PLACAR

Blanch: “Sei que haverá muitas pessoas torcendo contra”

Foto: Mike Lawrence/ATP Tour

Madri (Espanha) – Adversário de estreia do espanhol Rafael Nadal no Masters 1000 de Madri, o jovem norte-americano Darwin Blanch, de apenas 16 anos, encarou a oportunidade de desafiar o 22 vezes campeão de Grand Slam com sensações divididas. Ao mesmo tempo que comemora a oportunidade, sabe que não será nada fácil.

“Eu sei que haverá muitas pessoas e elas estarão contra mim. Obviamente, Miami me ajudou um pouco, mas sempre gostei de jogar com uma multidão e sempre vou curtir isso.”, comentou o norte-americano de 1,90 cm de altura, que já rodou o mundo, já morou em quatro países diferentes e fala vários idiomas: inglês, espanhol, chinês e tailandês.

“Nasci em Boca Raton (na Flórida), mas quando tinha uma semana me mudei para a Tailândia por causa do trabalho do meu pai”, explicou Blanch. “Então treinei lá até os oito anos, com uma quadra de tênis no quintal. Eu treinava lá com meus irmãos”, falou Darwin, cujos irmãos Ulises Blanch e Dali Blanch, bem como sua irmã Krystal Blanch, todos se tornaram tenistas.

Depois ele se mudou para a Argentina, onde ficou por mais quatro anos. “Então fui para a USTA (em Orlando) e agora treino na academia do Ferrero, tem sido uma jornada maluca”, afirmou o norte-americano, que aproveitou a proximidade com a equipe de Carlos Alcaraz para treinar com o atual bicampeão de Madri em sua preparação.

“Treinei com ele algumas vezes na academia”, disse Alcaraz, que enfrentou Nadal pela primeira vez no seu aniversário de 18 anos em Madrid. “Eu sei que ele tem um bom tênis. Ele joga muito bem para sua idade. Eu disse a ele para aproveitar o momento, que vai ser muito útil para sua carreira. Foi muito importante para mim quando enfrentei Nadal em 2021 pela primeira vez”, comentou o espanhol.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

Eu não. Estarei torcendo para o americano com certeza

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Eu também

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás
Responder para  Paulo Mala

Eu também

Renato B
Renato B
1 mês atrás

Sorte do garoto de poder jogar contra uma lenda do esporte!

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Dalcim .como estão a posição dos três irmãos do Darwin no circuito?

José Nilton Dalcim
Admin
1 mês atrás
Responder para  João Sawao ando

O único mais relevante é o Ulyses, o mais velho, que já beirou o top 250 e hoje está ali entre os 500. O outro não passa de 400 e a Krystal só tentou mesmo em 2021 e hoje nem sei se está no circuito ainda.

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  José Nilton Dalcim

O Ulyses já jogou em Campinas alguns anos atrás. Me lembro que foi na primeira vez que vi um jogo do Wild.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

vamo lá, Blanch, esfole o cabrito !

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE