PLACAR

Até Federer é especulado para ser novo técnico de Djokovic

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Miami (EUA) – Sem apresentar um novo nome para substituir o croata Goran Ivanisevic, que deixou o cargo de treinador principal vago em sua equipe, o sérvio Novak Djokovic abriu espaço para todo o tipo de especulação, que passa por nomes que trabalharam com ele no passado, até o do suíço Roger Federer.

O nome de Federer foi apenas por um impulso da campeã olímpica de 2016 Monica Puig. “Melhor do que ninguém. Ambos vivenciaram muitas coisas juntos durante suas carreiras. Poderia ser uma boa opção”, disse a porto-riquenha em tom bem-humorado e coloquial em comentário no Tennis Channel.

Ex-número 1 do mundo, o norte-americano Andy Roddick também olhou para trás, mas não mirou na rivalidade com Federer e sim nos trabalhos de Djokovic com dois nomes importantes em sua carreira: Boris Becker e Marian Vajda.

“Não consigo imaginar alguém com quase 37 anos entrando em um cenário completamente novo. Meu instinto me diz que ele escolherá alguém que conhece. Ficaria muito surpreso se fizesse todo o trabalho para Roland Garros com alguém completamente novo”, comentou o norte-americano.

Para Roddick, os dois nomes que se encaixam bem nesta descrição são o de Becker e de Vajda. “Não ficaria chocado se Boris Becker estivesse em discussão”, observou o ex-número 1 do mundo. “A questão pode voltar a ser a favor de Marian Vajda. Foi o que aconteceu algumas vezes”, acrescentou.

Djoko explica o fim com Ivanisevic e indica seguir sozinho

28 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás

Kkkkkkkkkkkkkk

O Terceirão incentivaria o GOAT Djoko a desistir da melhor esquerda da história e passar para uma atrofiada de uma mão. Tudo para encerrar a carreira o mais rápido possível.

Becker e Vajda são os nomes corretos.

José Afonso
José Afonso
15 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Rapaz, racho de rir sempre que leio esse apelido de “Terceirão” kkkkkkkkkkk

Concordo que Becker e Vajda seriam as melhores opções, mas considero um erro essa história de “seguir sozinho”.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  José Afonso

Modéstia à parte, fui eu que inventei, kkkkk.

Sim, mais cedo ou mais tarde arruma um bom técnico.

Cabelão de Boneca 2024
Cabelão de Boneca 2024
15 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

nossa temos um comediante aqui, muito bom mesmo, nota 2

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Cabelão de Boneca 2024

Obrigado pelo incentivo. Continuarei usando sempre!

Isaias
Isaias
15 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Bonzão é você né meu amigo? Não serviria nem para amarrar o tenis do Federer

Andre Borges
Andre Borges
15 dias atrás

Seria o fim da discussão sobre GOAT, o aluno aprendendo com o mestre.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Andre Borges

O aluno levou 13×6 em finais do mestre. Já recebeu lições até demais.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
15 dias atrás
Responder para  Andre Borges

Exato. Seria o fim da discussão sobre GOAT: o bom tenista, porém tecnicamente limitado, aprendendo com o mestre.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Tecnicamente limitado que é pai do Federer e varreu todos os seus recordes com larga vantagem, rsrsrs.

Aécio
Aécio
14 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Se Djokovic é apenas um “bom tenista” e “Técnicamente limitado”, o que dizer dos outros kkkkkk

Carlos
Carlos
15 dias atrás

Espero que ele decida por um técnico. Seguir sozinho me parece claramente o início do fim.

Na verdade, é provável que ao Djokovic tenha mencionado essa possibilidade apenas para não gerar ainda mais especulações.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
15 dias atrás

Como diz o famoso ditado: “O freguês sempre tem razão”. A tônica vai ser Djoko ouvir os conselhos atentamente de seu velho cliente kkkk.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
15 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Se ouvir os conselhos quem sabe não chega ao 0CTA em WIMBLEDON ou Penta no USOPEN. Embora 5 Consecutivos em ambos não dá mais … Rsrsrs, Abs!

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
14 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Ele já chegou a 24 slam, ou seja, não tem como regredir para 20 majors. A conferir kkkkk

Paulo Mala
Paulo Mala
15 dias atrás

Djokovic não precisa de técnico. Pode trazer o Federer, o Guardiola, que nao vai resolver…
O problema dele é físico. A recuperação física é pior conforme os anos vai passando e ele está bem velho. Tem que aceitar o fluxo natural da vida
Ou tentar algo diferente como trazer novamente o Pepe Imaz

Diego
Diego
15 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Bem velho e no topo e com alguns Slans ainda no radar.

O realista
O realista
14 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Boa! O Pepe Imaz seria o melhor nome para ele!

Lee
Lee
15 dias atrás

Esses dia comentei que o treinador dele poderia ser o Federer e ainda disse que era só brincadeira mas parece que pode se tornar coisa séria kkkkkkkk.

Luciano
Luciano
15 dias atrás

Kyrgios nem treinador tem e só não ganhou Grand Slam – na minha humilde opinião – por falta de comprometimento próprio mesmo, porque talento ele tem de sobra e já mostrou isso! Djokovic então, nem se fala, até sem treinador esse cara é capaz de ganhar muita coisa ainda.

José Alexandre
José Alexandre
15 dias atrás

Seria perfeito, com certeza o tenista com os melhores resultados da história ficaria motivado novamente por estar tendo atenção e ensinamentos do Rei. Torceria pro sérvio ganhar mais uns 10 Slans se vier a concretizar esta parceria.

Osvaldo
Osvaldo
15 dias atrás
Responder para  José Alexandre

não sonhe… eles são inimigos quase declarados

João
João
15 dias atrás

Que idéia mais estapafúrdia da dona (não sei quem é) Monica Puig.
Porque raios Djoko ou Federer precisam ou iriam querer isso?
Esses comentaristas sempre se superando e isso não é um elogio.

Última edição 15 dias atrás by João
Thiago Pereira
Thiago Pereira
15 dias atrás

Que viagem, kkk! Djokovic não precisa se sujeitar a isso,ele é o GOAT. Federer provavelmente recusaria,pois já demonstrou algumas vezes não simpatizar com o sérvio,embora os dois tenham respeito um pelo outro. E outra,é que eu duvido muito que o Djokovic iria atrás de um dos seus maiores rivais,com quem disputava o posto de GOAT até pouco tempo, para ser seu treinador. Djokovic já o superou há um bom tempo. Federer também já demonstrou não ter vontade de ser treinador. Então acho essa hipótese fora de questão. Se não voltar com o Vajda, não acho que o Djokovic irá atrás de um grande nome para ser seu treinador,pelo menos não nesse momento. Ele já passou dessa fase. Vi que ele tá treinando com o Zimonjic, e se ele voltar a jogar bem com ele,não duvido que ele vire o seu treinador principal.

Jonas
Jonas
15 dias atrás

kkkkkkkkkkkk. Só pode ser piada.

Não acho uma boa seguir sozinho. Deveria ir de Becker ou Vajda, porque são dois nomes que não o deixariam se acomodar.

Problema do Djoko tem sido esse, ele tá mais preocupado com coisas particulares, não tá focando no tênis.

Mas Federer é piada kkkk depois de tanta surra iria apenas querer prejudicar o sérvio.

Jonas
Jonas
15 dias atrás

Não, Paulo Maia, problema do Djoko tá longe de ser físico.

Ele tá se mexendo mal e falta profundidade em seus golpes. Isso é problema técnico e falta de foco, talvez até de treino.

Esse ano acho que Djoko não fez sequer uma partida em seu nível habitual, tá bem estranho.

Nadal, esse sim, tem problemas físicos. Ele quer jogar, quer ganhar, mas o corpo não deixa. Algo semelhante ocorreu com o Federer, queria muito jogar, mas era impossível.

Abel S
Abel S
14 dias atrás

O verdadeiro GOAT não quer ser técnico.

Rafael Lucena
Rafael Lucena
14 dias atrás
Responder para  Abel S

Isso, o Djokovic ainda está jogando, então não faz sentido ele querer ser técnico.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE