PLACAR

Coric retorna aos ATP com vitória e ‘pneu’ em Montpellier

Foto: Open Sud de France

Montpellier (França) – Depois de ter atuado no challenger de Lovaina na semana passada e alcançado a final na Bélgica, Borna Coric mostrou boa adaptação às quadras duras e cobertas e estreou com vitória no ATP 250 de Montpellier. Ele superou nesta quinta-feira o espanhol Pedro Martinez, 99º do ranking, por 6/4 e 6/0.

Coric é o cabeça de chave 4 em Montpellier. Atual 37º do ranking, o croata ficou sem jogar desde o US Open até o início deste ano, por conta de lesão no cotovelo. Em 2024, também atuou na United Cup e caiu na estreia no Australian Open, optando por um challenger na semana passada para ganhar ritmo e confiança. Aos 27 anos, o ex-número 12 do mundo tem como principal meta para a temporada chegar ao top 10.

O adversário de Coric nas quartas de final em Montpellier será o italiano Flavio Cobolli, jovem de 21 anos e 76º do ranking, que venceu o francês Constant Lestienne por 6/4 e 6/1. Será o primeiro duelo entre eles em nível ATP. Mas em 2022, os tenistas se enfrentaram duas vezes por torneios challenger, com uma vitória para cada lado.

Quem também garantiu vaga nas quartas de final foi Alexander Shevchenko, que recentemente anunciou sua troca de nacionalidade e passou a defender o Cazaquistão no circuito. Cabeça 6 do torneio e 59º do ranking, Shevchenko venceu o francês Gregoire Barrere por 7/6 (7-3), 2/6 e 6/3. Seu próximo rival será o também cazaque Alexander Bublik, segundo cabeça de chave e 27º do mundo.

O complemento da rodada desta quinta-feira terá as estreias do dinamarquês Holger Rune e do canadense Félix Auger-Aliassime. Principal cabeça de chave do torneio, Rune enfrenta o espanhol Pablo Llamas Ruiz, algoz do tricampeão Richard Gasquet na rodada de estreia. Já Aliassime, cabeça 3 em Montpellier, joga contra o francês Arthur Cazaux.

Leia mais:

Shevchenko é mais um russo a jogar pelo Cazaquistão

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE