PLACAR

Bia: “Lidei bem mentalmente com os momentos duros”

Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Melbourne (Austrália) – Beatriz Haddad Maia está pela primeira vez na terceira rodada do Australian Open. Nesta quarta-feira, a brasileira, cabeça de chave 10 da competição, derrotou a jovem russa Alina Korneeva, de 16 anos e vinda do qualificatório, em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/2 em 1h20 de duelo. Após a partida, a canhota paulista analisou seu desempenho e destacou a força mental para sair de situações difíceis.

“Fiz um jogo bem sólido. Acho que consegui lidar bem mentalmente com os momentos duros do jogo. Ela é uma jogadora jovem e que vinha fazendo boas partidas ao longo do torneio, então estou bem feliz com o meu trabalho hoje. Agora é descansar e desfrutar o jogo que fiz hoje porque amanhã o torneio continua”, declarou.

Na terceira fase, Bia terá pela frente outra jovem russa, Maria Timofeeva, de 20 anos e 170ª do ranking da WTA. “Quero melhorar as coisas que ainda não saíram do jeito que eu gostaria e também os pontos que eu preciso para enfrentar a minha próxima adversária, que sei que também é jovem, mas ainda não a conheço”, finalizou.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Nas duplas, Bia e a norte-americana Taylor Townsend, com quem foi campeã na última semana no WTA 500 de Adelaide, também conheceram suas próximas oponentes. Depois de estrearem com vitória sobre a eslovaca Tereza Mihalikova e a chinesa Xu Yifan, por 7/5 e 6/2, elas encaram na segunda rodada as russas Anna Blinkova e Aliaksandra Sasnovich, que bateram nesta quarta-feira a compatriota Mirra Andreeva e a búlgara Viktoriya Tomova com parciais de 6/4 e 6/0.

27 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leo realista
Leo realista
1 mês atrás

Está cumprindo bem o papel dela. Até o quarto jogo, o nível é wta 125 se pegar a Kostyuk, se não for ela, o padrão seria wta 100. NIveis bem abaixo do patamar da Bia, então dá para sonhar como uma boa campanha pelo menos até o quinto jogo, que aí as coisas começam a ficar mais no nível dela.

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Interessante…,Korneeva ganhou de uma jogadora habituada a jogar WTA1000 e a tcheca jogou alguns 1000 além de vários slams. Talvez pedir a organização do torneio de diminuir a chave para algo tipo 16 jogadoras ou pedir para a Bia esquecer o ranking dela e jogar solta na chave.

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Nossa! A Korneeva ganhou de UMA jogadora de wta1000! Que ela receba um troféu de melhor jogadora do ano por ter ganho UMA única partida de jogadora de bom ranking! Destaque do ano por causa de UMA partida!

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

calma, o ano esta apenas começando…

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Sei não Beto. Eu acho uma grande falta de respeito com a Bia, com os ajustes tecnicos que ela faz, com anos de trabalho duro treinando, vir uma juvenil recém promovida e vcs torcedores mais fanáticos, colocarem essa juvenil no mesmo patamar que ela alcançou com muito trabalho e experiência. Imagino que ela se sinta bem mal quando vcs fazem isso.

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

alias, a Fruhvirtova ja ganhou da Collins, Wang Xin, Mertens e Vondrousova; e nao ganhou nenhum troféu pelas vitorias.

Fabio H
Fabio H
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Exato, olha a Ons que perdeu para uma “juvenil” de 16 anos… tem que ajeitar melhor essas chaves para não jogarem com adversários de 125 e 100. Esse Leo não é de hj que fala bobagem…

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Fabio H

Não são da mesma situação. A Ons vive fase terrível faz um tempo e a Andreeva vem desde o ano passado mostrando alto nível, tanto que todos analistas já davam como zebra certa da primeira rodada. Discussão encerrada! Próxima… Quem sabe vc consiga acertar uma. Enquanto eu falo a verdade, vc pensa só em xingar. Fale de tenis!

Fábio H
Fábio H
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Ons cabeca de chave 6 kkkk encerrado o debate mesmo

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Fábio H

Cara, vc acabou de assinar seu atestado de nota zero de conhecimento! Quando a Bia joga com uma 85 ou 160, pra vc não vale o ranking 11 dela. Agora quando é a Jabeur, o ranking dela importa. Kkkkkk depois dessa, é melhor você voltar só na semana que vem quando passar a vergonha.

Geraldo
Geraldo
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Comparar GS a WTA125 ….. é sério ??

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás
Responder para  Geraldo

O nivel das jogadoras enfrentadas… isso acontece. O Nadal mesmo venceu um us open sem pegar nenhum top 20.

Frank
Frank
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Que seja chave de ITF até o título!

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

O hater irrealista do Álcool em Gel falando as M habituais dele. 1-Só se entra em GS tendo ranking forte, vc ignora isso. 2-Todo mundo se mata pra ganhar a premiação e a pontuação gigantes, vc ignora isso. 3-O sujeito não vê os jogos, não tem capacidade mental de analisar o nível das jogadoras e simplifica mentalmente pq lá dentro é tudo oco, dizendo “ain é nível WTA 125”. Não, zé coitado de rua, parece 125 pq a Bia está num nível tão alto que destrói gente de alto nível facilmente. Se fose a Pigossi jogando tinha tomado 6/1, 6/2 de todo mundo aí da chave da Bia. Seu problema é a completa incapacidade de análise proporcional do que está acontecendo. Você é fraco demais.

Frank
Frank
1 mês atrás
Responder para  Bukele

Não é fraco. É desonesto.

Sadi
Sadi
1 mês atrás

Preocupante o saque da Bia… está horroroso, aproveitamento de primeiro serviço nível amador e um segundo saque muito ruim… se mantiver esse % de primeiro serviço não vai longe

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Jogou muito Bia

André
André
1 mês atrás

Creio que Bia terá bastante trabalho contra proxima adversária que ganhou da Caroline Wozniacki , , Maria Timofeeva . Essa garota tem um ótimo preparo físico e ganhou só de 6×1 no ultimo set, mas é claro sou mais Bia, em frente !

Rocky Balboa
Rocky Balboa
1 mês atrás

Bia ta com uma chave boa pra chegar até as quartas de final, onde deve pegar a Coco Gauff e ficar pelo caminho…de qualquer forma quartas de grand slam já é um excelente resultado.

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Rocky Balboa

Isso se a Coco Gauff chegar lá e isso se a Bia não vencê-la. A Coco Gauff é muito forte mas está longe de ser invencível.

Edward
1 mês atrás

A Bia tá jogando fácil e mostrando a que veio, segurando a pressão em boa parte do tempo e mandando bem na minha opinião. O saque realmente dá uma preocupada, mas acho da para ela ir longe

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Eu não acredito que os haters torçam para a Bia ou qualquer outro(a) tenista brasileiro(a). Aliás, eu acho que, na verdade, eles torcem contra os(as) tenistas do Brasil. Por isso, nada de surpresa esses comentários desvalorizando as adversárias da Bia. Para os haters os jogos são sempre muito fáceis de ganhar. A Alina Korneeva, derrotada pela Bia hoje, foi campeã juvenil do AO e Roland Garros 2023, tendo derrotado a Mirra Andreeva na final do AO. Além disso, neste AO 2024, ela ganhou os três jogos do quali e a primeira rodada da Sara Sorribes. Portanto, falar que muitas das jogadoras que estão jogando até a 3ª rodada do AO 2024 são de nível WTA 125 é totalmente sem sentido e sem lógica.

Leo realista
Leo realista
1 mês atrás

A Bia deve ficar triste com esse tipo de pensamento. Ela no melhor momento da carreira, 1 década de trabalho e suor a mais que a adversária, acumulando dores e experiência, daí chega o torcedor e diz que a juvenil inexperiente que mal começou, é de nível equivalente ao dela. Ela deve pensar: “Eu trabalhei todos esses anos para q então?”

Bukele
Bukele
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

Mais uma vez a argumentação do LeoInGel mostra uma completa falta de sentido lógico. Nível é o que você apresenta no momento – não interessa se você conseguiu esse nível em 1 dia ou 30 anos. Tem, sim, jogadores com 16, 18 anos que mostram um nível muito alto. Se não fosse assim não teríamos aí uma Andreeva com 16 anos já no top 50 e isso pq nem pode jogar o mesmo número de torneios dos adultos. Não terímaos um Nadal que com 15 anos foi convidado pra jogar ATP.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás
Responder para  Leo realista

A Bia não tem motivo pra ficar triste principalmente nos últimos dois anos em que se consolidou no Top 20, que é um grande feito. Ela está no melhor momento da carreira e com grande chance de evoluir ainda mais. No comentário acima eu não falei que a Korneeva está no mesmo nível da Bia atualmente, porque não está. Eu apenas relatei os feitos que a Korneeva conseguiu em 2023, que têm que ser muito respeitados e reverenciados, pra deixar claro que a adversária da Bia na segunda rodada tem potencial. Porém, graças a sua postura e desempenho, a Bia fez valer o seu favoritismo e quebrou mais um tabu, para grande tristeza dos haters, que imagino estavam loucos pra Bia perder. Parece que o prêmio por ter alcançado a terceira rodada é de R$ 828 mil, muito superior à premiação no torneio de duplas. Portanto, quando alguém precisar de um consultor financeiro, o melhor é evitar recorrer a um hater.

andré
andré
1 mês atrás

Legal ver a Bia quebrando marcas, podendo chegar à segunda semana no AO. GS é imprevisível, sempre tem quedas inesperadas, jogadores abaixo e outras que explodem. No masculino isso é raro, no feminino bem comum. Tomara que Bia aproveite esse chaveamento favorável e a queda de várias grandes, mas todo cuidado é pouco. Garotas boas de bola aparecem o tempo todo…

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Só agora fui observar que Bia e Taylor não jogam nessa folga de simples da Bia. Vão jogar amanhã no mesmo dia da rodada de simples.
Isso acontece muitas vezes mas pensei ter visto que a data era para essa madrugada agora. Vamos lá, esperar tudo amanhã com Bia em rodada dupla.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE