PLACAR

Árbitro italiano é suspenso por cinco anos e meio

Foto: ITIA

Londres (Reino Unido) – A Agência Internacional para a Integridade do Ténis (ITIA) confirmou nesta quarta-feira que o árbitro italiano Manuel Guion foi suspenso do esporte por um período de cinco anos e seis meses após violações do Programa Anticorrupção do Ténis (TACP).

Guion, que atuava majoritariamente em eventos de US$ 15 mil da ITF como árbitro de cadeira, mas também já trabalhou como juiz de linha em challengers, admitiu ter violado diversos itens do TACP, dentre os quais conspirar para cometer um delito de corrupção, solicitar a um jogador que cometesse um delito de corrupção, encorajar apostas de tênis e apostar em eventos em que estava diretamente envolvido.

O profissional italiano cooperou totalmente com a investigação da ITIA e renunciou ao seu direito a uma audiência perante um oficial de audiência anticorrupção independente. A decisão sobre a duração da pena foi tomada pelo francês Philippe Cavalieros e foi aceita sem objeções por Guion, que também foi multado em US$ 6 mil. A suspensão entrou em vigor com a data retroativa de 5 de fevereiro de 2024 e terminará à meia-noite de 4 de agosto de 2029.

Durante a suspensão, Manuel Guion está proibido de arbitrar ou participar de qualquer evento de tênis autorizado ou sancionado pelos membros da ITIA, como a ATP, ITF, WTA, Tennis Australia, Federação Francesa, Wimbledon e USTA.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
SANDRO
SANDRO
3 meses atrás

Apenas a pontinha do “iceberg” do mundo corrupto das apostas esportivas…

Tião do Tênis
Tião do Tênis
3 meses atrás

Corrupção está em todo lugar do mundo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE