PLACAR

Bia: “Resultados não acompanham desempenho dos treinos”

Foto: Jimmie48/WTA

Londres (Inglaterra) – Após a derrota na terceira rodada de Wimbledon, Beatriz Haddad Maia lamentou a eliminação deste sábado, diante da número 11 do mundo Danielle Collins. Bia avalia que tem conseguido treinar e jogar em bom nível de tênis, mas que os resultados não estão acompanhando o desempenho. Em 2024, a número 1 do Brasil e 20ª do mundo tem 18 vitórias e 18 derrotas, com destaque para a semifinal de Abu Dhabi e quartas em Madri e Estrasburgo.

“Acho que a maior frustração vem porque estou me sentindo bem, estou treinando bem no dia a dia”, disse Bia em entrevista à ESPN após a derrota por duplo 6/4 para Collins. “Não à toa que eu entrei tão bem na partida, porque o meu nível está alto. Então fico bem frustrada porque para mim o jogo era 50 a 50. Sabia que ela é uma jogadora perigosa e que eu tinha que ser agressiva”.

A partida teve 1h38 de duração e duas paralisações por chuva, que totalizaram mais de 2h. Na primeira vez que o jogo foi interrompido, Bia liderava o set inicial por 4/0. Mas na volta, Collins venceu nove games seguidos. Qunado a brasileira iniciava uma reação e buscou o empate por 3/3 no segundo set, voltou a chover, forçando uma nova paralisação.

Brasileira sente que Collins soube lidar melhor com as paralisações

“Todo mundo que está aqui em Wimbledon, e sonha ganhar o torneio, sabe que essas circunstâncias podem acontecer. Não chove só um lado da rede e os pensamentos vêm para os dois lados. Assim como estava 4/0 para mim e ela teve tempo de pensar. Acho que ela lidou bem com momento e foi mais agressiva que eu quando voltamos da primeira vez”, avaliou a paulistana de 28 anos, que tentava chegar às oitavas de Wimbledon pela segunda vez seguida.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Infelizmente o jogo parou em dois momentos que eu estava bem, mas não tem desculpa. O tênis me ensina muito a cada dia que jogo esse esporte e não vou baixar a cabeça”, comenta a brasileira, que agora retoma o foco para o saibro, pensando nos Jogos Olímpicos de Paris, que começam daqui a três semanas. “Estou jogando bem em todas as superfícies e livre de lesões. Sinto que posso ter um bom segundo semestre”.

53 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Oscar Riote
Oscar Riote
8 dias atrás

A bola de adversários são bem mais complicadas que técnico soltando bolinha pra bater

rafael luis
rafael luis
8 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Bolinha de professor de tem de ser na mão, senao perde o emprego. rsrsrs

João Sawao ando
João Sawao ando
8 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Não é possível que ela não tenha um Sparring….

Walter Dias dos Santos
Walter Dias dos Santos
8 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Treino é treino, jogo e jogo

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
8 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Jogadora profissional com esse discurso é preocupante. Fala que o treina bem e está jogando bem. Treino é com jogadores medianos. E tem pouca variação. Se não fizer treinos pesados tentando melhorar o saque, voleio e concentração na hora do jogo, o discurso vai continuar.

Wagner Jobson
Wagner Jobson
8 dias atrás

Fraquinha essa Bia. Jogou só um jogo com uma tenista horrível.

Wagner Jobson
Wagner Jobson
8 dias atrás

Fraquinha essa Bia.

Guilherme
Guilherme
8 dias atrás
Responder para  Wagner Jobson

Vc que é topzao

Everton
Everton
8 dias atrás
Responder para  Guilherme

siiim.. o Wagner Jonson da 5a classe da cidade dele é bem forte ahahahah aí mds

SANDRO
SANDRO
7 dias atrás
Responder para  Wagner Jobson

Você é tão BOM que não consegue ganhar sequer um GAME de BIA HADDAD…

rafael luis
rafael luis
8 dias atrás

Diz o velho ditado: treino é treino. Jogo é jogo. !!!!!! Enquanto a Bia nao criar coragem , deixar de ser paternalista e trocar a toda , eu disse toda, a comissao tecnica, vai ser ladeira abaixo. Ela esta precisando de gente nova e experiente.

Sliceman
Sliceman
8 dias atrás

Bia Belucci. Dizer que o jogo não espelha o treino??? Que coisa absurda. Treino é treino, jogo é jogo. O mental que achava forte é fraco. Falta jogo, qualidade , habilidade, movimentação, regularidade. Tem que incorporar algo no seu jogo, se não é ladeira abaixo

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
8 dias atrás
Responder para  Sliceman

Concordo.

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
8 dias atrás
Responder para  Sliceman

Bellucci? Qual o seu problema Com o Thomaz? Quando ela fez o 4×0 ela tinha incorporado algo no jogo?

Roberto
Roberto
8 dias atrás

Ta complicado, que fase, Bia sempre levando estas viradas, seja de games ou sets e não consegue reagir, a bola ta ficando muito previsivel, e não consegue um plano b. Ainda bem que não parei para acompanhar.

Wagner Jobson
Wagner Jobson
8 dias atrás

A conversa da Bia é a mesma coisa toda partida. Fraquinha demais.

Leila Marazini
Leila Marazini
7 dias atrás
Responder para  Wagner Jobson

Quem é você pra falar dela?
Ninguém te conhece…..

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
8 dias atrás

Acredito que a Bia mostrou evolução em comparação com a maioria dos torneios do primeiro semestre e isso é positivo. Acho que o principal foco da Bia daqui pra frente tem que ser buscar se fortalecer mentalmente para que ela consiga administrar a pressão dos jogos e jogar o seu melhor tênis. A Danielle Collins é nº 11 do ranking, está numa boa fase, então perder pra ela por 6/4 6/4 na terceira rodada de Wimbledon não é motivo pra ficar se lamentando por muito tempo.

Blumenau
Blumenau
8 dias atrás

Se fosse só este jogo, tudo bem, no tênis é um perde ganha o tempo todo, mas o que estamos vendo é uma jogadora que não consegue se sustentar em quadra. Hoje saiu chorando e descontando na pobre da raquete, o que espelha a falta de equilíbrio que ela está passando. É trocar toda esta comissão técnica e investir na carreira, ainda dá tempo de ganhar alguns milhões de dólares.

Leila Marazini
Leila Marazini
7 dias atrás

Concordo com você, mas ela ainda não achou uma forma para jogar, tem momentos que está agressiva, e outros passando a bola e são tempos longos demais, teria que fazer variações mais seguidas , no mesmo ponto.

RenatoDalessi
RenatoDalessi
6 dias atrás

kkkkkkkkkkk

Eládio Roberto
Eládio Roberto
8 dias atrás

É. O trem tá feio. Não adianta treinar bem e se sentir bem e jogar meia boca. Que tal dar uma reciclada, você e sua equipe? Dá um tempo e ver onde tá o erro. Porque tem alguma coisa errada sim senhora!

João José Fernandes
João José Fernandes
8 dias atrás

Simples…treino não tem pressão…tenha mais atitude d quem quer vencer

João José Fernandes
João José Fernandes
8 dias atrás

Olha o treinador d Americana..joga junto…o dela parece um dois d pau nnhora q precisa nadaaas

Blumenau
Blumenau
6 dias atrás
Responder para  João José Fernandes

Isso é mentira, a gente vê ele batendo palminha o tempo todo (contém ironia!!!!).

Tom França
Tom França
8 dias atrás

O que fez Beatriz Maia chegar até onde chegou, foi aquela temporada em jogos de grama onde viveu a sua melhor fase e ganhou várias e várias posições, em alguns torneios não tão expressivos quanto masters 1000 e grand slams. É apenas uma boa jogadora esforçada, porém, limitada. Só pode ser considerada grande, se vencer torneios grandes, o que ela nunca conseguiu. Torço que consiga, mas o seu psicológico, aliado a uma apenas razoavel capacidade técnica, também não ajudam.

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
8 dias atrás
Responder para  Tom França

Ela venceu aquele finals da 10 a 20 no ano passado

Thiago
Thiago
7 dias atrás
Responder para  Tom França

Como um comentário desse consegue 5 curtidas? Entende nada de ranking, provavelmente nem de tênis. Vai se informar antes de postar.

American Twist boladão
American Twist boladão
8 dias atrás

Eu também treino como o Federer, mas na maioria das vezes, jogo e perco como o Bellucci.
Isso é claro pra qualquer tenista, mesmo amador. Não dá pra se basear em treino, isso é óbvio.
Como se vê, ela está perdidinha da silva.

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
8 dias atrás
Responder para  American Twist boladão

Exato. Só ela tá vendo esse jogo

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
8 dias atrás
Responder para  American Twist boladão

O Thomaz venceu mais de 200 partidas na ATP e ganhou 4 titulos.

American Twist boladão
American Twist boladão
7 dias atrás

E perdeu 218. Na média ganhava 1 e perdia outra, as vezes 2.
Não é o melhor exemplo que eu considere…
E 4 atps dentre quantos? ums 150 jogados?

Marcos Antonio Vargas Pereira
Marcos Antonio Vargas Pereira
7 dias atrás
Responder para  American Twist boladão

Vc nao e muito bom de Mathematica, pois quem ganha a mesma quantidade que perde nao configura maioria e Sim a metade, e muito menos perdia 2 a cada Uma que ganhava. Todos tenistas jogam muitos torneios e muitos deles nunca chegam a vencer torneios da atp. Vc nao conhece muito de matematica e muito menos de Tênis.

Gustavo
Gustavo
8 dias atrás

Vitrola riscada.

Jackson
Jackson
8 dias atrás

Pipoqueira

Renato
Renato
8 dias atrás

Bia tem tenis top
Mas tem a cabeça fraca

Jose Luiz
Jose Luiz
8 dias atrás

A Bia precisa parar de tomar cerveja e moderar nas propagandas. É muito ruim

Camila
Camila
8 dias atrás

Eu vi uma entrevista da Bia é ela disse que recebe muitas reclamações no sentido de que tem que trocar de técnico, e não vai trocar de técnico porque as pessoas precisam entender que temos que valorizar o que é nosso “””” Oi ?????
Que absurdo, ficar com sentimentalismo barato. !!! O que importa é ela ter bons resultados e não a nacionalidade do técnico. Vai descer ladeira abaixo!!! E de novo esse blá blá blá blá, essa desculpa, para que tá feio.

Blumenau
Blumenau
6 dias atrás
Responder para  Camila

Ainda não entendeu que é namorido e não técnico?

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
8 dias atrás

Acho um discurso bem defensivo. Se defende tanto a idéia de que está treinando bem e que isso sinaliza melhores possibilidades de jogar bem, precisa reavaliar muita coisa. Principalmente a parte tática, e mudar a forma de automotivação pessoal. Ficar dando soquinhos no ar ao final de cada ponto e gritar “come on” – não vai levar Bia a lugar nenhum. O jogo da BIA é muito previsível e tem alguns movimentos que não são muito naturais, não são natos. Se movem com muita dificuldade lateralmente. Trabalhar muito, com certeza é um caminho, resta saber se está trabalhando certo. Se entrega no jogo com muita facilidade. Abrir 4 x 0 e perder 09 games seguidos é inaceitável para uma TOP 20. A parte mental também está deixando muito a desejar, duvida de si mesma o tempo todo. Oscilar durante um jogo , é normal num jogo de tênis, mas, sair literalmente do jogo em quase toda partida, é algo que precisa ser melhor compreendido e estudado. Acho que precisa passar por um choque de realidade, sair da zona de conforto, tentar coisas diferentes. Não tenho como avaliar a capacidade do atual treinador, mas, fica muito evidente, que Bia o utiliza, constantemente, como bengala, e essa técnico-dependência não é o melhor caminho, Falta muito mais autonomia dentro da quadra, sair da caixinha, pensar fora da curva. Precisa se indignar mais consigo mesma. RADUCANO é um bom exemplo de subida e queda meteórica, está remando de volta, depois de trocar o comando técnico por algumas vezes, uma hora encaixa e funciona, talvez seja o caminho, fiquem a vontade para discordar…

Alecsa
Alecsa
7 dias atrás
Responder para  Antônio Luiz Júnior

Antônio essa é uma avaliação muito valida, também já fiz algumas similares, alguns criticam apenas por criticar e tentar menosprezar as qualidades da Bia. A questão é essa mesmo ela cresceu meteoricamente a partir de 2022 com ótimos resultados em praticamente todos os pisos. Conseguiu títulos na grama, foi vice no piso duro e fez semi no saibro de roland Garros, foi campeã do elite tropheu jogando contra tenistas muito boas…. A questão é que essa ascensão mostrou ela para o mundo e agora ela não é uma desconhecida que surpreende. As outras jogadoras e com certeza as equipes delas, analisam a Bia muito bem antes de cada jogo e percebo que a grande maioria joga hj apenas anulando o jogo da Bia e esperando ela errar. Não fiz as contas, mas seria interessante ver o tanto de erro não forçado que a Bia tem por jogo, é absurdo. Uma tenista que quer ser campeã não pode errar tanto assim. E nisso vejo que não é apenas a parte técnica, é o mental. Bia não está tendo paciência de trabalhar o jogo. Vai muito rápido pra definição e acaba perdendo o ponto na maioria das vezes. Ontem contra a Collins tinha que ter variação. Quando ela começou a mandar as porradas de volta, tenta uma largada, e difícil porque a Bia não sabe fazer isso muito bem, e também não tem slice para mudar o ritmo de jogo, aí toma Winner… E a cabeça vai pro espaço. O que vc falou é fundamental, Antônio. Um jogador de tênis tem que ter autonomia para saber analisar e mudar o jogo por si mesmo, se ficar dependendo do treinador para dizer o que ela tem que fazer o tempo todo, não vinga. Isso tá claro quando ela olha para o técnico e pergunta? Onde eu saco? Torço muito pela Bia e sinto verdadeiramente que ela poderia sim ser top 5, mas para isso tem que fazer grandes mudanças e não sei se está disposta a isso.

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
6 dias atrás
Responder para  Alecsa

Torço muito pela Bia, nos enche de orgulho sob vários aspectos. É uma tenista muito lutadora, batalhou muito para estar onde está. Mas, o tênis mudou muito, é um esporte bem mais físico do que antes, e nesse aspecto, como é uma jogadora muita alta, tem muita dificuldade de deslocamento, e se utiliza pouco da sua altura para sacar melhor, um componente muito importante no tênis atual. Exigir que ela faça o que nós gostaríamos é até desumano, não vai conseguir. Tem que potencializar o que tem de melhor e principalmente tomar melhores decisões durante a partida. Da maneira como está jogando, dificilmente vai conseguir continuar evoluindo no ranking e nos grandes torneios, A título de comparação, uma tenista que eu gosto muito, e que já foi inclusive derrotada pela própria Bia mais de uma vez (ELENA RYBAKINA). Uma tenista sem rompantes, tem uma postura corporal exemplar, não fica comemorando todos os pontos, não da dicas a adversária, saca muito bem, e devolve sempre com muita agressividade e profundidade, potencializa tudo o que tem de melhor. Também é muito alta, mas, diferente de bia, sabe utilizar muito bem a sua altura a seu favor.

Blumenau
Blumenau
6 dias atrás
Responder para  Antônio Luiz Júnior

Como discordar de um texto que é como um “tratado”? Está tudo muito óbvio, ela tem que se mancar e ver a realidade, ou troca tudo ou vai desabar no ranking. Veja exemplos de Sabalenka que trocou a parte técnica e chegou ao nº 1, vejam a Paolini que era pitoco e depois de mudanças venceu WTA 1000 virou top 10 e está voando em quadra com possibilidades de fazer final de GS. Eu e muitos outros adeptos do tênis que temos experiência e estamos vendo e reclamando o tempo todo para ela trocar de comissão técnica, colocar profissionais competentes e comprometidos com resultados e não com faturamentos, estamos quase desistindo de apoiar e assistir aos seus jogos, porque ver as amareladas e pipocadas que ela tem feito já está cansando. Melhor assistir a Pigossi que pelo menos á mais divertido.

Rockton
Rockton
8 dias atrás

Ganhou 143 mil libras em uma semana de trabalho.
Bom demais.
Quem aí tem uma remuneração dessas?
Bia é uma boa jogadora que conseguiu bons resultados em 2 anos e ESTÁ top 20 aproveitando essa sequência passada. Provavelmente, jamais vai conseguir novamente faser uma semifinal de Grand Slan. Atualmente, Bia pode ganhar de qualquer uma. O problema é que também pode perder para qualquer uma amarelando total.
O que importa é o dinheiro no bolso.

Mala
Mala
7 dias atrás
Responder para  Rockton

Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
Por isso ela chorou de felicidade

José
José
7 dias atrás
Responder para  Rockton

Comentário ridículo se o objetivo fosse grana que vá a Las Vegas tentar a sorte. Estamos torcendo pelo seu jogo, inteligência e controle emocional não pela grana que ela vai receber.
Deve ser outro apaixonado pelo Barriquello que nunca fez nada na F1 e ficou rico.
O alvo é o esporte, o quanto o atleta ganha não é do meu interesse.

Blumenau
Blumenau
6 dias atrás
Responder para  José

Hehehehe, pro cara o dinheiro é tudo. Agora falando sério, a comissão técnica dela não deve estar pensando no compromisso da carreira, deve estar pensando apenas no faturamento. Bia, troca esta comissão técnica, peloamordedeus, arruma um técnico de verdade e não este técnico escolar.

PFON
PFON
8 dias atrás

Seu treinamento deve ser fraquíssimo, nível do seu jogo !!

Horacio
Horacio
8 dias atrás

O problema não é a chuva nem as interrupções. O problema é o que acontece nessas interrupções. Enquanto Danielle Collins conversa e se motiva com Nico Almagro, Bía ….

Elizeu Ferreira de carvalho
Elizeu Ferreira de carvalho
7 dias atrás

A Bia está totalmente sem confiança, os golpes acabam saindo fracos , as bolas ficam muito curtas facilitando a vida das adversárias e quando ela força um pouquinho o golpe, as bolas acabam saindo! Tá difícil!

Sergio Barreto
Sergio Barreto
7 dias atrás

Bia sofre falhas na concentração durante as partidas, por vezes seguidas em uma sequência prolongada de pontos. 9 pontos perdidos seguidos na partida contra Collins. Isso já aconteceu antes.
Essas falhas as vezes se apresentam frequentemente, como na perda de um set, durante uma vitória na partida.
É hora de uma pausa para meditação, sob pena dela desistir do tênis se essas falhas não forem corrigidas.
Bia é nossa tenista número 1. Antes de critica-la, devemos incentiva-la a superar isso.
Força Bia

SANDRO
SANDRO
7 dias atrás

Concordo plenamente que o problema é MENTAL… Como pode voltar tão diferente de 2 interrupções de jogo??? O que acontece durante essas interrupções??? Collins se motiva e BIA se desmotiva??? O problema é MENTAL !!!

Fernando Pacheco
Fernando Pacheco
7 dias atrás

A bia precisa balançar mais suas adversárias,ela fica devolvendo em cima das adversárias esperando elas errarem,ela acaba sendo movimentada de um lado pro outro,ela precisa se soltar mais,jogar mais solta!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE