.

No masculino, a dupla número 1 do mundo formada pelo francês Nicolas Gianotti e o italiano Mattia Spoto foi surpreendida pelos venezuelanos Ramon Guedez e Carlos Vigon por 6/3, 3/6 e 10/8: “É a melhor dupla que tem atualmente. Sabíamos que seria um jogo difícil, mas estamos treinando para isso. Resultado é fruto do trabalho, não quero falar muito, só pensar na próxima partida”, disse com os pés no chão Guedez. “Para nós é muito importante este momento, vencer a melhor dupla do mundo, campeã semana passada em Viamão, estamos contentes com o que estamos fazendo e vamos pela semi e pelo título”, completou Vigon.

Os venezuelanos terão que lidar com a torcida brasileira na semifinal. Eles enfrentam, a partir das 13h, a dupla do italiano Michele Cappelletti e do catarinense André Baran que derrotou os brasileiros Hugo Russo e Leonardo Branco por 6/4, 4/6 e 10/8 em jogo com virada no super tie-break onde perdiam por 6 a 1 depois por 8 a 5. “É pra valorizar essa nossa vitória pois não ganhamos de qualquer dupla e sim de uma parceria muito entrosada e que vem jogando muito bem. Cappe botou uma energia surreal no final do jogo e me deu uma motivação, estamos nos entendendo mais em quadra, passamos por alguns buracos nesse jogo e no outro das oitavas. Feliz demais com essa vitória”, disse Baran.

A outra semifinal terá a dupla número 2 do mundo do espanhol Antomi Ramos e do russo Nikita Burmakin. Eles salvaram match-point para derrotar os brasileiros Diogo Carneiro e Mateus Buemo por 3/6, 6/3 e 11/9 na quadra central lotada com 2.500 pessoas. “Tivemos muita sorte de ganhar essa partida. Parabenizar nossos adversários que jogaram muito bem. Saque de Carneiro foi um grande problema hoje. Tivemos quatro match-points, jogo muito forte, com muita pressão. Vamos para o sábado, esperamos jogar melhor”, disse Nikita. “Sabíamos que seria um jogo difícil. Eles tinham ganhado do Mola e do Allan. Diogo sacou demais, Mateus teve performance incrível, devolveu pra caramba. No super tie-break qualquer coisa acontece, hoje ficamos felizes pois caiu no nosso lado. Saio com sensação positiva, mas vamos tentar melhorar”, completou Antomi. A parceria encara a dupla dos brasileiros Thales Santos e Daniel Schmitt que derrotou Álvaro Campanharo e Felipe Poffo por 6/4, 3/6 e 10/7.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE