PLACAR

Bia chegará a Indian Wells na mesma posição que em 2023

Foto: Mubadala Abu Dhabi Open

por Mário Sérgio Cruz

Apesar da sequência negativa nas últimas semanas, Beatriz Haddad Maia chegará ao WTA 1000 de Indian Wells na mesma posição do ranking que ocupava no mesmo período do ano passado, o 13º lugar. Em comparativo de resultados das duas temporadas, Bia tem três vitórias a menos e com leve queda na pontuação acumulada nos primeiros torneios de cada ano.

A número 1 do Brasil tem seis vitórias e sete derrotas em 2024. Sua melhor campanha foi a semifinal do WTA 500 de Abu Dhabi, que rendeu 195 pontos. A paulistana de 27 anos também chegou à terceira rodada do Australian Open e ganhou 130 pontos. Ela também somou 35 por uma vitória na United Cup e 20 pelas participações nas chaves principais dos dois primeiros WTA 1000 da temporada, em Doha e Dubai. As quedas nas estreias dos 500 de Adelaide e San Diego dão um ponto cada uma. No total, acumula 382 em 2024.

O início de 2023 de Bia foi um pouco melhor: com nove vitórias e cinco derrotas. Ela também fez semi em Abu Dhabi, mas chegou às quartas em outros dois torneios 500, Adelaide e Doha (que voltou a ser torneio 1000 em 2024). Com esses três torneios, acumulou 385 pontos. Por outro lado, perdeu na estreia do Australian Open e somou 10 pontos e só recebeu 1 ponto pela derrota na primeira rodada de Dubai, ficando com 451 pontos no total em todos esses torneios.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

É importante destacar que a WTA atualizou no início da atual temporada sua tabela de pontuação nos torneios. Isso fez com que ela ganhasse mais pontos tanto em Dubai quanto em Abu Dhabi, mesmo com campanhas iguais às do ano passado.

Se considerada a pontuação do ranking anual, com resultados ao longo de 52 semanas, Bia tem mais pontos hoje (2.870) do que em 27 de fevereiro de 2023, quando tinha 2.256. E a distância para o top 10 é praticamente igual, 679 pontos no ano passado e 678 pontos atualmente.

Nos WTA 1000 de Indian Wells e Miami, Bia defende 65 pontos em cada um, acumulando 130 pontos no total. Ela chegou à terceira rodada nos dois torneios em 2023. Por isso, não corre riscos de uma perda acentuada de posições ao longo do próximo mês, mesmo que não consiga ir tão longe.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Rodrigo.c.arruda@rcacc.com.br

Hummmm,… (sei)… “…”

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Pois é! o fator que costumo ter como referência de comparativo para Bia é a pontuação, mais que o próprio ranking. Até por que o sarrafo mudou, está bem mais alto, então não é o mesmo referecial. Como é possível ver aí, a pontuação de Bia hoje era quase um top 10 há 1 ano. O sarrafo subiu mas Bia e outras que estavam ali subiram também em pontos. Com a pontuação do ano passado ela seria a número 20 hoje.
Foram 4 concorrentes que a ultrapassaram e ela está aí na mesma posição! Vondrousova, Muchova, Ostapenko e Zheng subiram muito. Só Ostapenko estava no top 20 mas abaixo de Bia nesse período do ano passado.
Quanto a perda acentuada de posições, a Krejcikova que terminou 2023 com Bia ali colada nela, agora teve uma queda boa sem os 900 de Dubai na semana passada. As duas não estavam próximas por acaso, além de outras vitórias e derrotas, as duas têm semelhanças por terem conquistado duas ótimas pontuações ano passado que somam um total próximo. Krejcikiva tem também 490 deste San Diego que cairá em setembro. E Bia tem a SF de RG e o Elite.
Krejcikiva tá caindo para número 21 e tem toda a condição de subir quando entrar em quadra novamente.
Do mesmo jeito Bia, ao contrário das canalhices, se acontecer ela não vai cair para 100, 200. E os torneios estão aí para ela disputar e equacionar tudo isso, inclusive os próprios torneios de maior defesa de pontos ainda no primeiro semestre, Roma e RG.

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Além de melhorar a potência do saque, pois tem tamanho e estrutura física para sacar mais forte que a Sabalenka (que já sacou a 211km/h), tem também que jogar como jogou no Elite.
Se fizer isso, volta a ganhar!
Simples assim!

Ranalfo Maia
Ranalfo Maia
1 mês atrás

Tenho acompanhado sempre os jogos da Bia! Penso que o viés de excesso de confiança está atrapalhando sua evolução. Quando ela ganha o primeiro se ela perde o foco, na maioria das vezes, no segundo. Isso deve ser trabalhado pela equipe.

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Se não evoluiu, tampouco caiu ladeira abaixo como às vezes acontece no circuito feminino. E ela vai se recuperar, quem sabe já nesses M1000, IW e Miami. Go, Bia!!

Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

quanto malabarismo verbal pra disfarçar o fato de que ela está em péssima fase…

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás
Responder para  Osvaldo

Ela está se segurando majoritariamente nos pontos de RG e atp elite.

Davi Silva
Davi Silva
1 mês atrás

Isso se chama carreira sólida, boa sorte à Bia em IW

Ubiratan (Black)
1 mês atrás
Responder para  Davi Silva

Isso! Bia chegou e ficou!
Teve suas oscilações, como todas as outras, até mesmo a número 1, mas se manteve na sua faixa.
E agora, como o números deixam claro, está com bem mais pontos que 1 ano atrás, e se mantendo na parte de cima do top 20.
Isso tudo se consegue com muito trabalho e qualidade.
No mais, o choro é livre.

Jose Carlos
Jose Carlos
1 mês atrás

o que demonstra estagnacao. Todas as suas principais concorrentes sao mais jovens e mais talentosas… Bia perdeu anos cruciais na carreira em função de dopping e contusões. Se ainda pretende alguma coisa no circuito precisa de uma comissão tecnica de nivel internacional, algo que hoje ela nao tem.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

O que está acontecendo com a Bia acontece com todos os jogadores e jogadoras que alcançam uma posição de destaque. Aquele(a) que atinge o topo tem que trabalhar pra se manter no mesmo nível e isso é muito mais difícil e desafiador do que chegar no topo. Os concorrentes começam a estudar quem está no topo, jogam muito mais motivados contra jogadores(as) desse nível e com menor responsabilidade. Então, cabe a Bia buscar melhorar a sua força mental para aguentar a maior pressão a que estará sujeita e buscar melhorar o seu jogo incorporando novas habilidades e estratégias e melhorando as habilidades que já tem. Se não fizer isso, provavelmente será superada pelas concorrentes.

Weverton
Weverton
1 mês atrás

Tem que se recuperar dessa Sakkarizada!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE