PLACAR

Bia resiste ao saque de Garcia e chega à semifinal

Foto: WTA Elite Trophy

Zhuhai (China) – A sequência de bons resultados de Beatriz Haddad Maia no WTA Elite Trophy ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. Já classificada para a final de duplas em Zhuhai, Bia garantiu também um lugar na semifinal de simples. A número 1 do Brasil e 19ª do mundo venceu um confronto direto contra a francesa Caroline Garcia, 20ª colocada, por 6/1 e 7/6 (7-4).

Bia ficou em primeiro lugar no Grupo Camélia do Elite Trophy, que também contava com a norte-americana Madison Keys. A paulista de 27 anos se junta à russa Daria Kasatkina, líder do Grupo Azaleia, entre as jogadoras já classificadas para as semis. O Grupo Orquídea será definido em um confronto direto entre Jelena Ostapenko e Qinwen Zheng. Já pelo Grupo Rosa, Liudmila Samsonova precisa da vitória contra a já eliminada Veronika Kudermetova. Caso contrário, o primeiro lugar da chave será da chinesa Lin Zhu.

A adversária de Bia na semifinal só será conhecida após a definição das quatro semifinalistas do torneio. De acordo com o regulamento da WTA, as líderes de cada grupo serão ordenadas conforme o ranking da temporada (corrida para o Finals). As duas de melhor ranking nas semis, obrigatoriamente não podem se enfrentar antes da final. É feito um sorteio entre as duas outras tenistas para definir os confrontos.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

As duas vitórias de Bia na chave de simples rendem 240 pontos no ranking. Se ela for finalista, receberá mais 200 pontos de bonificação. Quem conquistar o título de forma invicta receberá 700 pontos no ranking da WTA, o que para a brasileira pode significar uma reaproximação do top 10 no fim da temporada. Já é certo que ela terminará o segundo ano consecutivo entre as 20 melhores do mundo.

O título invicto também dá US$ 605 mil em premiação. Por chegar à semifinal, a brasileira já está acumulando US$ 237 mil. Além disso, a campanha nas duplas ao lado da russa Veronika Kudermetova já está rendendo mais US$ 32 mil à parceria, que pode ganhar outros US$ 23 mil com o título ou US$ 12 mil com o vice. O torneio de duplas não dá pontos no ranking.

Bia fez um 1º set impecável e só enfrentou um break-point na partida

Atuando diante de uma das melhores sacadoras do circuito e campeã do WTA Finals no ano passado, Bia sabia que não poderia deixar escapar as oportunidades que aparecessem ao longo da partida e fez um primeiro set impecável. Líder de aces na temporada, com 454 antes de entrar em quadra nesta sexta, Garcia começou o jogo oscilando no saque e permitiu duas quebras à brasileira, que logo abriu 4/0. Bia não enfrentou break-points e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço. Ela fez um winner a mais, 6 a 5, e cometeu só 4 erros contra 8.

Já no início do segundo set, Garcia vinha confirmando bem seus games de saque e contava também com a potência de seus golpes para definir os pontos com poucas trocas de bola. Somente no 4/4, num game em que a francesa colocou poucos primeiros serviços em quadra, que Bia conseguiu ser agressiva desde as devoluções. Ela criou quatro break-points até finalmente quebrar o serviço da rival, que havia escapado dos dois primeiros com ótimos saques e do terceiro com winner de forehand, mas não evitou a quebra ao cometer dois erros seguidos.

Sacando para o jogo, Bia enfrentou seus primeiros break-points em toda a partida e teve o serviço quebrado de zero. Foi um game super agressivo da francesa, que partiu para os winners em todos os pontos. No game seguinte, Bia teve novas chances de quebra, mas Garcia salvou mais quatro break-points, dois deles com aces. A número 1 do Brasil não se deixou abalar pelas oportunidades perdidas, fez um bom game de saque e forçou o tiebreak. No game-desempate, sacou bem, foi agressiva, fez winners e contou com uma dupla falta de Garcia para abrir grande vantagem e vencer o jogo em seu segundo match-point.

Garcia disparou 8 aces na partida contra 3 de Bia e cometeu 6 duplas faltas, três a mais que a brasileira. A francesa liderou nos winners por 25 a 13, mas fez 31 erros contra apenas 9. Bia só enfrentou um break-point no jogo e aproveitou 3 de suas 11 chances de quebra.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE