PLACAR

Aniversariante, Vekic chega à sua quinta final na grama

Foto: Jimmie48/WTA

Bad Homburg (Alemanha) – Aniversariante desta sexta-feira, Donna Vekic comemorou seus 28 anos com a classificação para a final do WTA 500 de Bad Homburg. A croata avançou no torneio em quadras de grama depois de superar a búlgara Viktoriya Tomova por 6/0 e 7/6 (8-6) em 1h40 de partida.

Vekic tem quatro títulos de WTA na carreira e disputará sua 13ª final no circuito. Jogando na grama, ela foi campeã de Nottingham em 2017 e esteve em outras três finais, a mais recente em Berlim há duas temporadas. Com isso, chega à sua quinta final de WTA na grama. Ex-top 20, a croata ocupa o 49º lugar do ranking.

Após o jogo desta sexta, Vekic recebeu presentes dos organizadores do torneio e um “Parabéns a você” dos torcedores no estádio. A croata falou também sobre os dois sets muito distintos da semifinal. Apesar de ter aplicado um ‘pneu’ no set inicial, ela enfrentou games longos e salvou dois break-points. E na segunda parcial, com uma quebra para cada lado, venceu no tiebreak.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Acho que no tênis, quando você vence o primeiro set por 6/ 0, às vezes é uma maldição. O segundo set quase nunca será igual. Ela é uma grande jogadora e no final me fez trabalhar para isso”, disse Vekic, valorizando a atuação da rival, que salvou cinco match-points contra a russa Anna Blinkova nas quartas.

Shnaider busca seu segundo título na temporada

A adversária de Vekic na final marcada para este sábado às 8h30 (de Brasília) será a russa Diana Shnaider, canhota de 20 anos e 47ª do ranking, que derrotou a norte-americana Emma Navarro, cabeça 3 do torneio e 19º do mundo, por 7/5, 2/6 e 6/3 em uma longa partida de 2h20.

A russa saiu perdendo por 3/1, conseguiu igualar o set e voltou a quebrar no fim da parcial. Navarro dominou o segundo set, conseguindo duas quebras sem enfrentar break-points. A norte-americana também teve quebra acima no terceiro set, mas Shnaider venceu os últimos cinco games da partida para chegar à vitória.

Shnaider conquistou em fevereiro seu primeiro WTA em Hua Hin, na Tailândia. A jovem russa também foi finalista em Ningbo, na China, na temporada passada. Atualmente com o melhor ranking da carreira, ela terá um duelo inédito contra a croata no circuito.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE