PLACAR

Alcaraz valoriza Tiafoe, mas liga alerta após nova oscilação

Foto: Jonathan Nackstrand/AELTC

Londres (Inglaterra) – Pelo terceiro jogo consecutivo, Carlos Alcaraz viveu altos e baixos em Wimbledon. Depois de ter certas dificuldades e encarar tiebreaks contra Mark Lajal e Aleksandar Vukic nas primeiras rodadas, desta vez o espanhol foi bastante exigido por Frances Tiafoe e chegou a estar perdendo por 2 sets a 1, antes de enfim elevar o nível e confirmar sua classificação às oitavas de final.

Ciente dessas oscilações, o atual campeão do torneio admitiu que precisa melhor se quiser defender o bicampeonato, mas também valorizou a atuação do rival norte-americano, com quem já havia tido uma batalha épica na semifinal do US Open de 2022.

“Foi um jogo muito disputado. Frances é um grande adversário, mas estou feliz por ter conseguido a vitória. Para mim, houve muitos altos e baixos nesta partida. Eu estava uma quebra acima no primeiro set, mas cometi alguns erros no meu saque. Depois disso, joguei um ótimo segundo set. Depois, novamente no terceiro set, cometi vários erros de saque. Foi muito importante me manter firme no quarto set e continuar lutando, mas devo melhorar e tentar não ter tantos altos e baixos como eu tive hoje”, frisou.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Nesse sentido, Carlitos assumiu toda a responsabilidade por jogar aquém do que gostaria. “Os altos e baixos não são sobre o seu adversário, são sobre você mesmo. É claro que se o seu adversário está jogando um ótimo tênis e não deixa você entrar no ritmo, tudo fica ainda mais complicado. De qualquer forma, se você não se sente bem ou não está jogando em alto nível, é preciso se manter mentalmente forte para continuar lutando e ter a opção de pegar esse ritmo e não cair de novo. É isso que tenho que melhorar, ressaltou.

Para completar o assunto, ele destacou as qualidades do jogo de Tiafoe. “Frances bate muito bem na bola. Ele sacou muito bem e não me deixou entrar na partida. Quebrei ele algumas vezes no segundo set, mas depois disso não tive muitas oportunidades de fazê-lo novamente. Às vezes foi difícil lidar com ele, pois se movimenta muito bem e jogou muito. Não consegui dominar a partida. Na maioria das vezes ele estava em condições de jogar de forma agressiva, no seu melhor estilo”, pontuou.

Novo triunfo no quinto set

Um dos atributos em que Carlos Alcaraz vem se destacando na sua jovem carreira é a maneira positiva como ele se comporta nos momentos decisivos. Contra Tiafoe ele disputou pela 13ª vez na carreira uma partida até o quinto set e saiu com sua 12ª vitória. Para ele, são os pontos de pressão que o fazem crescer e mostrar sua melhor versão em quadra.

“No quinto set acho que elevo meu nível de tênis. O fato de me sentir tão bem fisicamente também me ajuda a jogar com mais calma do que meu rival. Me sinto muito melhor que meu oponente física e mentalmente: sei que meu oponente tem que jogar um tênis de altíssimo nível e estar em um nível de intensidade muito alto se quiser me vencer. Isso me ajuda muito a gerenciar as situações complicadas de um quinto set”, explica.

Ainda de acordo com o espanhol de 21 anos, é nessa hora que ele aproveitar para exigir o máximo de seus oponentes. “Eu pressiono meu rival e o levo ao limite, procuro fazer com que ele esteja 100% física e mentalmente. Às vezes é difícil para o adversário manter esse tipo de intensidade e esse nível no quinto set. Na minha cabeça acho que sou bom nisso, que devo acreditar que vou vencer e que vou mostrar o meu melhor tênis. Acredito que vou vencer e é isso que faz a diferença para mim”, complementou.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
7 dias atrás

tá jogando demais… imparável… é MUITO favorito…

Bukele
Bukele
7 dias atrás

Alcaraz, o n.1 de vidro. Nível Marcelo Rios,que foi n.1 do mundo por uma semana…

Bruno
Bruno
7 dias atrás
Responder para  Bukele

Não sou o maior fã do alcaraz, apesar de gostar do estilo. Mas seu comentário é tão ruim e sem sentido, que eu tenho dúvidas se você entende as regras de um jogo de tênis.

Bruno
Bruno
7 dias atrás
Responder para  Bukele

Marcelo Rios tem 0 Grands Slams, o Jovem aí já tem 3… Comparação ruim

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
7 dias atrás

Marcelo Rios ficou 6 semanas na liderança do ranking e Carlos Alcaraz, com 21 anos, tem 36 semanas como líder do ranking. Comparação descabida. Essa força mental e capacidade de elevar o nível nos momentos de pressão vai fazer com que o Alcaraz consiga conquistar muitos títulos importantes ainda na carreira. O tempo vai dizer.

Robert
Robert
6 dias atrás

Não oscilou….apenas um jogo no qual ele era só mais um na quadra…atropelar quali é fácil…quando pega QQ jogador mais qualificado e chato tipo o Tiafoe vai sempre ter que lutar muito…e de agora em diante só pedreira. Agora que o campeonato começa. As zebras já rolaram.

Antonio
Antonio
6 dias atrás

Alcaraz e Sinner foram testados. Djoko ainda nao.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE