PLACAR

Bia é cabeça 11 em Dubai e já estreia no domingo, Sabalenka retorna

Foto: Mubadala Abu Dhabi Open

Dubai (Emirados Árabes) – Depois de ter alcançado a semifinal de Abu Dhabi, mas caído na estreia em Doha, Beatriz Haddad Maia disputa na próxima semana seu terceiro e último torneio no Oriente Médio. A número 1 do Brasil e 14ª do mundo atua no WTA 1000 de Dubai.

Bia já estreia neste domingo, por volta de 8h30 (de Brasília) contra a italiana Jasmine Paolini, 24ª do ranking, e busca uma vitória inédita. Paolini venceu os dois duelos anteriores, o primeiro ainda em 2016 e o segundo em outubro do ano passado, em Pequim, logo depois de a paulistana ter sofrido uma acidente na mão em torneio no México.

Caso supere a primeira rodada, Bia certamente enfrentará uma canhota, seja ela a canadense Leylah Fernandez ou a norte-americana Bernarda Pera. A grega Maria Sakkari é a cabeça de chave mais próxima e entra direto na segunda rodada, esperando a vencedora entre a tcheca Katerina Siniakova e a norte-americana Emma Navarro.

No mesmo quadrante está a cazaque Elena Rybakina, campeã em Abu Dhabi e finalista em Doha. Quarta cabeça de chave, ela espera por Victoria Azarenka ou Arantxa Rus e pode enfrentar Ekaterina Alexandrova nas oitavas.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

+ Veja como ficou a chave do WTA 1000 de Dubai

A número 2 do mundo Aryna Sabalenka retorna ao circuito depois do bicampeonato do Australian Open e espera a vencedora entre a chinesa Xinyu Wang e a croata Donna Vekic. Seu setor ainda tem nomes como Veronika Kudermetova, Dayana Yastremska, Sofia Kenin e Sorana Cirstea. A tcheca Marketa Vondrousova, cabeça 7, e as russas Liudmila Samsonova, Anastasia Pavlyuchenkova e Mirra Andreeva também estão no quadrante.

Iga tem Svitolina, Zheng e Gauff no caminho
Líder do ranking mundial e finalista no ano passado, Iga Swiatek é a principal cabeça de chave e espera a vencedora entre a norte-americana Sloane Stephens e a francesa Clara Burel. A polonesa pode enfrentar a ucraniana Elina Svitolina já nas oitavas. Seu quadrante ainda tem a chinesa Qinwen Zheng, finalista do Australian Open, e a russa Daria Kasatkina.

Do mesmo lado da chave está Coco Gauff, que tenta se recuperar da eliminação precoce em Doha. A jovem norte-americana de 19 anos espera a vencedora entre a belga Elise Mertens e a ucraniana Lesia Tsurenko e pode enfrentar nomes como Caroline Garcia ou Karolina Pliskova nas oitavas, enquanto Ons Jabeur ou Jelena Ostapenko são outros destaques do quadrante. Por ser cabeça 5, Jabeur já entra na segunda fase, contra a russa Anna Kalinskaya ou a australiana Storm Hunter.

Krejcikova e Muchova fora do torneio
Atual campeã em Dubai, a tcheca Barbora Krejcikova não joga este ano por lesão nas costas. Com isso, a atual 12ª do ranking vai perder 900 pontos no ranking. Outra tcheca fora da disputa é Karolina Muchova, número 10 do mundo e que chegou às quartas no ano passado. Ela ainda não atuou em 2024, por conta de lesão no punho, e sairá do top 10 após o torneio.

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Weverton
Weverton
2 meses atrás

Difícil essa estreia! Jogadora incardida a italiana! Bia só tem pego estreias difíceis nesses torneio do oriente médio!

Adalberto
Adalberto
2 meses atrás
Responder para  Weverton

Verdade! É baixinha, mas cheia de energia!
Se tiver num dia bom, se segure Bia!
Neste ano a Paolini tem performace muito parecida com a Bia até AO.
Nao jogou Abu Dhabi (que a Bia foi bem) e caiu na R1 Linz e Doha também.
Se fosse no Elite a Bia tinha atropelado, mas aquela Bia anda sumida!
VQV Bia!

Última edição 2 meses atrás by Adalberto
Adalberto
Adalberto
2 meses atrás
Responder para  Weverton

Queria dizer, aquela Bia de 2 sets anda sumida, kk…

edson loterio
edson loterio
2 meses atrás

espectativa… bia… realidade, iga e ribakyna….

Ubiratan (Black)
2 meses atrás

Está de bom tamanho! estão as top 20 em condições atuais de jogo e as demais abaixo. Então, as adversárias são de bom nível mesmo mas considerando o cruzamento com as cabeças, Bia ficou bem localizada.
Se pudesse escolher mais um pouquinho, trocaria Rybakina nas QF por Gauff, que vem oscilando mais nos últimos torneios. Mas o chaveamento é esse e tem que ir atrás dessa QF.
Krejcikova era uma das primeiras com grande problema de defesa de pontos no início do ano mas não esperava que seria assim. Tinha desistido de Doha com esse problema nas costas e deu azar de ser logo agora.
Muchova, que já vem a mais tempo com problema, tinha um bom espaço para recuperação sem maiores perdas de ranking mas como voltou a sentir o punho mês passado vai cair pros 3000 pontos se não mudar nada até março.
E tem também a Keys que ainda deve estar com problema no ombro e Pegula que no pescoço.
Não é fácil o alto nível de exigência física no circuito.

Psiquiatra
Psiquiatra
2 meses atrás

Não passa da estreia

Renato
Renato
2 meses atrás
Responder para  Psiquiatra

Aposto que passa

Adalberto
Adalberto
2 meses atrás
Responder para  Psiquiatra

Esse ‘profeta’ do caos acerta muito pouco, kk…

Fabio
Fabio
2 meses atrás
Responder para  Psiquiatra

Acho que vc passa né, joga no lugar da Bia, ah esqueci vc nunca vai chegar perto do jogo que a Bia joga, seu nome aí deveria ser só contrário porque você deve ter algum problema como muitos aqui..

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
2 meses atrás

Difícil prever o resultado.. Jogo complicado para uma estréia. Bia perdeu os dois confrontos anteriores contra a italiana…

Ubiratan (Black)
2 meses atrás

Bem tem apenas 240 pontos para defender até Madri, são 5 torneios bons. Parece que vai disputar San Diego também agora em seguida mas os pontos vão cair só em setembro.
Uma QF agora já cobre grande parte desses pontos. Ele já perdeu boas oportunidades de somar pontos nos últimos torneios. É hora de conquistá-los.
Claro que quem se mantém nesse grupo dela no top 20 costuma levar R1 e R2 em alguns torneios durante o ano, isso é até matemático. Então não se pode contar com ela e nem ninguém ali fazendo bons pontos em todos esses torneios. Então, fora a defesa desses pontos nesse período eu espero que ela acumule mais uns 300 pontos pra chegar em Roma.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
2 meses atrás

Eu acho que a maioria das jogadoras que está entre o top 11 e top 40 do ranking estão jogando mais ou menos no mesmo nível. Praticamente todas estão oscilando. A Paolini aparece na posição 24 no ranking desta semana. Se a Bia conseguir manter o controle emocional tem chances, mas o jogo será difícil. Por enquanto o nível de jogo que a Bia está apresentando é para top 20 mesmo. Pra não cair no ranking parece que ela terá que chegar nas quartas de final. Para isso, vai ter que quebrar um tabu logo na primeira rodada. Acredito que ela vai estar descansada. Então, vou torcer pra que ele consiga ter a força mental necessária e lute para superar os desafios. Desafios como os que a Bia terá nesse torneio são as maiores oportunidades de crescer e evoluir. Vamos ver o que vai acontecer. Estarei na torcida. Vai que vai, Bia!

Ubiratan (Black)
2 meses atrás

Bia não tem nada pra defender nesse torneio. Krejcikova vai perder 900 pontos. Eu não apostaria de Bia cair no ranking agora.
Mas sem dúvida é importante que ela avance bem em 2 dos próximos 5 torneios ou seja regular “oitavas” em todos, o que não é o que acontece com esse grupo, normalmente elas variam em jogar muito bem e eliminações precoces.

Andre Borges
Andre Borges
2 meses atrás

Só mamão com açúcar até a Rybakina. Nem pensar em perder pra essas cérebro de ervilha tipo Fernandez ou Sakkari, tem que passar o trator e seguir.

Emerson
Emerson
2 meses atrás

Vai tomar outro pau, tbm!!

Wagner Jobson
Wagner Jobson
2 meses atrás

Acabou de apanhar feio da Italiana!!

Eduardo
Eduardo
2 meses atrás

Eu já disse várias vezes, essa moça é muito fraca tecnicamente, o jogo dela se resume a dar pancada na bola, sinceramente ela estar no ranking que ela está, é uma obra divina, não merecia essa colocação, embora que se tratando de tenis feminino, sabemos muito bem como essas tenistas são irregulares, já passou da hora de trocar o ventríloquo por um treinador de verdade se quiser aprender técnicas que não sejam apenas pancadas na bola, se só sabe dar pancada então chame o John Isner para treina-la.

Eduardo
Eduardo
2 meses atrás

Essa Bia sobe no ranking apenas com a queda de tenistas que estão machucadas, comemorar subida no ranking desse jeito além de vergonhoso é ser muito cara de pau.

trackback

[…] que ela vai ganhar a posição da tcheca Barbora Krejcikova no ranking de 26 de fevereiro, já que a atual campeã não joga este ano por lesão nas costas e vai perder 900 pontos. No entanto, as demais jogadoras dessa faixa de ranking podem […]

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE